Albert Nobbs

Dando uma olhada na filmografia de Glenn Close é fácil entender o empenho da atriz em retornar ao cinema com um grande papel, pois desde Cruella de Vil do infantil 101 Dálmatas a atriz não ganha um papel do tamanho do seu talento ou de repercussão (lembrando que ele esteve em bons filmes do diretor Rodrigo Garcia, inclusive diretor aqui). A atriz que foi indicada cinco vezes (!) nos anos 80 somente agora retorna aos grandes prêmios, com exceção do excelente trabalho que vem desenvolvendo na televisão com a série Damages, onde interpreta a ambígua Patty Hewes.

Inclusive, foi no intervalo entre a terceira e quarta temporada da série que Close se envolveu com este projeto, em Albert Nobbs, Close protagoniza, co-roteiriza e ainda compõe uma música (!), tudo isto para conseguir um papel desafiador em sua carreira, ser uma mulher que vive como homem na Irlanda do século 19. Uma pena que todo esforço da atriz acabou sendo ofuscado pela “rouba cenas” Janet McTeer (atriz pouco conhecida que havia sido indicada na década passada pelo pequeno filme Livre para Amar), também indicada ao Oscar como atriz coadjuvante, que assim como Close também interpreta uma mulher que acaba vivendo como homem, no entanto, uma personagem mais simpática aos olhos do espectador.

A composição de Close é um acerto, inclusive tendo a maquiagem como destaque, porém a personagem dela é extremamente intimista não permitindo uma conexão maior com o espectador, problema do roteiro que peca em emoção apesar do bom retrato social da época.

Menos mal que Rodrigo Garcia ainda conseguiu escalar um elenco acima da média com nomes como Mia Wasikowska (Alice no País das Maravilhas), Aaron Johnson (Kick Ass), Jonathan Rhys Meyers e os veteranos do cinema inglês Bredan Gleeson, Pauline Collins e Brenda Fricker.

ALBERT NOBBS: 7,0

Direção: Rodrigo Garcia

Roteiro: John Banville e Glenn Close, baseado em história de George Moore

Com: Glenn Close, Mia Wasikowska, Aaron Johnson, Jonathan Rhys Meyers, Brendan Gleeson, Maria Doyle Kennedy, John Light, Janet McTeer, Pauline Collins. 113 min. Paris Filmes

Tags: , , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: