C.S.I. – 12ª temporada (FINALIZADA)

s12e01 73 Seconds – apresentação simples da entrada de Ted Danson, fazendo vezes de perito estranho, deitado na cena de crime, foi um acerto dos produtores esta troca de Fishbourne por Danson, infelizmente, o personagem Robert Langston não funcionou dentro da série, ficou muito restrito ao serial killer que ele perseguia e a sua suposta natureza violenta! Agora, com a entrada de Danson, vemos de cara um confronto entre Catherine e Nick, sobre ela ter sido rebaixada do cargo pelos desmandos de sua equipe, sempre gosto quando as séries de procedimentos retratam estes bastidores politicos do departamento. A entrada de filha de Ecklie também deve render alguma coisa no futuro. O caso envolveu um cena inusitada entre um esfaqueado e dois feridos por tiros dentro de um metro que leva passageiros entre os cassinos, isto tudo em apenas 73 segundos!

s12e02 Tell-Tale Hearts – parece que os roteiristas estão se puxando neste início de temporada com bons casos da semana, aqui um quadruplo homicidio, na verdade, uma familia inteira assassinada com requintes de crueldade num subúrbio de Las Vegas, no entanto, há um pedófilo na vizinhança, uma jovem amante e um pai desesperado! Muito bacana o caso mesmo, cheios de nuances e reviravoltas, interessante que é a segunda menção a um filme de Hitchcock nesta temporada, enquanto em Ringer vimos Festim Diabólico, aqui temos um exemplar inspirado em Pacto Sinistro.

s12e03 Bittersweet – alguém me explica o porquê de um episódio com um caso tão bacana quanto da criminosa sexual que cortava e concretava suas vítimas, ter este caso insosso do gordo/magro afogado em chocolate? Eu não entendo, a temporada continua bacana, gosto cada vez mais de Russell, sempre ponderado e um profissional aparentemente normal (vemos que seu filho joga basquete e ele sempre menciona sua esposa), e o caso que rendeu uma prisão para o casal que matava suas vítimas (o homem preso por 120 anos a mulher conseguiu se fazer de vítima do marido e pegou somente 5 anos sendo que havia pouco sido libertada). O caso mexe com Sara, que sabe da psicopatia da mulher, e o roteiro do episódio consegue criar três bons personagens como motivações para o crime inicial (finalmente arranjaram alguém para o Nick!), a assassina, um pai de uma das garotas mortas e a ultima vítima que conseguiu sobreviver, mas passou três anos sendo abusada pelo casal.

s12e04 Maid Man – episodio da temporada que visita os aureos tempos da mafia em Las Vegas, prato cheio para Sanders, sempre o consultor para as lendas de Vegas, o caso envolvia uma tentativa de homicidio de um ex-prefeito da Vegas, que era advogados dos grandes mafiosos, que acaba na morte de um seguranca e num fantasma sumido a decadas. To gostando de Russell, boa surpresa Ted Danson na serie!

s12e05 CSI Down – nem sempre consigo “engolir” as coincidências dos casos do episódio, aqui o que era um cena de crime, vira uma cena de resgate com a jovem CSI Morgan entrando num helicóptero para, em seguida, virar refém deste suposto sobrevivente! Já Nick está numa cena de duplo homicídio, envolvendo membros de gangues, em comum uma garota. Mesmo sendo mais interessante que algumas personagens anteriores que não sobreviveram dentro da série, a filha de Ecklie ainda não tem tanto fãs para já torcermos pela garota em momentos de tensão, não há uma identificação clara com a personagem, poderiam ter deixado este episódio para mais adiante na temporada, a única informação nova é que ela e Ecklie não são muito próximos;

s12e06 Freaks & Geeks – quando uma jovem eh encontrada morta cheia de buracos nos bracos e com uso de drogas anestesicas, a equipe comeca a investigar e as informacoes os levam diretamente para um circo de bizarrices, onde a jovem, que estava afastada da familia, tinha um truque com velas; episodio mais fraco da temporada ateh aqui, principalmente a resolucao do caso da semana;

s12e07 Brain Doe – quando tres vitimas envolvidas num acidente de carro comecam a ser periciados por Russell e equipe, eles nao esperavam encontrar um cerebro sozinho, sendo que nenhuma das vitimas estava sem ele. Pela primeira vez vemos mencao a possivel saida de Catherine da serie, convidada para assumir um posto em Washington.

s12e08 Crime After Crime – gostaria que a serie apostasse mais nos bastidores do departamento, sempre rendeu bons plots, ateh porque temos tido bastante troca de personagens, poderiam explorar isto atraves ateh mesmo de uma corregedoria junto aos agentes, eh uma ideia! O episodio apesar de ser interessante com bons casos policiais ligados em sua origem, como nao aprofundou nenhum, acabou sendo somente regular, senti falta ateh mesmo de uma presenca mais forte de Ted;

s12e09 Zippered – acho que chegou a hora de começarmos a nos despedir de Catherine, o episódio marcou pelo jeito como a vida de Catherine surgiu em meio ao caso investigado. Primeiro, dormindo sozinha, chegando antes no trabalho, questionada sobre o futuro profissional pelo agente do FBI e um amizade do passado que pode requisitá-la a qualquer momento. O caso envolveu o assassinato, com sumiço do corpo, de um consultor de balística por uma arma rara, utilizada somente por forças armadas no Afeganistão. Assim, o FBI entra no caso que envolve um roubo no Afeganistão e uma empresa privada de segurança (participação de Titus Welliver);

s12e10 Genetic Disorder – o episódio em si foi interessante, mostrar atráves de vestígios que a esposa do dr. Robbins não era uma assassina e, para piorar, estava traindo o médico, quando ela aciona a emergência por haver um homem nu morto em sua cama, no entanto, a revelação da sequência do assassino foi um absurdo de exageros, forçaram a barra demais!

s012e11 Ms. Willows Regrets – começou a despedida de Catherine da série, com o retorno do caso da Cerezus, quando o advogado que Catherine indicou para sua amiga Laura é assassinado no escritório junto com duas funcionárias, e a limpeza do local e total, coisa de profissional, além disso, as armas utilizadas são aquelas do sumiço do Afeganistão. Assim retorna os agentes do FBI para ajudarem no caso, já que Laura está desaparecida, porém, ainda consegue mandar um pista para Catherine através de sua mãe e, logo, Catherine pode também ser uma futura vítima. Muito bom episódio, bastante tenso, cheio de adrenalina, porém acho que o agente e Laura ainda estão vivos! “to be continued”…

s12e12 Willows in the Wind – chegamos ao fatidico episodio de despedida de Marg Helgenberger, claro que era obvio que aquela proposta do FBI faria a personagem sair da serie e que Laura e o agente do FBI nao estavam mortos no incendio, achei que entrariam no Protecao a Testemunha, mas o roteiro conseguiu dar uma reviravolta interessante quando pos Laura como a mentora de tudo, junto ao agente do FBI, gostei tb de abordarem a “rede” de amigos de Catherine, diretamente relacionada com seu passado. Espero que Elisabeth Shue consiga entrar na serie da mesma forma que Ted Danson, assim CSI ganha um bom gas para as proximas temporadas.

s12e13 Tressed to Kill – episódio bem bacana que mostra um sujeito que ataca, primeiramente, as mulheres cortando seus cabelos e, num segundo momento, acaba por matá-las e tem todo um ritual de pintura dos cabelos e vestimenta, fazendo com que Russell se envolva pessoalmente na caça ao novo serial killer. Muito bacana a conversa final entre Russell e Catherine no final, no próximo acho que já entra Elisabeth Shue com nova personagem.

s12e14 Seeing Red – quando Nick e companhia se envolvem na investigação de um acidente de trânsito, o motorista é encontrado com disparos de arma de fogo e não lembra de nada, o único vestígio é a camisa da vítima onde se encontram diversos respingos de diferentes doadores, no caso, duas mulheres e um homem. Assim, Russell recorre a uma colega antiga perita em manchas de sangue para ajudar no nebuloso caso, entrada de Elisabeth Shue cobrindo a saída de Marg Helgenberger. Apenas bom!

s12e15 Stealing Home – episódio “freak” da temporada onde o sumiço de uma casa, o sumiço de uma mulher e um atropelamento com fuga do veículo se interconectam com uma estranha família de três irmãos cheio de mistérios e problemas.

s12e16 CSI Unplugged – episódio que parte de uma premissa bastante curiosa, muito mais se pensarmos que estamos na 12ª temporada, como investigar um caso quando não se tem luz, houve um apagão, uma pena que o caso de sequestro de um garoto e morte de sua babá é um tanto irregular, principalmente, pelos personagens ruins. Também, não curti aquele impasse entre Russell e Fin, sobre ter fé ou não no ser humano!

s12e17 Trends with Benefits – interessante episódio que trouxe um cenário bastante atual para auxiliar as investigações, mensagens no twitter e o famosos trends topics, que incluem uma vítima ou não (pode ter sido suícidio) de queda de uma ponte. Ambiente escolar, cheio de estereótipos e muita gossip, legal, apesar do desfecho um pouco dramático demais!

s12e18 Malice in Wonderland – Enquanto a equipe CSI tenta descobrir como trabalha uma gangue de assaltantes que tem como alvo atacar casamentos, Morgan finge ser namorada de David para impressionar sua mãe.

s12e19 Split Decisions – um simples homicídio dentro de um cassino, começa a se mostrar muito mais complicado quando o suspeito surge em diversos locais ao mesmo momento, sendo que, agora, os suspeitos não são gêmeos/trigêmeos e niguém parece estar diretamente ligado ao crime. Gostei mais da resolução do que a introdução onde parecia ser um simples caso policial, interessante mostrarem um tipo diferente de DNA, o que carrega os anticorpos, quando temos pessoas com o mesmo perfil de DNA.

s12e20 Altered Stakes – como consequência da prisão do detetive Vega, por corrupção, vários casos estão sendo reabertos em Las Vegas, um deles é um local de homicídio investigado por Nick, que Vega tinha conseguido uma confissão através do uso da força, assim, todas as provas que foram descobertas com a “confissão” foram revogadas, a equipe precisa agir rapidamente e reiniciar todas as investigações quanto às provas periciais;

s12e21 Dune and Gloom – um acidente automobilistico no deserto de Vegas chama a atenção pelo desaparecimento de um membro do veículo e ter sido ocasionado por uma bomba, ao investigar a equipe nota-se tratrarem de indíviduos pertencentes a um centro psiquiátrico.

s12e22 Homecoming Season Finale – para surpreender na Season Finale, os roteiristas resolveram voltar a apostar nos bastidores da policia de Las Vegas, alem de nos apresentar o restante da famikia de Russekk (nunca um bom sinal numa finale). O caso envolvia um tripo homicidio de figuras conhecidas da policia e do crime, chegando ate o nome do xerife assassino de Derek, ao investigar e descobrir um vazamento no Departamento, vemos 3 situacoes de risco: a neta de Russell eh sequestrada, Finlay estah sendo seguida e o chefe dos csi eh baleado na rua.

STATUS: INDEFINIDO (ATUALIZADO 13/05).

2 Respostas to “C.S.I. – 12ª temporada (FINALIZADA)”

  1. claudia regina ainette Says:

    nao sei oq acontece, mas nao consigo assistir mais nenhuma temporada, o filme roda ateh certo ponto, depois a tela fica toda verde, que odio, e agora????

  2. Paulo Jr Says:

    Busca novos arquivos na internet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: