Séries 2014/15 – Fall Season (set-maio)

E mais uma vez, como toda disposição e paciência possível, lá vamos nós (eu)….

atozA TO Z (canal ABC): 1ª temporada

A to Z é uma comédia romântica que conta a história de um casal que se conhece por causa de um erro em um site de relacionamento.

Cristin Milioti (How I Met Your Mother) e Ben Feldman (Drop Dead Diva, Mad Men) interpretarão o casal Zelda e Andrew. A série acompanhará o casal desde o primeiro encontro até quando completar oito meses, três semanas, cinco dias e uma hora de namoro, quando algo que marcará o namoro do casal. Ele é um romântico incorrigível. Já ela se mostra ser bem mais fria com seus sentimentos e evita relacionamentos.

Criada por Rashida Jones (Parks and Recreation), com produção executiva de Will McCormack e roteiro de Ben Queen.

s01e01 A is for Acquaintences – Começando com a letra A de ‘Acquaintances’ (colegas), conhecemos como Zelda e Andrew se conheceram por meio de um site de relacionamento.

Com todo carinho adquirido por Cristian Milioti na temporada final de How I Met Your Mother, fui conferir o piloto vazado de A to Z, uma mistura até que equilibrada de (500) Dias com Ela com a supramencionada HIMYM, principalmente, pela narradora, nossa querida Gemma “Sons of Anarchy”, Katey Sagal; dito isso, o ritmo é mais romântico do que cômico, pelo menos nesse piloto, o casal funciona muito bem, têm uma química incrível, mas o roteiro propoe uma trama com final (claro que pode mudar a qualquer momento), mas o problema seria a “enrolação” nesse arco. Então vamos ver o que os roteiros apresentam daqui pra frente!

s01e02 B is for Big Glory – Depois da ótima noite juntos, Andrew e Zelda não sabem exatamente qual é o status da relação. Enquanto isso, Big Bird testa um aplicativo novo na empresa, aproximando os funcionários. Continua incrivelmente simpático!

s01e03 C is for Curiouser + Curiouser – Andrew e Zelda pesquisam um ao outro na Internet e encontram surpresas estranhas. Enquanto isso, Big Bird tenta descobrir o que seus colegas de trabalho realmente pensam dela; Stu aconselha Stephie a encontrar seu par perfeito online.

s01e04 D is for Debbie – Zelda luta para decidir se deve ou não convidar Andrew para um funeral da família. Em outro lugar, Stu e Stephie tentam chamar a atenção de um músico; e “Garibalda” cria pegadinhas para reduzir os recursos humanos da Wallflower. Gostei do questionamento dessa semana sobre inicio de relacionamento, e as pegadinhas na Wallflower.

s01e05 E is for Ectoplasm – Andrew e Zelda deixam de lado suas tradições para realizar uma festa de Dia das Bruxas. No entanto, a decisão faz com que Stu e Stephie se sintam traídos.

Uma pena nessa semana o cancelamento da série, entendo pois mesmo sendo uma série bastante carismática, falta um roteiro melhor encaixado, que não fique girando somente nas agruras de Andrew e Zelda com seus amigos solteiros.

s01e06 F is for Fight, Fight, Fight! – Andrew tenta afirmar sua masculinidade depois de falhar em defender Zelda em uma situação complicada fora do bar. Enquanto isso, Zelda se torna a advogada de um bonito fazendeiro.

s01e07 G is for Geronimo – Andrew descobre o talento secreto de Zelda com a voz e tenta ajudá-la a seguir com sua carreira como cantora. Enquanto isso, Stephie usa seus poderes místicos.

s01e08 H is for Hostile Takeover – Andrew começa a perceber que suas escolhas são bastante influenciadas pelos seus amigos, especialmente Stu. Com o encorajamento de Zelda, Andrew confronta Big Bird sobre o seu lugar na nova estratégia da Wallflower, mas seu plano vai por água abaixo.

s01e09 I is for Ill Communication – Com as festas se aproximando, Andrew e Zelda pedem ajuda aos amigos para encontrar o presente perfeito um para o outro. Andrew e Stephie chegam a uma decisão sem problemas, enquanto Zelda e Stu sofrem para encontrar algo. Bom episódio!

s01e10 J is for Jan Vaughan – um dos melhores episódios da série, redondinho com boas sacadas e storylines divertidas; Zelda arranja um encontro entre Stu e Jennifer, uma estenógrafa de seu escritório. Enquanto isso, Andrew pede ajuda a Lora para encontrar alguém da Wallflower para Stephie, para que ela não se sinta deixada de lado.

s01e11 K is for Keep Out – Andrew e Zelda tentam de tudo para conseguirem um tempo a sós, sem seus amigos se intrometendo, mas acabam se atrapalhando. Bom episódio!

s01e12 L is for Likeability – O pai de Andrew chega à cidade para uma visita surpresa. Infelizmente, ele não parece ter ido com a cara de Zelda. Valeu pela participação do querido Dan lauria, eterno pai de Kevin Arnold.

s01e13 M is for Meant to Be Series Finale – confesso que mesmo sendo irregular tinha um carinho especial pela série, principalmente, pelo casal protagonista, uma pena os roteiros não serem mais qualificados! Aqui, A ex-namorada de Andrew, Madeline, fica na casa do ex enquanto está na cidade e Zelda acha que ela está, secretamente, interessada em retomar o antigo relacionamento. Sentindo-se ameaçada, Zelda decide apresentar Madeline a um ex-namorado seu.

STATUS: CANCELADA.

BACKSTROM (canal Fox) – 1ª temporada

A história gira em torno de Evert Backstrom (Rainn Wilson, de The Office), policial alcoólatra, cínico, racista, machista, homofóbico e obeso, odiado por todos seus colegas, que tenta mudar seu comportamento. O detetive John Almond (Dennis Haysbert), com quem Evert trabalha, é o oposto. Calmo, atencioso, casado há 30 anos e religioso, John acredita que seu chefe é incapaz de ver além do óbvio.

No elenco também estão Kristoffer Polaha (Life Unexpected, Ringer) como o sargento Peter Niedermayer; Page Kennedy e Beatrice Rosen. O piloto também contou com a presença da atriz Mamie Gummer (Emily Owens, M.D.), que interpretou Nicole Carlton, uma detetive que não consegue superar o fim de seu relacionamento com a namorada. Mas com a aprovação da série, parece que a personagem será eliminada da trama.

s01e01 Dragon Slayer – O detetive Everett Backstrom (Rainn Wilson) pega um caso que de inicio parece ser um suicídio, mas que pode ser a volta dele para os casos com homicídios.

Vamos lá! Apesar de gostar muito de Rainn Wilson, não sei profetizar se um Dr. House detetive pode dar certo, porque se temos inúmeros policiais anti-herois em cena na tevê, assim não há nada de muito surpreendente em 2015, achei que Dennis Haysbert não participou muito desse piloto, apesar de ser um nome forte junto ao Wilson, no entanto, confesso que os diálogos de Wilson são uma comédia à parte. À conferir o próximo e decidir…

BAD JUDGE (canal NBC) – 1ª temporada

Sem pretextos, sem desculpas, sem compromissos. Rebecca Wright (Kate Walsh) sabe como se divertir, mas ela também é uma das mais duronas e respeitadas juízas da corte criminal. A sua reputação é de adotar um comportamento polêmico durante julgamentos e dizer sempre o que vem à cabeça, mas sua vida pessoal não é nada inocente. Festeira, toca bateria em uma banda, e apesar de ter muitos admiradores, não está pronta para um relacionamento. Porém, sua vida começa a mudar quando um garoto de 8 anos, cujos pais ela mandou para a prisão, precisa de sua ajuda.

s01e01 Pilot – A juíza Rebecca Wright é conhecida por ser bastante dura quando o assunto é cumprir a lei. No entanto, ela é totalmente desajustada na vida pessoal e agora começa a se aproximar de um garotinho cuja mãe ela prendeu.

Que pesadelo! Outra comédia que não consegue usar o nonsense de maneira adequada, assim fica tudo constrangedor e fora de lugar, adoro Kate Walsh, acredito que ela tenha uma veia cômica interessante após sua passagem por Fargo, no entanto, nada funciona aqui nessa comédia que lembra a tentativa de fazer “Uma Professora Sem Classe” na temporada passada. Paro aqui!

BattleCreek-CartazBATTLE CREEK (canal CBS) – 1ª temporada

Dos criadores de Breaking Bad (Vince Gilligan) e Dr.House (David Shore), nessa trama, dois detetives com perfis opostos são unidos para reduzir a criminalidade em Battle Creek, no Estado do Michigan. Um deles acha que o trabalho exige cinismo, malandragem e o que tiver às mãos; o outro acredita na boa vontade, em confiança e em quanto mais apoio melhor.

s01e01/02 The Battle Creek Way/Syruptitious – No piloto, o  detetive Russ Agnew se junta, relutantemente, com o agente do FBI Milt Chamberlain para resolver um duplo homicídio relacionado a drogas. No entanto, enquanto Milt se utiliza dos recursos de alta tecnologia do FBI, Russ prefere trabalhar à moda antiga. Já no 2º, Milt e Russ trabalham disfarçados para se infiltrarem no mundo de Battle Creek quando descobrem que uma das vítimas morreu afogada em xarope de bordo. Enquanto isso, Font declara guerra a seu fornecedor de maconha medicinal.

MelDels!! Como dois experientes e talentosos roteiristas/criadores de série como Breaking Bad e House conseguiram se juntar somente para criar isso, parece criação a la grife, tipo J. J. Abrams; lamentável como uma série se propoe somente a criar um procedural de dois detetives diferentes que se veem trabalhando juntos e achar que isso é o suficiente, lamento pelos envolvidos, mas o resultado é mediocre!

CONSTANTINE (canal NBC) – 1ª temporada 

constantineA trama acompanhará o personagem do título (Ryan), um londrino de classe operária com humor seco que estuda desde jovem o ocultismo e misteriosamente trabalha como um detetive do Além, defendendo a humanidade contra as forças das sombras, enquanto se vê em dúvida em relação à sua fé, assombrado pelos pecados do seu passado.

John tenta se conectar com a alma da pessoa que ele mais procura – sua mãe, que morreu durante o parto – sem sucesso. Quando Liv (Lucy Griffiths), a filha de uma falecida amiga, vira alvo de demônios, John intervém para salvá-la, e juntos eles formam uma aliança.

Embora a ideia de John Constantine ser um autodidata do ocultismo quando jovem diferir dos quadrinhos – originalmente ele vem de uma família dedicada à magia – a premissa que envolve a mãe morta é a mesma da origem do personagem.

s01e01 Pilot (piloto vazada antes da Fall Season): John Constantine é um caçador de demônios que luta pelo bem. Com sua alma já condenada ao inferno, ele decide deixar sua vida de bondades. Mas, quando demônios capturam Liv, a filha de um dos seus amigos, ele é empurrado de volta para a briga. Nossa ainda tinha esperanças de que a televisão pudesse fazer uma boa adaptação do personagem, no entanto, o equívoco parece ser a produção para a teve aberta, o que dilui bastante o tom sagaz/debochado do personagem, que pelo menos ganha um ator mais bacana do que o insosso Keanu Reeves, o piloto ainda conta com uma trama avulsa. Já dispensado da listinha da Fall Season!

EYE CANDY (CANAL MTV): 1ª temporada

Lindy (Victoria Justice) é uma hacker de 21 anos com uma habilidade especial: ela consegue ver facilmente pistas e ligações no mundo digital que outras pessoas nao conseguem. Influenciada por sua colega de quarto a tentar um relacionamento online, Lindy começa a suspeitar que um de seus pretendentes seja um stalker com tendências assassinas. Quando a divisão de Crimes Virtuais de Manhattan descobre um potencial serial killer, todas as pistas levam a ele. Lindy, então, se une a alguns amigos hackers e decide ajudar a polícia a solucionar o caso, e passa a colocar o seu próprio conceito de justiça em prática nas ruas de Nova York.

s01e01 K3U – Uma hacker, Lindy, após trauma pelo sequestro de sua irmã (ainda sem solução, nem mesmo se a personagem esta viva ou não) usa suas habilidades de tecnologia para rastrear um potencial serial killer em New York City que conheceu após acessar um aplicativo de encontros virtuais.

Confesso que até certo ponto me surpreendi com a nova série da MTV americana, mesmo tendo um ritmo muito rápido, atropelando o roteiro novelesco, e abusando de atores fracos garantiu uma passatempo nervoso e bastante atual. Porém, ao terminar o piloto, vemos que a série terá dois arcos dramáticos (o sequestro do passado e o serial killer do flirtual) junto aos casos da semana, nos quais Lindy demonstrará seus conhecimentos de informática, não consigo vislumbrar um futuro longevo para a série, sua trama é muito fechada para conseguir espichar muito, lembrando que The Following também sofre desse mal, isso sendo uma série mais adulta.

foreverFOREVER (canal ABC): 1ª temporada

Dr. Henry Morgan é um famoso médico legista de Nova York, mas o que ninguém sabe é que Henry estuda os mortos por uma razão especial – ele é imortal! Quando chegou aos 35, Henry morreu pela primeira vez, e apesar de muitas outras mortes, sempre renasce aos 35 anos, sem ter envelhecido um dia. Com experimentos mórbidos, ele tenta chegar ao fundo de sua inexplicável imortalidade, mas toda vez renasce com a mesma velha história. Com a ajuda da detetive Jo Martinez, o programa analisa a vida longa do personagem através dos casos.

s01e01 Pilot – Henry Morgan é um médico legista que tem cerca de 200 anos e pesquisa a cura para sua imortalidade. Após ser o único sobrevivente de um acidente de trem, recebe uma ligação misteriosa de alguém que conhece seu segredo.

Lá vem a ABC tentar mais um procedural de investigação para chamar de seu, porém já adianto que dificilmente deve render, nada é original na série que lembra recentes procedurais como Sherlock Holmes/The Mentalist/The Journeyman/Highlander; até parece ter um elenco bacana, com inúmeros nomes de outras séries, porém tudo parece previsível demais, até mesmo na hora de forçar um arco “maior” para o protagonista e, para piorar tudo, mais uma série com flashbacks!

GRACEPOINT (canal FOX) – 1ª temporada (minissérie)

gracepointRemake americano da série britânica Broadchurch, a história acompanha o caso do assassinato de um garoto na pequena cidade de Gracepoint. A região se vê transformada pela tragédia, que coloca todos os moradores em um estado de apreensão e suspense.

A narrativa acompanha o detetive Emmett Carver (David Tennant), que chega à cidade para liderar a equipe de investigação de Gracepoint, tomando a promoção destinada a detetive local Ellie Miller (Anna Gunn), que precisa ter um novo olhar para sua cidade natal e para as pessoas que ela sempre conheceu.

s01e01 Episode 1 – Na pequena cidade de Gracepoint, enquanto a Detetive Ellie (Anna Gunn) volta de férias e vê seu lugar ocupado por Emmet (David Tennant), os dois tem que deixar as diferenças de lado para tentar entender a morte de um menino de 12 anos.

s01e02 Episode 2 – Carver e Miller continuam a investigação da morte do Danny com foco em localizar o local do assassinato e algumas dúvidas são levantadas sobre o possível envolvimento de um dos membros da família Solano.

Achei que iria conseguir acompanhar a série, tanto pela transposição do protagonista quanto pela promessa por um desfecho diferente do original, mas acredito que a série tenha problemas graves de escalação, bons atores presos em personagens recém interpretados por outros, principalmente para quem acompanhou a temporada original, ainda nesse ano, muito fresco na memória.

MANHATTAN LOVE STORY (canal ABC) – 1ª temporada

Comédia romântica sobre relacionamentos que explora a diferença entre o que as pessoas pensam e fazem numa relação. Os monólogos internos de um jovem e uma jovem são expostos quando começam um novo relacionamento.

s01e01 Pilot – Dana e Peter: jovens, solteiros e atraentes tentando ganhar a vida na cidade grande. Dana cresceu em uma cidade pequena e romantiza sobre a vida e o amor enquanto Peter, em contraste, acredita que já viu tudo. O primeiro encontro não sai como esperado.

Outra comédia romântica que nada me cativou, nem elenco, nem roteiro. Lamentável a simplicidade e a falta de graça de tudo!

STATUS: cancelada (4 episódios).

MARRY ME (canal NBC): 1ª temporada

Dos Criadores de Happy Endings, a série vai mostrar Casey Wilson (Happy Endings) ao Lado de Ken Marino (Party Down, Childrens Hospital) como um casal inseparável que, depois de voltar de férias, decidem dar um tempo para resolverem seus problemas – e poderem ficar noivos de uma maneira correta.

s01e01 Pilot – Na estréia da série, Annie se apavora com a incapacidade de Jake em fazer o certo no momento em que ele está prestes a propô-la em casamento.

Mesmo parecendo histriônico em excesso, principalmente, na figura da personagem de Casey Wilson, me parece que o roteiro precisará encontrar um ponto de equilíbrio entre as gags físicas e os diálogos engraçados (ou que pretendem ser). O elenco coadjuvante parece igual ao de 500 outras sitcoms, mas fazer o que? Observar mais algum e definir se continuo ou não.

s01e02 Move Me – Jake se muda para o apartamento de Annie o que a deixa desconfortável. Enquanto isso Gil lida com seu divórcio. Achei esse episódio mais engraçado e interessante que o piloto!

s01e03 Scary Me – Annie e Jake tentam arrumar uma casa assombrada para as crianças do bairro em seu apartamento no Halloween, até que os seus planos entram em conflito com a “supermãe” Julie. Enquanto isso, Gil e Kay espionam a ex-mulher de Gil e Dennah vai a uma festa.

Tentei mas, não rendeu pra mim, o tipo de sitcom não é o qual consigo rir!

MULANEY (canal FOX) – 1ª temporada

Situada em Nova Iorque, a história acompanha a vida de John (Mulaney), comediante e roteirista de um programa de game show apresentado por Lou Cannon (Martin Short). Sempre buscando ser uma boa pessoa, John acaba entrando em atrito com os amigos com quem divide um apartamento, e com Alfred, o vizinho gay que não se importa com o que as pessoas pensam dele.

Os amigos são Jane, uma professora primária gentil e inteligente, porém preguiçosa, que detesta seu trabalho, mas não toma nenhuma iniciativa para mudar de vida; e Seymour, um gênio que tem um comportamento infantil.

s01e01 Pilot – John consegue emprego como roteirista de humor para o exigente e infantil Lou Cannon, que acaba sendo pior que o esperado. Enquanto isso, Jane tenta provar a um ex que ela não é tão “psycho” e Motif se esforça para escrever uma piada com ótimo final.

Noossssaaaaa! Quando achava que Selfie seria a pior estreia da Fall Season chega Mulaney, que mesmo partindo de uma premissa simples, uma “wannabe” Louie, não acerta no tom (tirando a introdução), roteiro e personagens, nada se salva. Paro por aqui!

NCIS: NEW ORLEANS (canal CBS): 1ª temporada

A história acompanha uma equipe do NCIS em New Orleans. Liderada pelo agente especial Pride (Scott Bakula, de Contratempos e Men of a Certain Age), a equipe soluciona casos que ocorrem nas regiões do Mississippi, Louisiana e Texas.

Na equipe estão a agente Brody (Zoe McLellan, de Dirty Sexy Money), uma jovem do meio oeste que vai para New Orleans para reiniciar sua vida após passar por diversos problemas; o agente LaSalle (Lucas Black, de American Gothic), ex-assistente de xerife que acredita em fazer a coisa certa, não importa o quanto custe; e a Dra. Wade (CCH Pounder, de The Shield), médica legista, uma mulher inteligente e excêntrica, que está profundamente ligada à cultura da Louisiana.

s01e01 Musicial Heal Thyself – Dwayne e sua equipe investigam o assassinato de um jovem negro da Marinha, suspeito de voltar a fazer parte de uma gangue de New Orleans.

Tentando me livrar de NCIs original, fui conhecer, por curiosidade mórbida, esse novo exemplar da franquia, assim como havia acontecido na apresentação dos personagens em NCIS, não vejo nada de interessante nessa série, somente a geografia de New Orleans parece interessante, os personagens soam deslocados.

RedBandS-CartazRED BAND SOCIETY (canal Fox): 1ª temporada

Red Band Society é uma dramédia que foca na vida diária de um grupo de adolescentes que vivem em um hospital, e se tornam improváveis amigos. A profundidade da amizade os permite sobreviver aos desafios de crescer sob circunstâncias tão intensas. Remake americano da série “Polseres Vermelles”.

s01e01 Pilot – Produzida por Steven Spielberg, Red Band Society se passa em um hospital pediátrico de Los Angeles e mostra um grupo de adolescentes, que precisam descobrir o significado da vida em meio a morte quase que eminente. A série pretende focar no relacionamento do grupo jovem protagonista e também seus mentores hospitalares.

No piloto somos apresentados aos personagens, com direito a caracter na tela, através da narração em off de um dos personagens, um garoto em coma, além dele temos a cheerleader bitch, a guria encantadora, o guri negro malandro, o guri veterano sem perna e um novato que procura tratamento no Hospital, na ala adulta, um médico, a enfermeira durona e mãezona e um tiozinho excêntrico que mora no Hospital, leitores e fãs de A Culpa é das Estrelas devem identificar o subgênero, romance juvenil de auto-ajuda, confesso que o piloto é muito bacana e bem feito, consegue ser leve e dramático ao mesmo tempo, somente não sei como os roteiristas conseguiram criar uma longa série em cima desses personagens sem torná-lo repetitivo.

SECRET & LIES (canal ABC): 1ª temporada

Remake de uma produção australiana com o mesmo nome, a série conta a história de Ben Crawford (Ryan Phillippe, de Damages) um homem casado com Christy (KaDee Strickland, de Private Practice), com quem tem duas filhas, Abby e Natalie. Ao encontrar o corpo de Tom Murphy, um garoto de quatro anos, ele se torna o principal suspeito. Tentando provar sua inocência, Ben decide investigar o crime e encontrar o assassino por conta própria, o que o faz expor os segredos e mentiras de seus vizinhos. Juliette Lewis (The Firm) interpreta a detetive que investiga o caso.

s01e01 The Trail – Ben sai para sua corrida matinal e se depara com o corpo do jovem Tom Murphy. Durante a investigação do caso, realizada pela detetive Cornell, ele logo passa de bom samaritano para suspeito do crime. Uma revelação aumenta as suspeitas da policia.

Não fosse Ryan Phillippe quem é (ator fraco) e Juliette Lewis péssima como a detetive apostava mais na série, o problema é que o escrevente adora um guilty pleasure de mistério/assassinatos. Vamos ver…

s01e02 The Father – Ben começa a conduzir sua própria investigação após descobrir informações chocantes sobre o caso vindas da detetive Cornell. Enquanto isso, a mãe do garoto falecido suspeita que o pai da criança pode ter sido o responsável pela morte. Ainda não engatou e acho exagerado a detetive Cornell, me irrita profundamente!

s01e03 The Affair – Ben sofre para manter a família unida após uma revelação prejudicial ter sido revelada para a imprensa. Mais tarde, ele descobre uma pista chocante que pode ligá-lo ao assassinato de Tom.

Chegaaa…depois de todas as reviravoltas já mostradas em apenas 3 episódios, a péssima personagem Detetive Cornell, desisto quando Ben pega na mão a lanterna plantada em seu carro, depois limpa, guarda e conta pro melhor amigo, o que será que isso renderá ali na frente? Enrolação na narrativa, mas não vou pagar pra ver, uma pena pois me parece que agora iriam explorar os vizinhos da bela e calma rua. Larguei!

SELFIE (canal ABC): 1ª temporada

Uma mulher de vinte e poucos anos está mais preocupada no número de “curtidas” que recebe nas redes sociais do que ser realmente admirada na vida real. Depois de um humilhante — e público — fim de relacionamento, ela se torna vítima de um vídeo viral e, de repente, ganha mais “seguidores” do que jamais imaginou — mas pelas razões erradas. Ela pede a ajuda de um especialista em marketing na sua empresa para ajudá-la a reparar a sua imagem.

s01e01 Pilot – Eliza Dooley tem 263.000 seguidores, que a seguem em todos os seus posts e selfies. Mas, em um dia solitário, ela percebe que ter seguidores não é o mesmo que ter amigos reais. Então pede ajuda ao guru de marketing Henry, para se conectar com o mundo real.

Pior piloto até aqui (10/10) fácil, fácil! Nossa, nada funciona em cena, o que dizer da comédia, uma pena pois adoro Gillan em Doctor Who. Lamentável!

SCORPION (canal CBS) – 1ª temporada

Scorpion1-Cartaz1A série apresenta a vida de Walter (Elyes Gabel), o homem com o quarto QI mais elevado do mundo. Com o objetivo de oferecer soluções para os problemas do mundo, ele monta a Scorpion, uma empresa para a qual recruta pessoas com os melhores intelectos. Agora, além de unirem suas mentes para resolver problemas de relevância global, eles também ajudam uns aos outros a se sentirem parte integrante da sociedade.

Entre os membros da equipe estão Toby (Eddie Kaye Thomas), um gênio especializado no comportamento humano; Happy (Jadyn Wong), gênio da mecânica; e Sylvester (Ari Stidham), um gênio das estatísticas.

No elenco também estão Katharine McPhee, como Paige, uma garçonete que compreende a genialidade de seus clientes; e Robert Patrick como Cabe Gallo, um agente federal que trabalha com o grupo.

s01e01 Pilot – Quando uma crise no LAX impede que vários aviões pousem, o governo recruta um time de gênios para salvar o dia.

Não, mais um procedural da CBS, agora reunindo um grupo de gênios para resolver situações limites, nem mesmo minha McPheefer, consegue fazer eu me interessar pela série.

STALKER (canal CBS) – 1ª temporada

Criada por Kevin Williamson (Pânico, The Following), Stalker é um thriller psicológico. A história acompanha a vida de detetives que trabalham na Threat Management Unit (Unidade de Gestão de Ameaças) da polícia de Los Angeles. Sua missão é solucionar casos relacionados a stalkers.

Entre os detetives da unidade estão o Det. Jack Larsen (Dylan McDermott), recém transferido de NY, cuja confiança, personalidade forte e comportamento questionável já o colocou em apuros antes. Sua chefe, a tenente Beth Davis (Maggie Q), forte, focada e uma especialista na área, é impulsionada por sua experiência traumática como uma vítima de stalker. O resto da equipe é formado pelos Det. Ben Caldwell (Victor Rasuk) e Janice Lawrence (Mariana Klaveno).

s01e01 Pilot – A tenente Beth Davis e o detetive Jack Larsen do Departamento de Gerenciamento de Ameaças da Polícia de Los Angeles procuram um perseguidor que tem uma afinidade por fogo.

Apesar de achar que Kevin Williamson sabe como criar séries, aqui ele realmente pesa a mão ao naõ saber equilibrar o procedural (mais um CBS) com protagonistas “fudidos”, até porque mesmo que Maggie Q tenha carisma e uma legião de fãs, não podemos dizer o mesmo de Dylan McDermott. Paro aqui!

SUPERNATURAL (canal CW): 10ª temporada

Supen10S-Cartazs10e01 Black – Dean é um demônio e está ao lado de Crowley, enquanto Sam tenta descobrir o que aconteceu com seu irmão. Enquanto isso, Castiel está lidando com sua graça que diminui a cada dia.

Não sei ainda se acompanho ou não a temporada, no entanto, tinha curiosidade em descobrir como fariam nesse reinício com Dean, se logo iriam resolver o problema ou se isso realmente teria alguma relevância dentro da série/temporada. Gostei da explicação de Crowley sobre o que seria Dean demônio, porém, a storyline de Castiel com os Anjos titubeantes e sem nada para fazer me cansa, parece que os roteiristas não tem mais o que fazer com os anjos caídos/perdidos etc., até acredito que não há mais o que evoluir nessa mitologia sem acrescentar, por exemplo, Deus, para realmente apresentar um fato novo. Vou pensar…

s10e02 Reichenbach – Crowley nota que Dean está ficando cada vez mais agressivo. O Winchester afirma que é o efeito colateral de se tornar um demônio, porém Crowley sabe que é mais do que isso — a Marca de Caim precisa ser alimentada. Sean acaba por levar seu algoz ao encontro de Dean demônio, que parece ter um comportamento ainda bastante dúbio; na parte do anjos, não esperava rever tão cedo Metraton até porque nunca gostei do personagem na série, e Hannah e Castiel até agora ainda não renderam. Ainda na dúvida de ficar ou largar.

s10e03 Soul Survivor – Sam continua com seus esforços para salvar Dean da marca de Caim. Enquanto isso, Crowley percebe que a versão demoníaca de Dean está começando a causar problemas para ele no inferno, portanto busca a ajuda de um aliado inesperado — Castiel.

Ai! Cansei, de novo, essa lenga-lenga de Dean agora sem demônio e Castiel não querendo nova graça daí chega Crowley e arranja outra graça para ele, assim juntou as storylines  avulsas até aqui. Assim, paro novamente..

THE BLACKLIST (canal ABC): 2ª temporada

s02e01 Nº 104: Lorde Baltimore – Red continua a batalha contra Berlin e se depara com uma nova ameaça vinda de Lord Baltimore. Ao mesmo tempo, uma pessoa importante volta do passado e se junta ao mundo de Red. Já Liz tenta seguir em frente com sua vida.

Gosto do universo e dinâmica da série, porém, não sei se o “criminoso” da semana me agrada para mais uma temporada, o universo da série ainda esta sendo expandido e isso já me cansou.

s0202 nº 112: Monarch Douglas Bank – Quando o Monarch Douglas Bank é roubado,Red aproveita a oportunidade para derrubar o banco que fazia lavagem de dinheiro. Liz questiona as intenções de Red na medida em que ela investiga o crime. Enquanto isso,uma nova integrante entra para a força-tarefa. 

s02e03 nº89: Dr. James Covington – Quando um corpo é encontrado sem um coração, Keen e Ressler unem forças com Samar Navabi para investigar a operação do Dr. Covington.Enquanto isso,Red e um associado tentam tirar proveito de uma oportunidade na Indonésia.

THE MYSTERIES OF LAURA (canal NBC) – 1ª temporada

The Mysteries of Laura é uma dramédia baseada em uma série espanhola “Los Mistérios De Laura”, protagonizada por Debra Messing (Will & Grace, Smash). Messing interpretará Laura Diamond, uma excelente detetive de homicídios que tenta balancear sua carreira com os problemas familiares. Ela tem dois filhos gêmeos que são umas pestes e seu quase ex-marido, Jake Diamond, interpretado por Josh Lucas (The Firm).

s01e01 Pilot – Laura Diamond é uma brilhante detetive de homicídios da polícia de Nova York que precisa balancear seu dia profissional com uma louca vida familiar, que inclui filhos gêmeos e o ex-marido não assina os papéis do divórcio.

Se fosse uma sitcom, ou dramédia de 30 minutos, talvez a série rendesse, no entanto, somente o lado cômico de Debra Missing com casos policiais a la “Murder She Wrote” e “Columbo” (bons policiais, mas que envelheceram mal) não seguram a série. Paro por aqui!

TRANSPARENT (Amazon.com): 1ª temporada

m2_001_trans_1sht_V1.inddProjeto de dramédia criado por Jill Soloway (Six Feet Under, United States of Tara).

Na história, Mort (Jeffrey Tambor, de Arrested Development) revela aos três filhos, Ali (Gaby Hoffman), Sarah (Amy Landecker) e Joshua (Jay Duplass), seu grande segredo.

Designado como mulher ao nascer, Mort passou por uma cirurgia para adequar o genital a sua identidade de gênero (mudança de sexo). A partir desta revelação, as relações entre pai e filhos mudam, levando cada um dos personagens a reavaliar suas opiniões sobre os limites do sexo.

s01e01 Pilot – Mort pretende ter uma conversa franca com seus três filhos adultos e os convida para um jantar, mas percebe que ainda não está na hora de se abrir.

Famílias disfuncionais parecem ser a especialidade de Jill Soloway em suas séries, e aqui não seria diferente, mesmo sendo centrada na figura de Mort, vemos que seus filhos, ditos normais, são os verdadeiros “freaks” de comportamento. Interessante, tentarei acompanhar…

znationZ NATION (canal SyFy): 1ª temporada

A história é situada três anos após uma praga zumbi atacar a população do país. Um grupo formado por pessoas de diferentes origens tem a missão de transportar de Nova Iorque para a Califórnia sobreviventes da praga. O sangue deles poderá ajudar os cientistas a desenvolver uma vacina. No entanto, ele também pode revelar algo ainda pior.

s01e01 Puppies and Kittens – Ambientada três anos após um Apocalipse Zumbi ter destruído o país, um grupo de “heróis do dia-a-dia” deve transportar o único sobrevivente de Nova York para a Califórnia, onde ainda existe um laboratório viral esperando pelo sangue do sobrevivente. Lá vem o canal SyFy querer tirar uma “casquinha” da onda zumbi, porém como normalmente acontece no canal, com exceção de Battlestar Galactica, as séries têm alto problema em seus roteiros, além dos problemas de produção com efeitos especiais parcos.

Mesmo tendo uma pegada mais aventuresca, ao contrário do irmão mais velho The Walking Dead, fica difícil encarar a série quando não se lembra nem mesmo um único nome de personagem, são muitos e pouco carismáticos, não foi desta vez que retornei ao canal!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: