Destaques da Quinzena em DVD/BluRay (01 à 11/04)

09/04/2014

walterA Vida Secreta de Walter Mitty: por mais bacana que seja a trama do filme, a direção e roteiro não conseguem superar a narrativa de auto-ajuda, uma pena porque, por vezes, o filme parece querer mais, como nas sequências de alucinação de Walter, nunca expostas abertamente ao público. Na trama, Walter Mitty (Ben Stiller), é um homem tímido, que trabalha como gerente de fotografias da revista Life. Deprimido, ele usa a imaginação para dar sentido à sua vida sem graça. Quando um negativo da foto que vai estampar a última capa da icônica revista desaparece, ele se vê obrigado a embarcar em uma verdadeira aventura, que o fará repensar toda a sua existência.

frozenFrozen – Uma Aventura Congelante: o que dizer de uma animação praticamente com críticas unânimes, desde uma boa trama, bons personagens e uma música que virou hit mundial, impossível não cantarolar “Let it Go” e se surpreender com a sequência no filme, uma verdadeira pérola. Claro que estão lá todas as fórmulas das animações Disney, mas isso não é um defeito quando o roteiro utiliza da inteligência para contar a mesma, como por exemplo, evitar quase a todo custo transformar Elsa numa possível antagonista. Frozen gira em torno de uma profecia que condena um reino a um inverno eterno. Anna (Kristen Bell) precisa se unir a Kristoff, um ousado homem da montanha, para encontrar Elsa (Idina Menzel), sua irmã, e pôr um fim ao feitiço. Encontrando criaturas míticas, mágicas e extremas como o Everest a cada passo, Anna e Kristoff enfrentam os elementos da natureza em uma corrida para salvar o reino da destruição.

tatuagemTatuagem: filme nacional que ganhou boas críticas da mídia especializada, chega agora em dvd para encontrar um público maior do que o circuito restrito no qual foi exibido. Na trama, Brasil, 1978. A ditadura militar, ainda atuante, mostra sinais de esgotamento. Clécio, que faz parte de um teatro, muda de vida ao conhecer Fininha (Jesuíta Barbosa), apelido do soldado Arlindo Araújo, 18 anos: um garoto do interior que presta serviço militar na capital. A aproximação cria uma marca que nos lança no futuro, como tatuagem.

derepentepaiDe Repente Pai: comédia de Vince Vaughn jogada nos cinemas nos primeiros dias de 2014, em consequência, passou em branco (por mérito ou não), mas até acho criativa o plot do filme. Na trama, Ex-doador de esperma descobre que é pai de 533 crianças. Depois disso, ele passa a enfrentar problemas quando dezenas destas crianças querem conhecer o pai biológico.

Destaques da Quinzena em DVD/BluRay (17 à 28/03)

27/03/2014

capitaoCapitão Phillips: mais um belo trabalho do diretor Paul Greengrass, atualmente o melhor adaptador de histórias baseadas em fatos reias (!), que consegue imprimir tensão e suspense numa trama de final já conhecida, além do notável trabalho com a direção de elenco, principalmente, com atores amadores, inclusive rendendo uma indicação ao Oscar para Barkhad Abdi, como ator coadjuvante; vale mencionar que Tom Hanks, caricatural em Bastidores de Mary Poppins, está muito bem como o capitão, inclusive, pela tão falada cena na enfermaria. Baseado na história real do capitão Richard Phillips (Tom Hanks), que aceita o comando do Maersk Alabama mesmo sabendo que o cargueiro passará por uma área de muita atividade pirata. Quando seu navio é invadido, aceita ser tomado como refém por piratas somalianos em troca da liberdade da sua tripulação. Só que as coisas se complicam cada vez mais, conforme os sequestradores ficam mais e mais desesperados e a marinha norte-americana fecha o cerco.

fruitvaleFruitvale Station – A Última Parada: filme que ficou bastante conhecido com a repercussão dele no Sundance Festival, no entanto, não teve “gás” para chegar à temporada do Oscar, porém merece uma menção como um bom filme, mesmo possuindo alguns equívocos em seu roteiro, tem um belo trabalho de elenco, méritos para Michael B. Jordan (mais conhecido pela série Friday Nights Lights) e Octavia Spencer, que aqui sim, tem uma personagem/atuação digna de nota, não aquele embuste de Histórias Cruzadas. A trama conta a história real de Oscar Grant, um rapaz de 22 anos que saiu da cadeia e tenta reconstruir sua vida. Numa trágica noite de ano novo, se envolve em uma confusão na estação de trem que leva o nome do longa em São Francisco, nos EUA. A tragédia em decorrência da violência de policiais já é conhecida e o longa tenta retratar as horas antes do ocorrido numa trama que denuncia a falta de preparo da polícia e o racismo forte que insiste em existir nos Estados Unidos – e no mundo todo.

carrieCarrie – A Estranha: sem comentários o que fizeram com essa refilmagem, nada tem o tom correto, elenco deslocado (em nada Chloe Moretz lembra uma menina frágil e ingênua, ela é a Hit Girl!), roteiro frouxo e nem mesmo os efeitos digitais surgem natural, coisa que Brian DePalma não teve há três décadas atrás. Carrie retrata parte da vida de Carietta White (Chloe Moretz), uma adolescente oprimida pela sua mãe, Margaret White (Julianne Moore). Fanática religiosa e superprotetora, ela faz da adolescência da filha um inferno. Tímida, problemática e atormentada pelos colegas de escola, ela não consegue levar uma vida normal como as demais garotas da mesma idade. O que ninguém sabe é que Carrie carrega um segredo: ela é capaz de usar poderes telecinéticos. Suas habilidades vêm à tona quando ela é humilhada no baile de formatura do seu colégio. A partir daí, coisas horríveis começam a acontecer.

umanoiteUma Noite de Crime: uma pena um argumento no mínimo interessante se tornar um filme banal, sem sentido, no entanto, rendeu uma boa bilheteria e já tem uma continuação engatilhada. No elenco, Ethan Hawke e Lena Headey. Na trama, o governo Estados Unidos vê que suas prisões estão cheias demais para novos detentos, então criam uma nova lei permitindo todas as atividades ilegais por 12 horas. Neste período, uma família terá de se proteger de um maníaco.

virginiaVirgínia: o retorno do mestre Francis Ford Coppola não poderia ter sido pior, um filme que não teve nenhuma repercussão; no elenco, Val Kilmer, Elle Fanning e Bruce Dern. Na trama, um escritor em crise (Val Kilmer) chega a um pequeno povoado e se vê envolvido no misterioso assassinato de uma jovem. Uma noite recebe a visita de um fantasma e descobre algumas pistas que o levam a acreditar que a resolução do assassinato tem muito a ver com elementos de sua própria vida.

ligadosLigados pelo Amor: romance que permaneceu inédito nos cinemas, tem direção e roteiro de Josh Boone, e um belo elenco com nomes como Greg Kinnear, Jennifer Connelly, Lily Collins, Logan Lerman e Kristen Bell. Na trama, um escritor aclamado, sua ex-esposa e seus filhos adolescentes tentam chegar a um acordo com as complexidades do amor em todas as suas formas ao longo de um ano tumultuado.

Destaques da Quinzena em DVD/Bluray (01 à 14/03)

14/03/2014

azulAzul é a Cor Mais Quente – nem vou entrar na questão sobre o “não” lançamento do filme em BluRay em virtude de contratos onde há poder de censura por parte da distribuidora. Filmaço, na mesma importância de O Segredo de Brokeback Mountain, onde o amor homoafetivo é retratado com naturalidade e como somente um “amor”. Na trama, Adèle é uma garota de 15 anos que descobre, na cor azul dos cabelos de Emma, sua primeira paixão por outra mulher. Sem poder revelar a ninguém seus desejos, ela se entrega por completo a este amor secreto, enquanto trava uma guerra com sua família e com a moral vigente. Longa é baseado na graphic novel “Blue”, de Julie Maroh.

jogosJogos Vorazes: Em Chamas - para minha surpresa, os produtores da franquia são bastante inteligentes, conseguiram conceber um projeto cinematográfico sério, dramático e relevante sem apelar para romantismos e heroísmos exacerbados, claro que facilita muito ter Jennifer Lawrence como protagonista. Na trama, Katniss Everdeen (Jennifer Lawrence) retorna a salvo, depois de ter ganhado o 74º Jogos Vorazes com o colega Peeta Mellark. Vencer significa que eles devem retornar e abandonar sua família e amigos próximos, embarcando na “Turnê da Vitória” nos distritos. No decorrer do percurso, Katniss sente que uma rebelião está em ebulição, mas o congresso continua fortemente no controle, ao mesmo tempo que o Presidente Snow prepara o 75º Jogos Vorazes (O Quarteirão Quell), uma competição que pode mudar Panem para sempre.

rushRush – No Limite da Emoção - filmaço de Ron Howard, principalmente, em função do roteiro bem montado de Peter Morgan, que tirou do filme o rótulo de “filme de Fórmula 1″, ao focar na rivalidade dos bastidores entre os pilotos Lauda e Hunt, bom trabalho dos atores também. Na trama, a rivalidade do piloto britânico James Hunt (Chris Hemsworth) com o austríaco Niki Lauda (Daniel Brühl). A fama de mulherengo de Hunt não impediu que ele se casasse com Suzy Miller (Olivia Wilde), mas a relação ficou abalada quando ela se apaixonou pelo ator Richard Burton (Russell Crowe), amigo do piloto. 

aprocuradoÀ Procura do Amor –  um “pecado” a partida de James Gandolfini, agora que parecia que sua carreira cinematográfica iria deslanchar, um personagem humano e bem humorado, bastante diferente de seu icônico Tony Soprano, um romance adulto e, por vezes, maduro, não fosse a veia cômica de Julia Louis-Dreyfus, perfeita no papel. Na trama, a massagista Eva é uma mulher divorciada e mãe solteira que teme a partida da sua filha para a faculdade. Ela logo começa um romance com Albert, um homem engraçado que está vivendo um momento muito parecido com o seu. Só que esse relacionamento será ameaçado com a chegada de sua nova cliente, Marianne, que é também ex-mulher de Albert.

floresFlores Raras - não pude assistir ao longa que vem recebendo boas críticas, muito bom ver Bruno Barreto retomar sua carreira com filmes mais dignos de sua filmografia. O filme conta a história dramática da arquiteta carioca Lota de Macedo Soares (Glória Pires), uma das responsáveis pela construção do Aterro do Flamengo, e da poetisa americana Elizabeth Bishop (Miranda Otto), vencedora do prêmio Pulitzer em 1956, que viveram um romance no Rio de Janeiro, entre 1951 e 1965.

endersEnder’s Game – O Jogo do Exterminador - filme de ficção voltado para um público mais jovem, não fez uma carreira muito promissora nos cinemas, apesar do bom elenco, não deve render uma franquia como gostariam os produtores. Na trama, em um futuro próximo, extraterrestres hostis atacaram a Terra. Com muita dificuldade, o combate foi vencido, graças ao heroísmo do comandante Mazer Rackham. Desde então, o respeitado coronel Graff e as forças militares terrestres treinam as crianças mais talentosas do planeta desde pequenas, no intuito de prepará-las para um próximo ataque. Ender Wiggin, um garoto tímido e brilhante, é selecionado para fazer parte da elite. Na Escola da Guerra, ele aprende rapidamente a controlar as técnicas de combate, por causa de seu formidável senso de estratégia. Não demora para Graff considerá-lo a maior esperança das forças humanas. Falta apenas um treinamento com o grande Mazer Rackham, e depois garoto estará pronto para a batalha épica que decidirá o futuro da Terra e da humanidade.

sobrenaturalSobrenatural: Capítulo 2 - gosto muito de Sobrenatural, porém essa continuação tem muita cara de oportunista, dá impressão que nem trabalharam o roteiro suficiente, e algumas idéias e soluções para a continuação são muito forçadas, fica difícil embarcar na trama sem achar tudo muito irreal, quase cômico, uma pena, pois o trabalho de James Wan continua satisfatório. Na trama, a família Lambert é assombrada novamente. Eles terão de buscar uma resposta para os acontecimentos que cercam os membros da família, antes que seja tarde demais.

altosebaixosAltos e Baixos - filme inédito em nossos cinemas, reúne um bom elenco e é uma adaptação da obra de Nick Hornby (o mesmo de O Grande Garoto). Na trama, um entregador de pizza (Aaron Paul), um apresentador de programa de auditório (Pierce Brosnan), uma adolescente (Imogen Poots) e a mãe de uma criança com deficiência (Toni Colette) pretendem pular do mesmo prédio na virada do Ano Novo, mas acabam encontrando forças uns nos outros para superar seus problemas pessoais.

serrapeladaSerra Pelada - mesmo tendo um plot muito cabana, o roteiro fica devendo, para quem não viu nos cinemas ou na televisão. Na trama, os amigos Juliano (Wagner Moura) e Joaquim (Daniel de Oliveira) saem do Rio de Janeiro com o sonho de encontrar ouro. Os dois chegam à Floresta Amazônica com outros milhares de homens, cheios de sonhos e ilusões. Mas a mina muda tudo em suas vidas e eles são destruídos pela obsessão pelo poder e pela riqueza. Juliano transforma-se em um gângster e Joaquim esquece todos os seus valores morais.

Balanço da Temporada: True Detective – 1ª temporada

11/03/2014

Mesmo ocupando a maior parte do meu tempo de lazer, as séries, nesses último anos, caíram consideravelmente de qualidade, ou pelo menos, nenhuma nova série substitui à altura uma série recém finalizada, claro que falando em aspectos generalizados (sem determinar essa série é de tevê a cabo ou essa é de tevê aberta), para cada Breaking Bad que termina inicia uma Lucky 7 (já cancelada).

true

No entanto, quando criadores/roteiristas/diretores acertam, o acerto vale para uma temporada inteira. True Detective surgiu na onda do sucesso da recriação de temporadas antológicas (histórias independentes a cada temporada) proposta por Ryan Murphy (criador de Glee, Nip/Tuck, junto à Brad Falchuk) em American Horror Story (renovada para sua 4ª temporada). Assim, o canal HBO aprovou o projeto de Nic Pizzolato (responsável anteriormente por somente dois episódios de The Killing), uma clássica história policial passada em três tempos narrativos 1995, 2002 e 2012, versando a investigação da morte de uma jovem, no que parece ter envolvimento de rituais religiosos, no sul dos EUA, mais precisamente na Louisiana.

Numa primeira leitura, porque o canal HBO, conhecido pelo seu padrão qualidade aprovaria uma série tão genérica como essa, igual a inúmeras outras séries “procedurais” da tevê americana? Após o primeiro episódio, a resposta: True Detective era uma série sobre dois detetives completamente diferentes envolvidos em diferentes dilemas e conflitos, no qual o assassinato da jovem Dora Lange se mostrou um mero pano de fundo para retratar o ambiguidade das pessoas (luz e escuridão, tantas vezes mencionadas na season finale) e a natureza selvagem do sul americano.

Li comentários diversos sobre a lentidão da série (a temporada teve 8 episódios) ou mesmo sobre o desfecho – excepcional – da história, porém me chama atenção que os espectadores não tenham notado que True Detective nunca foi uma série investigativa, mas sim uma trama sobre o relacionamento dos detetives Rust Cohle (Matthew McConaughey) e Marty Hart (Woody Harrelson) durante o período retratado, diga-se de passagem, excelente trabalho de montagem entre os diferentes tempos narrativos, incluindo, um eficiente design de produção.

Facilitou a unidade narrativa da série, a direção solitária de Cary Fukunaga (do mexicano Sin Nombre e da recente adaptação Jane Eyre, com Michael Fassbender e Mia Wasikowska), não muito comum em séries televisivas, assim Fukunaga conseguiu imprimir seu estilo à temporada, privilegiando o ambiente e os personagens, é impressionante como a natureza da Louisiana acaba se transformando num personagem dentro da trama, no capítulo final fiquei impressionado com a beleza rústica e aterrorizante de alguns cenários mostrados. Não posso deixar de mencionar, duas sequência fantásticas, já inesquecíveis para mim, o plano-sequência do 4º episódio e o “Labirinto Carcosa” da season finale, aulas de como criar tensão e medo.

truenatureza

Claro, que não poderia deixar de mencionar, o espetacular trabalho dos protagonistas (mais um fator positivo sobre séries antológicas, acrescentar “atores de cinema” em produções mais rápidas), se num primeiro momento, Woody Harrelson parece ter um trabalho mais fácil, afinal ser personagem inicialmente é um exemplo social do tipo de pessoa que vive naquela região, onde impera a hipocrisia, a evolução com o passar dos anos, com muito sofrimento para o personagem, mostra um trabalho cuidadoso do ator, que se redime do babaca inicial se mostrava; já McConaughey (recém oscarizado) cria um Cohle na medida, se forçasse um pouco mais nas esquisitices/frieza poderia cair na caricatura, no entanto, sua personalidade obsessiva vai se mostrando praticamente patológica com o passar da série, justificada em alguns momentos, e ao final, temos um vislumbre de toda sua humanidade, junto à um texto rico de leituras e metáforas, impressionante! Praticamente garantiu um Emmy nesse ano!

Concluindo, fácil, fácil uma das melhores séries do ano (se já não for “A” série do ano)!

Destaques da Quinzena em DVD/BluRay (17 à 28/02)

27/02/2014

gravidadeGravidade: o que dizer de uma obra tecnicamente perfeita como Gravidade, do diretor Alfonso Cuáron, talvez o grande vencedor do Oscar 2014 (tô escrevendo isso na 5ª feira anterior ao prêmio), somente não consegue ser um filme perfeito pois trata-se de um filme de sobrevivência, o que normalmente privilegia mais os atores do que os roteiros, mesmo assim, o filme é imperdível e um dos melhores de 2013! Na trama, Ryan Stone (Sandra Bullock) está em sua primeira missão espacial ao lado do astronauta veterano Matt Kowalsky (George Clooney), que se despede da função neste último voo. Mas durante um passeio espacial aparentemente rotineiro, um acidente ameaça a vida dos passageiros, que têm sua nave destruída. Absolutamente sozinhos no espaço, Stone e Kowalsky são obrigados a lutar lado a lado para sobreviver em um ambiente de total escuridão.

thorThor: O Mundo Sombrio: fato, para mim, essa continuação é seguramente melhor que o primeiro filme, talvez por se concentrar mais no universo de Thor do que no planeta Terra, mas claro que o destaque continua sendo Loki! Na trama, Thor (Chris Hemsworth), o Poderoso Vingador, luta para salvar a Terra e os Nove Reinos de um inimigo sombrio, mas uma antiga raça liderada pelo vingativo Malekith (Christopher Eccleston) retorna para levar o universo de volta às trevas. Enfrentando um inimigo que nem mesmo Odin (Anthony Hopkins) e Asgard são capazes de derrotar, Thor embarcará em sua jornada mais perigosa e pessoal que o reunirá a Jane Foster (Natalie Portman) e o forçará a sacrificar tudo para salvar a humanidade.

kickKick-Ass 2: uma pena que essa continuação do ótimo original não rendeu, isso que conta com os mesmos atores, no entanto, acredito que o roteiro não soube dosar o sucesso da Hit Girl, tanto que afastou a menina da trama central criando um filme praticamente paralelo. Nem mesmo a participação de Jim Carrey salva o filme de uma mesmice. Na trama, as aventuras do apaixonado por quadrinhos que se torna super-herói Kick Ass acaba inspirando as pessoas a seu redor e dá início a uma nova ordem de justiceiros mascarados e unidos para limpar a tirania das ruas sua cidade. Mas como promover a justiça também podem trazer problemas para um herói, Kick Ass (Aaron Johnson) começa a ter sua identidade lentamente descoberta na mesma medida em que o vilão Red Mist prepara seus atos de maldade. Enquanto isso, Hit-Girl (Chloe Moretz) é obrigada a se defender de um grupo de patricinhas superpopulares que descobre sua identidade e se une para acabar com a vida da heroína a poucas semanas de sua formatura escolar.

comoComo Não Perder Essa Mulher?: longa dirigido/escrito/protagonizado por Joseph Gordon-Levitt num filme que ganhou alguns elogios por onde passou, junto à Joseph temos bons nomes como Scarlett Johansson, Julianne Moore, Anne Hathaway e Channing Tatum. Na trama, Um jovem viciado em filmes pornôs (Joseph Gordon-Levitt) leva uma vida sem relacionamentos sérios, até que uma mulher arrasadora (Scarlett Johansson) o arrebata em uma paixão inesperada. Aos poucos, ele perde sua identidade, mas os sábios conselhos de uma amiga o fazem abrir os olhos para o mundo real e expectativas fora da realidade que norteavam sua vida.

dianaDiana: fiquei impressionado com o fracasso que foi Diana, mesmo tendo bons nomes na produção, como o bom diretor Oliver Hirschbiegel e Naomi Watts; dizem que problemas na produção como atritos entre os produtores e o diretor foram a causa disso. Na trama, um dos nomes mais emblemáticos que passaram pela realeza britântica, princesa Diana, tem os últimos dois últimos anos de sua vida repassados. Já separada do príncipe Charles, com quem teve seus dois filhos, William e Harry, Lady Di vive o polêmico relacionamento com o cirurgião paquistanês Hasnat Khan. Os dois se conheceram em 1995, quando ela visitou um amigo no Hospital Royal Brompton, onde Khan trabalhava. A relação durou dois anos e terminou poucos meses antes do acidente que matou a Princesa.

circuitoCircuito Fechado: thriller inéditos nos cinemas, com nomes como Eric Bana, Rebecca Hall, Ciaran Hinds e Jim Broadbent. Na trama, quando um movimentado mercado londrino é destruído por terroristas, o país se prepara para um dos mais ruidosos casos da história britânica. Os advogados de defesa (Eric Bana e Rebecca Hall) se envolvem em uma perigosa teia de segredos e mentiras, descobrindo uma sinistra conspiração, que aponta para uma possível armação do próprio governo. Agora, a vida dos dois advogados corre um sério risco.

 


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.