Destaques de Semana em DVD (14 à 18/02)

Enterrado Vivo: fiquei curioso em observar a carreira do diretor espanhol Rodrigo Cortés após este Enterrado Vivo, o filme que tem roteiro de um novato, Chris Sparling, é de uma inventividade ímpar, muito legal mesmo, tenso e cheio de armadilhas emocionais para as pessoas que embarcarem na trama. A título de comparação, Enterrado Vivo lembra a mesma situação de 127 Horas, ambos lançado em 2010, a história é mantida somente por um personagem em situação limite, particularmente, prefiro Enterrado Vivo. Na trama, Paul Conroy (Ryan Reynolds) ainda não está pronto para morrer. Mas, quando ele acorda dentro de um caixão a 2 metros abaixo da terra sem a menor ideia de quem ou porque o colocaram lá, a vida dele se transforma em um único esforço extremo pela sobrevivência. Enterrado apenas com um celular e um isqueiro, o pouco oxigênio transforma Enterrado Vivo numa aflitiva experiência de corrida contra o tempo. Paul tem apenas 90 minutos para conseguir que o resgatem antes que seu pior pesadelo se torne verdade.

Wall Street – O Dinheiro Nunca Dorme: Oliver Stone é um cara muito esperto, que melhor momento para reaviver o universo financeiro dos yuppies dos anos 80 do que agora, num momento delicado para o capitalismo americano, se o momento não é o mesmo, passados mais 20 anos, acho que já era tempo do cinema americano olhar para Wall Street novamente. Ainda, não assisti ao filme por isto não sei qual o tom da película, mas Oliver Stone ressuscita Michael Douglas, que ganhou o Oscar pelo mesmo papel, e aqui parece, pelo que andei lendo, como um coadjuvante de luxo para a trama atual. No elenco, além de Douglas, temos Shia LaBeouf, Frank Langella, Josh Brolin, Carey Mulligan e Susan Sarandon. Na trama, a história se passa 23 anos após o primeiro longa. Sai da cadeia Gekko, bilionário sem escrúpulos que recorria aos meios mais escusos para lucrar com os movimentos da Bolsa de Valores de Nova York nos anos 80. Disposto a retomar suas atividades, Gekko descobre um mercado financeiro muito mais tumultuado do que aquele que dominava.

Solomon Kane – O Caçador de Demônios:  filme que estranhamente chegou a ser lançado nos cinemas nacionais, digo isto porque, não é um lançamento de um estúdio major e nem mesmo possui um nome no cartaz para servir de chamariz para o público, claro que James Purefoy está longe de ser conhecido mas, os fãs de séries podem reconhece-lo da série Roma e, futuramente, da série Camelot. O que posso dizer de Solomon Kane é que é uma produção bacana e deve agradar os fãs do subgênero, mas falta um roteiro melhor. Na trama, no século XVI, um guerreiro atormentado por seu passado parte em busca de redenção ao enfrentar uma força maligna que ameaça seu reino. Baseado nas histórias de Robert E. Howard.

Alexandria: Alejandro Amenábar dá um tempo em seus suspenses (Os Outros) e dramas (Mar Adentro) para encarar um épico produzido na Espanha e falado em inglês, com a belíssima Rachel Weizs como protagonista. No entanto, o filme passou em branco nas premiações, sendo que por aqui chega inédito nos cinemas e sua produção é de 2009. Na trama, sob o domínio Romano, a cidade de Alexandria é palco de uma das mais violentas rebeliões religiosas de toda história antiga. Judeus e cristãos disputam a soberania política, econômica e religiosa da cidade. Entre o conflito, a bela e brilhante astrônoma Hypatia (Rachel Weisz) lidera um grupo de discípulos que luta para preservar a biblioteca de Alexandria. Dois deles disputam o seu amor: o prefeito Orestes (Oscar Isaac) e o jovem escravo Davus (Max Minghella). Entretanto, Hypatia terá que arriscar a sua vida em uma batalha histórica que mudará o destino da humanidade

O Ano em Que nos Conhecemos: filme que permaneceu inédito nos cinemas, indicado aqui pelo seu reconhecido elenco, nomes como Jimmy Fallon, Lucy Liu, Sharon Stone e Tom Arnold juntos nesta comédia dramática dirigida pelo desconhecido Patrick Sisam, lançamento de Califórnia Filmes. Na trama, Christopher Rocket é um homem dedicado ao seu trabalho, mas incapaz de comprometer a sua amiga Anne ou qualquer outra coisa em sua vida pessoal. Ele retorna à sua cidade natal depois que seu pai alienado Tom Rocket sofre um acidente vascular cerebral. Jane Rocket, sua mãe, é uma figura central em seu passado disfuncional.

Um por Todas, Todas por Um: filme que permaneceu inédito nos circuitos, chegando agora em dvd pela distribuidora Paris Filmes, na verdade somente o coloquei em destaque aqui, pois o mesmo tem o excelente ator Sam Rockwell como protagonista, porém a trama não me seduz para assistí-lo. Na trama, Bill é um pai caloteiro e divorciado que está distante de sua filha adolescente Molly. O seu amigo Terry, diretor de uma escola municipal secundária, ajuda-o a conseguir um emprego como treinador da equipe feminina de basquete do colégio. Inicialmente relutante, a vida de Bill começa a mudar quando ele conhece as meninas da equipe: Abbie, Tamra, Mindy, Wendy, Lisa e Kathy. A equipe melhora com o treinamento de Bill, ganhando auto-estima e espírito competitivo, no mesmo tempo em que as meninas passam a aconselhá-lo sobre seu relacionamento com sua filha. Mas a temporada vitoriosa da equipe, no entanto, não é suficiente para manter a moral sempre e proteger as meninas das suas dificuldades do mundo real.

Tags: , , , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: