Balanço da Temporada: The Good Wife – 2ª temporada

Sem a menor sombra de dúvidas, a segunda temporada de The Good Wife pode ser eleita como uma das melhores temporadas dentre as séries dramáticas neste ano, principalmente, se pensarmos que a série é exibida na tevê aberta, e mais, no canal com maior número de “procedurais”, a CBS. Digo isto porque, normalmente, séries de procedimento, seja policial, jurídica ou médica, abrem mão de um maior desenvolvimento dos personagens em virtude da estrutura engessada “caso da semana”. Isto não acontece em The Good Wife, desde que conhecemos Alicia Florrick – advogada e dona-de-casa, traída pelo marido, procurador da cidade, num escândalo sexual público, que vê sua família ruir ao ele ser preso e precisa voltar ao mercado de trabalho, recebendo uma proposta de um antigo colega (e affair) -, os roteiristas souberam trabalhar com bastante qualidade, desde a primeira temporada, cada arco e plot desenvolvido a cada semana. Resumindo, são bons casos jurídicos e excelentes personagens interagindo tanto nos tribunais quanto nos escritórios!

Nesta segunda temporada, vemos como Alicia lhe dá com o retorno de Peter para a carreira pública, candidatando-se novamente ao cargo de procurador, as mudanças na empresa com a entrada de um novo sócio, a entrada de Cary (seu adversário pela vaga na empresa na temporada passada) na Promotoria, agora, declaradamente adversário de Alicia, só que nos tribunais. Conhecemos novos personagens recorrentes como o irmão gay de Alicia (Owen), Blake (Scott Porter de Friday Night Lights), novo investigador e oponente de Kalinda, além de termos durante boa parte da temporada uma disputa política entre Peter, Glenn Childs (seu substituto) e Wendy Scott-Carr (o terceiro nome na disputa). Para nossa alegria, ajudando na campanha de Peter, o hilariante Eli Gold, agora, personagem regular (que em meio a campanha, ganhou até um possível affair, participação de America Ferrara).

Para mim, o grande diferencial da série para as demais jurídicas é esta pegada política de bastidores que está sempre tão presente, temos discussoes políticas (no estilo republicanos vs. democratas) mas também, discussões sociais, como diversos temas sendo trabalhados durante a temporada, sem abrir mão do clima tenso, muito drama e alguns momentos cômicos. Para finalizar, além de ter um bom grupo de personagens (dramaticamente falando), The Good Wife, sem a menor dúvida, possui, atualmente, o maior e melhor elenco (regular e participações especiais) de uma série de televisão.

Melhor episodio: Vip Treatment


Tags: , ,

Uma resposta to “Balanço da Temporada: The Good Wife – 2ª temporada”

  1. Carol Says:

    Nossa, eu adoro essa série, mas acabei não terminando de ver a primeira temporada. *–*

    Vou me atualizar logo pra conferir a segunda temporada😀

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: