Homeland (Showtime) – 3ª temporada (FINALIZADA)

homelands03e01 Tim Man is Down  – passados dois meses do ataque que ocorreu no último episódio da 2ª temporada, Homeland aposta na ausência total de Brody em seu primeiro episódio, não somos informados do seu paradeiro e nem quais são seus planos, enquanto isso, Carrie começa sua derrocada quando é exposta na mídia (mesmo não tendo seu nome informado) e após isso, em Comissões no Senado que investigam o atentado terrorista, inclusive por Saul; já na casa de Brody, Jessica precisa lhe dar diariamente como a mídia lhe seguindo e com o retorno de sua filha Dana, após ficar internada por tentativa de suícidio. A série tem um reinício, ainda não ficou claro como será a temporada e quais arcos serão abordados, num primeiro momento, me parece que a caça às bruxas prevalecerá, a presença de F. Murray Abraham me deixa com um pé atrás em que na verdade é o terrorista e quem está vazando as informações secretas.

s03e02 Uh…Oh…Ah – pela primeira vez, temo pelo futuro da série com essa episódio desastroso, para não dizer coisa pior, que os roteiristas queiram dar um tempo em Brody para contextualizar a nova temporada, eu entendo, porém nada justifica esse plot da filha dele, Dana, que está conseguindo tirar o título de adolescente mais mala da história das séries de Kim Bauer (filha de Jack Bauer em 24 Horas, por acaso, os produtores são os mesmos); além disso, cometer um suicídio dramático ao expor Carrie daquela maneira após dois merecidos prêmios para a construção concisa e real de Claire Danes, é um outro absurdo. A transformação de Saul também é um plot que me preocupa, não entendo o que os roteiristas estão fazendo aqui!

s03e03 Tower of Davi – Brody aparece ferido na Venezuela, depois de levar um tiro ao atravessar a fronteira. Carrie tenta sobreviver a sua reclusão psiquiátrica. Mais um titubeante episódio, que pena, esperava mais pelo retorno de Brody, quase meia hora do personagem “zanzando” pra cima e para baixo do prédio, e ainda restou tempo para mostrar como Carrie não está se dando bem na internação. Cadê a nova storyline terrorista da temporada?

s03e04 Game On – Dana desaparece sem dar notícias, forçando Jessica a ligar para a polícia. Enquanto isso, Carrie participa de uma reunião. Não sei o que os roteiristas tanto insistem nessas subtramas de Dana. Já a reviravolta proposta pelo roteiro é muito delicada, não sei ao certo se não prejudicará a série como um todo, é muito engodo, não há ser humano que faça o que Carrie se prestou a fazer, tem que ficar internada mesmo.

s03e05 The Yoga Play – Carrie coloca sua missão em risco. Ao mesmo tempo, Saul trabalha com seu adversário. Além disso, o pedido de socorro Jessica à Carrie ainda me soou estranho, e a resolução do plot de Dana ainda mais. Quanta perda de tempo, cadê o Brody?

s03e06 Still Positive – Carrie vira o jogo, ficando com vantagem em relação à mente por trás do bombardeio de Langley, e recruta um dos agentes mais poderosos do Irã. Enquanto isso, Saul luta para manter o senador Lockhart no escuro.

s03e07 Gerontion – esse lance da Carrie ficar no sanatório para conseguir uma aproximação de Javadi que, por coincidência tb tem informações sobre o atentado na CIA, me parecem um rombo no roteiro da série sem tamanho, não sei se Homeland conseguirá se recuperar deste evento! Ficou cansativa e superficial. Saul coloca sua carreira em risco, enquanto Carrie e Quinn tentam conter uma investigação policial local. Enquanto isso, o casamento de Mira chega a um impasse.

s03e08 A Red WheelBaroow – Carrie e Quinn perseguem um suspeito da explosão de Langley, incitados por Javadi. Enquanto isso, o trabalho na Inteligência começa a pesar sobre Fara, ao mesmo tempo em que Saul reencontra um velho conhecido. Eu não sei o que os roteiristas estavam pensando mais o ritmo da série está muito lento (chato), fora os problemas de roteiro, e já fiquei imaginando que a esposa de Saul irá morrer até o final da temporada (espero que me engane, caso contrário, o roteiro continua trabalhando na obviedade!). Pelo menos, sumiram com Dana!

s03e09 One Last Time – Carrie e Brody se reúnem em circunstâncias complicadas. Enquanto isso, Saul consegue uma vitória vinda de uma fonte inesperada. Para completar, Dana sofre com sua nova vida. Episódio que me soou muito apressado, dada a quantidade de eventos e fatos que ocorreram, Brody teve seu momento “Carrie” e, não sei em que momento, havia se tornado um junkie. Porém, o episódio foi legal e abriu-se um arco interessante para o final da temporada.

s03e10 Good Night – novamente com uma boa storyline, sinto que a série confunde dinâmica com lentidão, não havia necessidade de todo o episódio para levar brody até o Irã. Brody embarca em uma missão de alto risco. Enquanto isso, Quinn faz uma descoberta sobre Carrie. Para completar, Fara precisa se reunir com o time.

s03e11 Big Man in Tehran – agora sim, em seu penúltimo episódio, a série se coloca nos trilhos pelos quais é conhecida, cria um episódio bastante tenso e intensa, apostando na ambiguidade do comportamento de  Brody (não é essa o grande plot da série?). A lealdade de Brody com a missão é ameaçada quando ele encontra alguém do seu passado. Enquanto isso, a confirmação de Lockhart na CIA se aproxima, e Saul fica entre o sucesso e o fracasso.

s03e12 The Star (Season Finale) – Brody luta para conseguir sair do escritório de Akbari, enquanto em Langley, Saul luta contra o tempo para continuar no cargo de diretor. O que dizer…não sei ao certo, a temporada me incomodou tanto com as subtramas da família Brody, a ausência do mesmo em mais da metade da temporada, os exageros no sofrimento de Carrie, os equívocos do roteiro e, para mim, o único acerto foi a contextualização da nova situação do Irã, o plano de Saul (também mal desenvolvido pelo roteiro). Para mim, foi uma temporada equivocada e que, ao final, teve coragem de mudar seu caminho (o que é sempre admirável mesmo não sabendo se isso dará algum resultado positivo), porém não respondeu o grande gancho da temporada anterior, que é quem foi o responsável pela atentado na CIA! que eu considero como falha gravíssima imaginando que a próxima temporada terá um foco mais de “espionagem”. Nunca vi uma personagem sofrer tanto como Carrie, comprometendo o trabalho excelente de Claire Danes!   

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: