Damages – 5ª temporada (SÉRIE FINALIZADA)

s05e01 You Want To End This Once And For All? – retornando para sua última temporada, os roteiristas parecem apostar forte numa escala dramática de eventos, chegando a possível morte de Ellen Parsons, e mais as advogadas se enfrentarão nos tribunais como oponentes, além do caso do depoimento de Ellen no caso da guarda da neta de Patty; logo vemos que são vários os plots da temporada, isto sem mencionar o excelente ponto de partida do caso da semana, baseado nos jornais atuais com a trama similar do caso do wikileaks (vazamento de informações corporativas), e adoro quando o roteiro vai buscando na mitologia da série “links” com os eventos atuais. Tomara que seja um final inesquecível!

s05e02 Have You Met the Eel Yet? – além do excelente xeque-mate que Patty aplicou em Ellen, e para piorar, se vangloriou disto, estou achando essa temporada extremamente ambígua, não sei quem está que lado e como agem e quais as intenções dos personagens, impressionante o clima de paranóia já criado até aqui. Sobre os flashforwards não vou tecer muitos comentários por se tratarem de tradição da série e sempre reservarem surpresas e reviravoltas, logo não sei se Ellen está mesmo morta ou é somente um tipo de encenação!

s05e03 Failure is Failure – depois da chinelada que levou de Patty, Ellen resolve esmiuçar o depoimento de Rachel, claro que mais uma vez, percebemos que o caso da temporada, até aqui, não apresentou fato algum, além da morte da personagem de Jenna Elfman que sabemos se tratar de um homicídio. Ainda não consigo aturar o personagem de Ryan Phillip, seu McLaren é simplesmente insuportável e em nada parece um grande investigador de denúncias na internet.

s0504 I Love You, Mommy –

s05e05 There’s Something Wrong with Me – mesmo correndo atrás Ellen consegue os documentos que comprou e não levou, através da namoradinha de S7, porém, vimos que Patty continua dois passos à frente na investigação que parece cada vez mais distante de Channing, agora que descobrimos que a personagem de Jenna Elfman saí com o Chefão (participação de Victor Garber); além disso, tivemos dois assuntos familiares presentes, o papai de Patty (que ela odeia) e o filhinho de Channing (que apresenta um tipo de autismo, possivelmente o mesmo tipo que atinge Channing em seu omportamento indiferente).

s05e06 I Need to Win –

s05e07 The Storm’s Moving In – episódio épico dentro da série por reunir Patty e Ellen num cenário sem refúgios, claro que num aeroporto em plena tempestade, os silêncios, olhares, perguntas e poucas respostas foram o resultado do encontro. Além disso, vimos de o parceiro de Channing tem um papel não tão simples na organização.

s05e08 I’m Afraid of What I’ll Find – em um ótimo episódio, o roteiro dá uma virada ao Patty começar a dirigir seu caso para o financiador do site de Channing, sem este conhecer o financiador envolvido com seu braço direito; já Ellen não consegue esquecer seu algoz lá da 1ª temporada e o mesmo ressurge, com uma visão do futuro bastante pessimista para a advogada. Além diss, o vovo Hewes vai conhecer o neto.

s05e09 I Like Your Chair – mesmo que a temporada tenha, novamente, desperdiçado um bom plot, com pé na atualidade, sem grandes nuances dramáticos deixando tudo muito “morno”, este episódio foi “bem bom”, claro que a attitude de Ellen com seu pai me deixou um pouco incomodado pois nunca na série abordaram este conflito familiar. No entanto, gostei da suposta virada da Ellen encontrando seu assassino, mudando um pouco o foco daquele flashforward (o que será que reservaram para a finale?), e vilania do parceiro de Channing!

s05e10 But You Don’t Do That Anymore Series Finaleindependentemente da irregularidade que a temporada apresentou, novamente a série criou um ótimo plot mas não soube desenvolvê-lo de maneira adequada e dinâmica, criou de última hora um vilão para fechar o ciclo, o que sempre enfraquece o contexto, porém, o desfecho da série neste episódio foi muito bom, mesmo já desconfiando que Ellen não teria morrido, o desfecho com s descoberta e tudo e a observação de que tipo de pessoa Ellen estava se tornando e renunciou a isto, finaliza da maneira adequada e em sintonia com que os roteiros foram desenvolvendo, afinal de que serve tentar ser Patty se a mesma vive sozinha, isolada e assombrada por seus fantasmas, fantasmas estes que Ellen começava a dividir com Patty!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: