Minhas Mães e Meu Pai

 Confesso que mesmo sendo um fã de listas de melhores do ano, a cada ano me surpreendo mais como alguns filmes acabam sendo superestimados pela crítica, sempre em detrimento a outros filmes obviamente, não estou julgando a qualidade destes, mas mesmo num ano somente razoável, filmes simples e legais não deveriam estar num Top 10, por exemplo. Digo isto porque até mesmo para o espectador cria-se uma expectativa muito maior às virtudes da película, este é o caso de MINHAS MÃES E MEU PAI, sim mais um título genial das distribuidoras nacionais, dramédia da diretora/roteirista Lisa Chodolenko, em seu terceiro longa, sendo seu filme mais conhecido Laurel Canyon (2002), com Frances McDormand.

 Volto a repetir o filme é bem bacana, com toda aquela aura de wanna be moderninho e independente (com suas qualidades e defeitos junto no pacote), tem um elenco irretocável, gosto de todos os intérpretes, sem nenhum grande destaque para mim, principalmente, por sentir que o roteiro boicota os atores. Esta trama de filhos querendo conhecer o verdadeiro pai já foi contado zilhões de vezes no cinema/televisão/teatro o que for, no entanto, me parece que o roteiro somente introduziu o casal lésbico achando que este fato seria a grande novidade do milênio, porém esqueceu de enriquecer o contexto com esta situação. No meu entender a personagem de Annette Bening poderia ser substituída por qualquer ator sem modificar nenhuma característica fundamental da personagem, porque o roteiro não particulariza esta diversidade, Annette é o chefe de família trabalhador e racional que não tem muito tempo para a família enquanto Julianne Moore faz a dona-de-casa sem formação em busca de um pouco de carinho e reconhecimento, tudo é o mais clichê possível do gênero.

E para piorar, todos os conflitos em virtude desta falta de foco, resultam numa previsibilidade absurda, sabemos o que irá ocorrer pelo menos 10 minutos antes dos fatos se confirmarem na tela. Uma pena pois este podia ser um filme comercial, até porque nem se discute os dilemas das personagens , que retrata este novo tipo de família de maneira positiva e competente, do jeito que nos é apresentado é somente mais um drama familiar com toques cômicos contando com um ótimo elenco e  uma trama somente ok.

 MINHAS MÃES E MEU PAI: 7,0

Diretor: Lisa Cholodenko

Roteiro: Lisa Cholodenko, Stuart Blumberg

Elenco: Mia Wasikowska, Mark Ruffalo, Julianne Moore, Josh Hutcherson, Annette Bening, Yaya DaCosta, Kunal Sharma, Rebecca Lawrence, Amy Grabow, Eddie Hassell, Joaquín Garrido, Joseph Stephens Jr. 104 min Imagem Filmes

Tags: , , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: