Destaques da Semana em DVD (09 à 13/08)

Dupla Implacável: mais uma produção de ação de Luc Besson, mesclando o gênero tipicamente americano em terras européias, aqui conta com a velha fórmula dupla que não se atura envolvida numa grande trama aventura com toques de comédia. Passatempo descompromissado com John Travolta pagando as contas porém, parece estar se divertindo pacas!. Na trama, a vontade de um agente do governo norte-americano de brilhar além das sombras da sua profissão se torna realidade quando ele está lado a lado com seu novo parceiro no crime – Wax. Como os dois estão em Paris em uma missão antiterrorista de paz, o nosso jovem agente descobre que a pior arma é a que mais amamos.

Quincas Berro D’Água: me surpreendi com a chegada tão repentina desta comédia em dvd, aqui no Sul, ele foi lançado nos cinemas faz poucas semana, assim fica difícil o cinema nacional encontrar seu público nos cinemas. Na trama, Rei dos botecos, bordéis e gafieiras da Bahia, o ex-funcionário público Quincas Berro d’Água é encontrado morto em sua cama.Inconformados com sua morte, seus melhores amigos roubam o corpo e o levam para uma última noite, regada a festa e muita bebida.Em meio a mil confusões, Quincas vive a sua segunda e definitiva morte, desta vez como sempre sonhou.

Criação: drama histórico que passou rapidamente pelos cinemas, na verdade, atualmente, nem sei como conseguiu este feito. O filme deve encontrar seu público agora em dvd, afinal, parece ser um filme correto e conta com um elenco acima da média, principalmente, a belíssima morena Jennifer Connely. Na trama, Charles Darwin (Paul Bettany) revolucionou toda a história da humanidade com sua extraordinária obra – A Origem das Espécies. Suas idéias chocaram a todos, mas foi dentro de sua família, em especial sua esposa Emma (Jennifer Connely), onde ele encontrou os maiores desafios a sua teoria. Darwin viveu um dilema entre fé e razão, amor e verdade.

Ameaça Terrorista: suspense que ficou inédito nos cinemas, é um filme de conspiração e terrorismo bastante eficaz, principalmente, por conseguir se manter ambíguo, afinal, será que o suspeito é verdadeiramente um terrorista ou os agentes americanos estão enganados, muitas cenas fortes de tortura e uma trama tensa, ainda contra com um bom elenco com nomes como Michael Sheen, Samuel L. Jackson e Carrie-Anne Moss. Na trama, sob constante ameaça terrorista, os EUA não podem baixar a guarda. Neste thriller psicológico, o país norte americano enfrentará um filho de sua própria nação, Younger (Michael Sheen), que se converteu ao islamismo e armou três bombas atômicas em diferentes cidades americanas. Apesar de Younger ser facilmente localizado e preso, ele não dá as coordenadas de onde as bombas estão. É quando entra em cena o investigador H (Samuel L. Jackson) e Helen (Carrie-Anne Moss) uma agente do FBI, que terão que pressionar o terrorista para descobrir a localização exata das bombas, numa corrida alucinante contra o tempo.

Caçador de Recompensas: o que poderia ser uma divertida comédia de aventura se tornou um dos piores filmes do ano, culpa de um roteiro sem pé nem cabeça que desperdiçou os carismas de Butler (na hora de escolher melhor seus projetos) e Anniston (mantendo a fama). Na trama, Milo Boyd (Gerard Butler), um azarado caçador de recompensas recebe o emprego dos seus sonhos quando é designado a capturar sua fugitiva ex-mulher, a repórter Nicole Hurly (Jennifer Aniston). Ele acredita que o trabalho será dinheiro fácil, mas quando Nicole escapa para seguir a pista de um assassinato encoberto, Milo se dá conta de que nada é fácil entre ele e Nicole. Eles vivem passando a perna um no outro – até que se encontram numa fuga por suas vidas. Se eles achavam que a promessa de amar, honrar e respeitar era difícil – ficar vivos será ainda mais difícil.

Morte no Funeral: qual seria a necessidade de refilmar um filme inglês de comédia, diga-se, tipicamente inglesa pelo humor negro, afinal somente os ingleses para fazerem piadas e situações cômicas num funeral, se este filme foi lançado há menos de três anos? Não sei  dizer o porquê mas, o resultado já era esperado, a refilmagem, apesar do bom elenco, adaptado para a comunidade afro-americana, se tornou um simples filme sem graça. Na trama, uma família desajustada se junta para o enterro do patriarca. Quando um homem misterioso aparece e ameaça chantagear a família com um segredo obscuro do falecido, seus dois filhos tentam de tudo para não deixar que os presentes descubram.

Carros Usados, Vendedores Pirados: filme que passou em branco nos cinemas, nem sei ao certo porque foi lançado, afinal seu protagonista e chamariz para o filme é bastante conhecido somente dos série maniácos, Jeremy Piven, o muitíssimo premiado Ari Gold de Entourage. Na trama, em uma tentativa desesperada de salvar a sua concessionária de carros usados não se rapidamente, Ben Selleck contrata um time de mercenários “carro” à rampa acima das vendas durante a quarta-de-semana de Julho. Liderado pelo fast-talking, boca suja, auto-assegurado Don “The Goods” Pronto, o grupo tem três dias para vender mais de 200 carros. Mas, como Don compromete sua nova missão, e rapidamente se apaixona pela filha do patrão Ivy, ele percebe que vai ter que confiar mais de seus carros e suas habilidades astuto no engano para fazer um sucesso fora do fim de semana difícil.

Do Começo ao Fim: filme nacional que conseguiu bastante espaço na mídia pelo delicado tema que trata, a relação incestuosa e homossexual dos protagonistas, porém, pela crítica especializada é barulho demais para filme de menos. Na trama, a médica Julieta é mãe de Francisco, fruto de seu relacionamento com o argentino Pedro. Depois da separação, ela conhece o arquiteto Alexandre, com quem tem outro filho, Thomás. Como cria os meninos juntos, Julieta é a primeira a perceber que no carinho dos irmãos se desenha uma sólida paixão.

Lembranças: este filme gerou uma expectativa bastante curiosa no meio cinematográfico, afinal se trata do primeiro filme solo de Robert Pattinson após o fenômeno Crepúsculo, que assolou o mundo inteiro. Resultado: o filme não conseguiu ganhar em cima da fama instantânea do rapaz, que ainda se mostra uma cópia de James Dean. No entanto, tirando este detalhe, é um drama familiar interessante e com bom elenco, principalmente, para observar Pierce Brosnan exorcizando James Bond, detalhe o já famoso final surpresa do filme é de uma obviedade incrível e nada acrescenta dramaticamente ao roteiro, puro chamariz de marketing! Na trama,  mesmo depois de muitos anos após o estudante Tyler Roth ter perdido seu irmão, que cometeu suicídio, ele não consegue se recuperar da extrema dor que sente. Nesse meio tempo, ele conhece Ally, a filha de um policial, que teve sua mãe brutalmente assassinada. Percebendo que pode compartilhar seu pesar com ela, os dois acabam se apaixonando, numa tentativa de tentar, por meio do amor, se libertar da angústia. Assim, Tyler descobre que a perda pode ser superada e a amargura que envenenava sua alma pode ser curada, levando uma vida junto de Ally.

Tags: , , , , , , , ,

4 Respostas to “Destaques da Semana em DVD (09 à 13/08)”

  1. Roberto Queiroz Says:

    De todos o que eu recomendo é o Quincas Berro D’água (que é ótimo do início ao fim, bem fiel ao universo criado pelo Jorge Amado). Estou curioso por esse Ameaça Terrorista! Eu quase baixei ele outro dia.

  2. Wallace Says:

    CRIAÇÃO, QUINCAS BERRO D’ÁGUA e AMEAÇA TERRORISTA estão na minha lista. Especialmente este último, que, apesar do pouco prestígio que alcançou (parece que foi lançado direto em DVD também nos EUA…), me interessa bastante, pela temática.

  3. chico lopes Says:

    “Criação” é um filme chato sobre um grande homem, mais uma daquelas cinebiografias que têm um grande personagem, mas se perdem nas pretensões, sendo reverentes demais com os abordados. “Quincas Berro d´Agua” é muito ruim. Aliás, o cinema brasileiro anda fazendo coisas ruins demais, ultimamente. Mas este, adaptando um romance delicioso de Jorge Amado, não tem a menor graça, e nem mesmo Paulo José no papel principal segura a narrativa; tudo é vulgar, forçado, tenta ser popular e divertido, mas falha. O melhor desses filmes é mesmo “Ameaça terrorista”, pela ambiguidade da discussão em torno da tortura de um fanático que pode pôr o mundo abaixo. O confronto entre Samuel L. Jackson, o carrasco, e Carrie-Anne Moss, representando a consciência humanista, é formidável. Também o ator que representa o fanático torturado (não me ocrre o nome agora) é excelente.

  4. Paulo Jr Says:

    Concordo com vc, Chico, tanto que destes lancamentos que vc citaste, ainda, somente assiste Unthinkable, os demais nao me despertaram maior interesse! O ator que vc nao lembrou de citar eh o ingles Michael Sheen, de Frost/Nixon e A Rainha, excelente presenca no filme
    Abs!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: