Primeiras Impressões – How to Be a Gentleman, Suburgatory e Enlightened

Estas devem ser as três últimas séries cômicas que olho deste fall season 2011 (não vou apostar em Last Man Standing e Man Up!, do canal ABC), uma delas nem vou perder meu tempo pois How To Be a Gentleman já foi cancelada pelo canal CBS, que mesmo com forte lead in, The Big Bang Theory, a série naufragou na audiência com poucos episódios (acho que oficialmente, em seu horário regular, foram exibidos 3 episódios somente). Mesmo que tivesse uma boa audiência, não sei como os diretores de programação do canal aprovaram o piloto desta série, uma das coisas mais constrangedoras que pude assistir nesta última safra, um texto sofrível, personagens caricatos em demasia e sem química alguma, e olha que sou fã de Kevin Dillan (já eterno como Johnny Drama de Entourage, vai ser difícil o ator se dissociar do personagem) e Mary Lynn Rajskub (também conhecida como Chloe O’Brian de 24 Horas).

Já Suburgatory é a aposta do canal ABC para encontrar um spin off (não oficial) de Desperate Housewives (que encerra sua história nesta temporada). A premissa da série é bem simples, um pai solteiro e sua filha vão morar nos famosos e caricaturais subúrbios americanos (com direito a cerquinha branca!), após o pai, George descobrir que a jovem Tessa tem camisinhas em seu quarto. O melhor da série até aqui pelo menos, é o temperamento de Tessa, super descolada, com ótimo senso de humor e tiradas pra lá de irônicas, o retrato das vizinhas são um detalhe a parte, como não gostar de Sheila Shay? O bom elenco contribui para o sucesso inicial da série.

Buscando outro tipo do humor, Enlightened, série do canal HBO, explora a moda destes últimos anos em teorias de auto-ajuda, Amy após ter um colapso (devido ao stress no trabalho e sair com o chefe casado) na empresa que trabalha resolve passar meses em tratamento num Centro no Hawaii, em seu retorno começa a praticar o que aprendeu para ter uma vida mais “leve”, mas as pessoas a sua volta não assimilam muito bem suas ideias “do bem”. A série para mim é uma resposta do canal HBO para o grande crescimento de dramédias femininas do canal Showtime como Nurse Jackie, The Big C, Weeds e United States of Tara. Dentre as séries “cômicas” sem sombra de duvida, é a mais promissora, tanto pela proposta ser menos engessada do que as demais concorrentes quanto pelo texto com mais conteúdo, sinceramente! Além disso, o canal caprichou no elenco, trazendo para a televisão a ótima atriz Laura Dern, que já encontrou o tom da sua personagem, Diane Ladd (sua mãe na vida real), Luke Wilson e Mike White (roteirista/ator de filmes como Por um Sentido na Vida, Nacho Libre e Escola de Rock, aqui ele criou o show junto com Laura Dern).

Tags: , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: