Lost 6ª Temporada – Series Finale

Está dada a largada para a época do ano de despedidas definitivas ou um até logo (em setembro) para as séries americanas. Já estou em débito com alguns textos sobre o Balanço da Temporada de algumas séries que já terminaram nos Eua e que pude conferir, espero durante a semana ir comentando-as. Para abrir os trabalhos, nada melhor que se despedir definitivamente da melhor e mais importante série da década, claro, que estamos falando de Lost.

Na noite de domingo (23/05), o canal ABC fez um verdadeiro evento com a final da série, exibindo um especial de recapitulação da temporada e, em seguida, um episódio duplo de mais de 100 minutos de duração fechando, na telinha, a trama de seis temporadas de Lost, um prato cheio para os fãs e detratores da série. O final foi ao mesmo tempo surpreendente, pela maneira como a trama fechou seu ciclo abraçando a espiritualidade, e também previsível, já que há algum tempo imaginava que as respostas não viriam de maneira tão expositivas e o lado científico seria deixado de lado.

Antes de mais nada preciso deixar bem claro o quanto foi satisfatório para mim o término da trama, lamento por quem esperava uma resolução mais racional e científica (assim como eu, em determinados momentos). O final foi a melhor parte da série? Obviamente, que não! Nada foi melhor que a primeira temporada onde conhecemos todos aqueles personagens ricos e ambíguos, sem deixar de lado os famosos mistérios em torno da Ilha. No entanto, a maneira como os roteiristas resolveram terminar a jornada, apelando para o lado emotivo e espiritual de cada personagem (e fã) me parece, agora, passados alguns dias, a mais acertada. Acredito que com o tempo, mesmo para quem não se empolgou com o final a série cresça dada a dimensão épica da narrativa.

Fazendo um restrospecto da temporada (função desta coluna), a série ficou devendo, não soube equilibrar dramaticamente os eventos na Ilha com os “flashsideways”, isto é fato! Claro que muitas perguntas foram respondidas, desde os números malditos até os sussurros na Ilha, se foram respostas convincentes e satisfatórias cada um pode dizer, sempre achei que isto dependia mais da expectativa de cada um, a minha confesso andava em baixa, sempre confiei no trabalho dos roteiristas mas, ainda não consigo, vislumbrar um final “científico” e convendcional para a série, por isto, volto a frisar, gostei tanto deste final mais humano.

Não vou citar melhores momentos (o que foi o despertar dos personagens, uma mais emocionante que o outro) nem melhores personagens pois todos, de alguma forma, se tornaram orgânicos  a trama e não tem como compará-los aos eventos desta finale, no entanto, não queria deixar de citar o ressurgimento de Terry O’Quinn na temporada, Michael Emerson sempre excelente, Jorge Garcia  naturalmente Hurley ( e pensar que no início da série o considerava um elo fraco do elenco) e Matthew Fox, que deve ter passado várias temporadas escutando  que seu personagem ficava à sombra dos demais, considerando que ele seria o protagonista, e ao final ele também tem seu momento épico, um presente dos roteiristas para o ator.

Me despeço de Lost, movido pela emoção, fechando mais uma jornada (da série e da minha vida) em frente à telinha do computador (em outros tempo era em frente à televisão), afinal foram seis anos, acompanhando uma série que mudou o rumo da televisão e a maneira da fazer repercutir uma trama,  seus personagens e sua mitologia, uma série que não teve medo de misturar filosofia, física quântica, viagens no tempo, destino, livre arbítrio e fé/espiritualidade. Esta foi a segunda despedida que mais mexeu comigo (a outra foi Arquivo X, que, infelizmente, já havia perdido o “timing” do seu término), e que desde já vou sentir falta!

Tags: ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: