Destaques da Semana em DVD (18/02 à 01/03)

argoArgo: coincidência ou não, na semana  em que foi agraciado como o grande vencedor do Oscar 2012, com prêmio de melhor filme, roteiro e montagem, Argo chega ao home video, bom para quem não viu o bom thriller político dos anos 70, baseados em fatos reias. Se tem um mérito é ter uma história que, mesmo havendo liberdades criativas, rende um filme por si só, nem precisa acrescentar dramaturgia, o filme é muito bom, aborda um conflito histórico, ainda, bastante atual, Eua x Irã, somente peca por não aprofundar melhor seus personagens e equilibrar o lado cômico com a tensão. Em 1979, durante crise política iraniana, Tony Mendez (Ben Affleck), especialista em disfarces, é recrutado pela CIA para resgatar seis norte-americanos, refugiados na casa do embaixador canadense em Teerã. Para a missão, Mendez e um maquiador de Hollywood criam um falso filme para tentar tirá-los do país.

moonriseMoonrise Kingdom: não muito o que falar sobre Moonrise Kingdom, quem gosta do cinema de Wes Anderson vai se deleitar com o mundo autoral do diretor/roteirista, nessa aventura adolescente romântica, e quem não curte seus filmes anteriores (Os Excêntricos Tenenbauns e A Vida Marinha com Steve Zissou), afeste-se! Na trama, em uma ilha na região da Nova Inglaterra, nos Estados Unidos, durante os anos 1960, um jovem garoto (Gilman) e sua amiga (Kara) se apaixonam e decidem fugir, mobilizando toda uma cidade na busca pelos dois, o que acaba virando o lugar de cabeça para baixo. No elenco, para variar, ótimos nomes como Bruce Willis, Edward Norton, Tilda Swinton, Bill Murray, Frances McDormand, Jason Schwartzman e Harvey Keitel.

ohomemO Homem da Máfia: gosto bastante do filme anterior de Andrew Dominik, O Assassinato de Jesse James pelo Covarde Robert Ford, era um faroeste com densidade e uma bela câmera,  aqui o diretor volta a ter Brad Pitt como protagonista. Na trama, Markie Trattman (Ray Liotta) é o responsável por uma mesa de jogos clandestinos, que movimenta muito dinheiro todas as semanas. Um belo dia, Markie não resiste a tentação, arma um falso assalto e fica com um dinheirão nas mãos. É claro que, cedo ou tarde, a máfia vai descobrir a verdade. O problema é que Markie é querido demais por todos no “sistema”, por isso, ele só leva umas bofetadas e o jogo segue sem mais problemas. Até que uma dupla de bandidos pé-de-chinelo resolve assaltar de verdade os jogos de Markie, deixando a situação um tanto quanto complicada, porque a máfia não deve pegar leve desta vez e escala ninguém menos que Jackie Cogan (Brad Pitt) para resolver esse problema.

conspiracaoxangaiConspiração Xangai: filme que ficou empoeirando nas prateleiras da distribuidora por mais de um ano (ano de produção 2010), teve um lançamento discreto nos cinemas e, rapidamente, está sendo lançado em dvd, possivelmente, deve achar seu público. A direção é de Mikael Håfström, diretor de suspenses como 1408 (também, com John Cusack), O Ritual e Fora de Rumo, mas ganhou reconhecimento com o um filme de seu país, Suécia, em 2003, Evil – Raízes do Mal. Na trama, Paul Soames (John Cusack), agente secreto americano que investiga o assassinato de seu melhor amigo, acaba se envolvendo em uma rede de conspiração e mentiras. Com a ajuda do oficial de inteligência japonesa Tanaka (Ken Watanabe), Paul concentra a sua investigação no carismático gângster da cidade Anthony Lanting (Chow Yun-Fat) e sua bela esposa Anna (Gong Li). Logo, Paul e Anna se envolvem e colocam tudo o que possuem em jogo, inclusive suas vidas. Apenas a investigação revelará que a verdade esconde vários segredos.

candidatosOs Candidatos: mais uma comédia de Will Ferrell que “não pega” por aqui, apesar de ser um ator reconhecido nos Eua, aqui dividindo os créditod com Zach Galifianakis, mais conhecido como o gordo de Se Beber Não Case!, sob a direção de Jay Roach. Na trama, quando o experiente congressista Cam Brady (Ferrell) comete uma grande gafe pública antes do início de um período eleitoral, um grupo de CEOs ultrarricos projeta um candidato rival para ganhar influência em seu distrito, a Carolina do Norte. O escolhido é o ingênuo Marty Huggins (Galifianakis), diretor do Centro de Turismo local. À primeira vista, Marty parece ser a escolha mais improvável, mas com a ajuda de seus novos benfeitores, um competitivo gerente de campanha e as ligações políticas de sua família, ele logo se torna um candidato com quem o carismático Cam precisa se preocupar. Com o dia da eleição se aproximando, os dois se veem em um beco sem saída, com insultos crescendo rapidamente para ofensas, até que tudo com que eles se importam é acabar com o outro, nesta suja, traiçoeira e destruidora batalha que conduz o circo político atual. Porque mesmo quando você acha que a ética em uma campanha atingiu o fundo do poço, há sempre espaço para ir mais fundo.

Tags: , , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: