Filmes vistos em 2017

  1. Mãos de Pedra: A História Verdadeira de Roberto Durán, Jonathan Jakubowicz – 2star O diferencial poderia ser o contexto histórico/social do Panamá e sua relação com os Eua (devido a disputa pelo Canal no país nos anos 70/80) através do protagonismo do impulsivo Roberto Durán (assim como sua biografia propriamente dita) e a biografia do seu técnico Ray Arcel, no entanto, tanto a direção de Jakubowicz, que não consegue imprimir dinâmica pulsante nas coreografias das lutas, quanto seu roteiro superficial, que em momento algum consegue aprofundar o debate político/social panamenho e nem mesmo retratar o personagem de Robert DeNiro (Arcel, sua carreira e família apenas citados, sem conflitos ou resoluções em cena), acabam por tornar o filme somente apenas mais um em meio a dezenas já existentes sobre o subgenêro do mundo do boxe. Mais um filme DeNiro que fica devendo, lamentável pelo tamanho do ator, mas Edgar Ramirez como Durán tem empatia suficiente para segurar o personagem, pena mesmo o filme não ter munição dramatúrgica para o mesmo!
  2. Animais Noturnos, Tom Ford – 4estrelas Excelente condução e elegância ímpar que Tom Ford imprime ao filme, pisando em terreno de nomes como David Lynch, conduzindo com inquietude e mistério as três narrativas que dividem o filme. Trabalho de edição importante para não confundir o espectador e elenco também muito bem em cena, Amy Adams parece saída de um filme de Hitchcock, Jake Gyllenhaal bastante humano, Michael Shannon sempre roubando cenas e Aaron Taylor-Johnson irreconhecível em cena. Um filme duro e reflexivo.
  3. Agatha Christie’s The Witness For the Prosecution, Julian Jarrold – 4estrelas Mais uma bela adaptação do canal BBC One para uma obra de Agatha Christie, realizado em dois volumes, depois da exibição no ano passado de “O Caso dos Dez Negrinhos”, este aqui no Brasil conhecido como “Testemunha de Acusação”, uma obra de Christie, adaptada por Sarah Phelps, sem os personagens icônicos da escritora, Hercule Poirot e Miss Marple, assim o protagonismo cai com o advogado Mayhew, em ótima performance de Toby Jones, uma adaptação sem cara de filme de televisão, o que já é um elogio! Elenco e cinematografia caprichados.
  4. Tô Ryca, Pedro Antônio – 2star Mesmo contando com a empatia e talento de Samanta Schmutz e Katiuscia Kanoro, o roteiro não consegue ser mais do que uma sitcom sobre uma mulher da periferia que ganha milhões e resolve gastar de qualquer jeito, no caso lembra bastante outra comédia “Ate que a Sorte nos Separe”, lamentável que não haja boas piadas ou mesmo situações cômicas quando outros comediantes também estão em cena, os subutilizados Marcus Majela e Fabiana Carla, além do que o roteiro ainda tenta vendar uma lição moral sobre o “valor do dinheiro” arranjando um drama meio sem sentido na metade final do filme. Vale pela química das atrizes e algumas situações cotidianamente engraçadas.
  5. Vizinhos Nada Secretos, Greg Mottola – 2star Confesso que depois de anos de Desperate Housewives, um filme tentar emular a série com pitadas de Sr. e Sra. Smith vai ter que caprichar muito mais para fazer graça com o cotidiano dos subúrbios americanos e de seus habitantes, quase sempre tratados de maneira patética e infeliz, tipo humor de periferia na nossa sociedade. Exagerado e surreal, sem conflito algum, mesmo o quarteto principal apresentando uma química interessante, com destaque para mais uma aparição de Gal Gadot (belissíma, uma beleza exótica e sedutora) e um Zach Galifianakis (Se Beber Não Case) mais discreto. Greg Mottola, diretor, me parecia um diretor de comédia mais promissor quando surgiu com Superbad e Adventureland.
  6. 13ª Emenda, Ava DuVernay – 4estrelas – Que documentário pungente e relevante neste momento para Eua, série concorrente ao Oscar do gênero em 2017, consegue fazer um paralelo entre uma emenda pétrea da Constituição americana com um problema atual, consequência da política de segurança nacional por lá aplicada desde os anos 70, no governos republicanos, até recente por Bill Clinton, presidente democrata; como agente inserido na Segurança Pública, questiono alguns pontos de vistas pelos entrevistados apresentados, principalmente no que se refere a falta de discussão sobre alguns tópicos (por exemplo, presídio privado) e uma abordagem quase que vitimista de quase totalidade da massa carcerária, no entanto, o retrato do passado escravagista com a situação atual, principalmente, a violência policial serve para uma reflexão primordial no sociedade atual. De brinde vemos uma montagem ao final com o discurso de Donald Trump, presidente recém eleito, que deve acalorar ainda mais este debate.
  7. O Nascimento de Uma Nação, Nate Parker – 4estrelas Pegando onda no documentário de Ava, o filme que esfriou desde sua buzz  em Sundance (lá em janeiro), também faz um feliz retrato (como filme obviamente) de um personagem histórico, protagonista de uma história real sobre o período escravagista americano. Nate Parker se saí muito melhor como ator, a paixão pelo personagem esta em seus olhos, do que como diretor e roteirista. Falta ao texto mais ambiguidade aos personagens, principalmente aos brancos, no que se refere ao papel de vilão, o que sempre reduz a vilania numa película, por exemplo, o comportamento do personagem de Armie Hammer é o único digno de uma complexidade frente ao conflito do protagonista, um senhorio que ganha dinheiro com seu escravo letrado e pastor, para acalmar animos de outros escravos em outras propriedades. Mesmo assim vale a espiada!
  8. Sing Street: Música e Sonho, John Carney – 4estrelas
  9. Dominação, Brad Peyton –1star uma total bobagem sem sentido algum, que procura reinventar alguns clichês sobre filmes de exorcismo, fazendo misto com A Origem e Matrix, meio que abrindo mão do lado religioso, procurando fazer sentido somente pelo lado sobrenatural. Um desperdício de bons nomes como Aaron Eckhart, Carice van Houten e Catalina Sandino Moreno, todos devem estar pagando suas contas ou precisam mudar urgentemente de agente. O diretor não consegue criar nenhuma sequência interessante ou assustadora, o mínimo que se pede de um suspense e clima…nem pensar! Fuja!
  10. O Maior Amor do Mundo, Garry Marshall – 2star Uma pena observar que descobri que Garry Marshall era o diretor do filme quando vi em cena seu ator clichê, Hector Elizondo, a carreira do diretor desbancou desde os anos 90, mesmo contando com grande elenco, sua atriz predileta, Julia Roberts, não há nada que torne o filme relevante; as tramas são qualquer coisa que já vimos em outros filmes, seu filme funciona como crônica, na qual os personagens vão contando seus dia-a-dia, nem mesmo um casal gay consegue exorcizar a sensação de anos 90 da suposta comédia;
  11. Rainha de Katwe, Mira Nair  – 4estrelas que bela direção de Mira Nair, acertou em cheio o tom tanto da direção quanto do roteiro desta produção da Disney, aqui o que vemos é o velho surrado tema da superação contando com um olhar de melancolia e alegria, pois sim, as pessoas menos favorecidas encontram em pequenos momentos algo que os leve adiante em suas vidas. O colorido da produção, o tom otimista mesmo não escondendo as mazelas e o bom elenco reunido, cada vez mais fico encantado com Lupita, garantem mais do que uma boa Sessão da Tarde.
  12. A Chegada, Denis Villeneuve – 5star
  13. Sob As Sombras, Babak Anvari – 5star
  14. La La Land, Damien Chazelle – 5star
  15. Jack Reacher: Sem Retorno, Edward Zwick – 1star
  16. Animais Fantásticos e Onde Habitam, David Yates – 3star
  17. Estrelas Além do Tempo, Theodore Melfi – 3star
  18. Até o Último Homem, Mel Gibson – 4estrelas
  19. Loving, Jeff Nichols – 4estrelas
  20. O Juiz, David Dobkin – 3star
  21. Manchester à Beira-Mar, Kenneth Lonergan – 5star
  22. Aliados, Robert Zemeckis – 2star
  23. Moonlight – Sob a Luz do Luar, Barry Jenkins – 5star
  24. Anjos da Noite – Guerras de Sangue, Anna Foester – 2star
  25. Sete Minutos Depois da Meia-Noite, J. A. Bayona – 4estrelas
  26. Quase Dezoito, Kelly Fremon Craig – 4estrelas
  27. Jackie, Pablo Larraín – 3star
  28. Lion – Uma Jornada para Casa, Garth Davis – 4estrelas
  29. A Lei da Noite, Ben Affleck – 2star
  30. Passageiros, Morgan Tyldum – 1star
  31. Um Limite Entre Nós (Fences), Denzel Washington – 4estrelas
  32. Armas na Mesa, John Madden – 3star
  33. Mulheres no Século 20, Mike Mills – 3star
  34. O Dia do Atentado, Peter Berg – 2star
  35. A Longa caminhada de Billy Lynn, Ang Lee – 3star
  36. Alone in Berlin, Vincent Perez –  3star 
  37. Beleza Oculta, David Frankel – 1star
  38. Sing – Quem Canta Seus Males Espanta, Garth Jennings – 3star
  39. Amy Schumer – The Leather Special, Amy Schumer – 4estrelas
  40. Negação, Mick Jackson – 3star
  41. Já não me Sinto em Casa nesse Mundo, Macon Blair – 3star
  42. XXX Reativado, D.J. Caruso – 2star
  43. The Rocky Horror Picture Show: Lets Do the time Warp Again, Kenny Ortega – 2star
  44. Assassin’s Creed, Justin Kurzel – 3star
  45. Resident Evil 6 – O Capítulo Final, Paul W S Anderson – 2star
  46. Refém do Medo, Farren Blackburn – 1star
  47. A Última Ressaca do Ano, Will Peck & Josh Gordon – 2star
  48. Rogue One – Uma História Star Wars, Gareth Edwards – 4estrelas
  49. Minha Mãe é Uma Peça 2, Cesar Rodrigues – 3star
  50. A Grande Muralha, Zhang Yumou – 2star
  51. 100 Metros, Marcel Barrena – 3star
  52. Pandora, Jung-Woo Park – 2star
  53. Fragmentado, M. Night Shyamalan – 4estrelas
  54. O Que Fazemos nas Sombras, Taiki Waititi e Jameine Clement – 4estrelas
  55. The Discovery, Charlie McDowell – 2star
  56. Logan, James Mangold – 4estrelas
  57. A Cabana, Stuart Hazeldine – 2star
  58. Sleepless, Baran bo Odar – 2star
  59. Kong – A Ilha da Caveira, Jordan Vogt-Roberts – 3star
  60. Nunca Diga Seu Nome, Stacy Title – 1star
  61. O Espaço Entre Nós, Peter Chelsom – 2star
  62. TOC – Transtornada Obsessiva Compulsiva, Teo Poppovick e Paulinho Caruso – 3star
  63. O Chamado 3, F. Javier Gutierrez – 1star
  64. Quatro Vidas de Cachorro, Lasse Hallstrom – 2star
  65. Internet – O Filme, Filippo Capuzzi Lapietra – 2star
  66. Quem é JonBenet, Kitty Green – 2star
  67. A Nona Vida de Louis Drax, Alejandre Aja – 2star
  68. Chronic, Michel Franco – 4estrelas

%d blogueiros gostam disto: