American Horror Story: Freak Show (FX) (FINALIZADA)

AmericanHS-Cartaz

Jupiter, Florida, 1952. Uma trupe de circo incomum, formada por pessoas extremamente curiosas, acaba de chegar à pequena vila. Ao mesmo tempo, uma estranha entidade obscura ameaça as vidas de todos os residentes da região.

s04e01 Monster Among us – Um dos únicos espetáculos sobreviventes no país, luta para se manter em pé durante a era da televisão. Quando a polícia faz uma descoberta assustadora em uma fazenda local, Elsa Mars vê uma oportunidade que vai levar sua trupe para a sua salvação ou ruína.

Como primeiro episódio/piloto da temporada, Ryan Murphy e equipe me surpreenderam pela calma e relevância do universo apresentado em Freak Show, apesar de achar que a repetição de elenco em anos recentes acaba perdendo em novidade para quem acompanha a antologia, não posso deixar de elogiar, pela enésima vez, o talento de Jessica Lange, novamente com uma personagem homenagem ao seu talento, lembrando que a melhor sequência desse piloto é sua apresentação de Life on Mars. Confesso que palhaço assassino já é apavorante para mim, imagina com aquele contexto, espero que Murphy tenha bons arcos para nos apresentar.

s04e02 Massacres and Matinees – Um toque de recolher em toda a cidade ameaça encerrar o Freak Show. Wendell chega ao acampamento, acompanhado de sua companheira. Gloria organiza um aterrorizante playdate para Dandy. As gêmeas Tattler revelam um talento que poderia derrubar Elsa dos holofotes.

O roteiro de Murphy e cia. esta redondinho, bons personagens com interessantes conflitos, além do absurdo acerto no palhaço assassino, que figura horripilante, que acaba de encontrar um amigo, Dandy figura que cheguei a desconfiar de ser o assassino! Vai render…

s04e03 Edward Mordrake (1) – Enquanto uma antiga superstição impede os freaks de trabalharem no Halloween, uma vidente com segundas intenções pede uma vaga no espetáculo de Elsa e Ethel faz uma descoberta fatal sobre seu futuro.

Gosto quando a série insere umas storylines diferentes, como a sequência preto-e-branco  de Edward, claro que sua inserção cria uma nova storyline na temporada, o que se lembrarmos bem ocorreu na temporada anterior diluindo a força central da temporada que eram as bruxas, espero que não ocorra nesse caso. Episódio centrado na força dramática de Kathy Bates.

s04e04 Edward Mordrake (2) –  apesar de ler algumas críticas negativas sobre o andamento da temporada e a finalização deste, confesso que achei genial a introdução desse Edward fazendo um resumo do passado de cada personagem até a sua atualidade e, em consequência disso, abrindo um novo arco para a temporada. Que triste a trama do palhaço assassino que somente queria um público.

No episódio, Edward Mordrake continua sua busca por um Freak para adicionar ao seu círculo fantasmagórico. Elsa conta a história macabra de seus dias na Alemanha. Jimmy e Maggie tem um desentendimento com Twisty.

s04e05 Pink Cupcakes – Stanley e Maggie criam um plano para assassinar os Freaks. Gloria esconde a evidência do horrível novo passatempo de Dandy. Desiree descobre que não é a aberração que pensava ser. A série parece que conseguirá caminhar para frente após seu primeiro ato, o palhaço assassino, agora o foco volta para os caçadores de freaks e os demais coadjuvantes bem defendidos por Angela Basset e Michael Chiklis (numa sequência surpreendente com Matt Boomer).

s04e06 Bullseye – Elsa revela um novo ato perigoso. Stanley coloca pressão para Maggie assassinar Jimmy. Paul se entrega a um romance secreto.

s04e07 Test of Strenght – As mulheres do Show de Horrores se juntam contra Dell após seu último ato de violência. Enquanto isso, um estranho encontro com Dandy aumenta as suspeitas de Jimmy a respeito dos assassinatos do palhaço.

s04e08 Blood Bath – Regina vai até a mansão procurar por sua mãe Dora que está desaparecida. Gloria procura entender os problemas de Dandy e Elsa atrai uma nova atração para o Show. As suspeitas de Ethel sobre Elsa aumentam.

s04e09 Tupperware Party Massacre – Diante de uma perda trágica, Jimmy cai em desespero junto às bebidas e acaba caindo numa armadilha de Dandy. Uma atitude de Maggie faz Dandy agir. Stanley e Elsa perseguem as gêmeas. Como normalmente tem acontecido nas temporadas de AHS, o meio da temporada sempre dá uma cansada!

s04e10 Orphans – Pepper começa a ter um comportamento que preocupa Elsa após a morte de uma das aberrações do circo. Maggie dá indícios do real propósito pelo qual se juntou ao show, deixando Desiree cheia de suspeitas e desconfiança. Confesso que mesmo gostando da ideia de mostrar a origem de Pepper, personagem já conhecido desde Asylum, não acho que seria necessário um episódio inteiro sobre o tema, mas valeu por rever Lily Rabe!

s04e11 Magical Thinking – desde a morte do palhaço assassino, abrindo a segunda metade da temporada, tenho perdido o interesse sobre a série, Murphy e seus roteiristas tem acrescentado cada vez mais personagens e matado outros sem o menor grau de relevância, tudo tem se tornado superficial, parece que as tramas não conseguem se aprofundar, uma pena!

Elsa se prepara para a mudança para Hollywood. Enquanto isso, as gêmeas se apaixonam pelo vendedor itinerante, ótima participação de Neil Patrick Harris. Já Dell arquiteta um plano para tirar Jimmy das mãos da polícia.

s04e12 Show Stoppers – Dandy dá informações preocupantes para as gêmeas sobre Chester. Maggie promete provar a sua lealdade a Jimmy. Os freaks fazem valer o seu código de justiça. Começou o genocídio dos freaks, pelos mais diversos motivos, provando uma teoria que estava comigo há muito tempo, o roteiro desta temporada foi bastante irregular na construção dos personagens, pois os mesmos estão morrendo aleatoriamente dentro da trama sem nenhuma consequência dramática na trama e, neste sentido, nem pela amoralidade o roteiro trabalha.

s04e13 Curtain Call Season Finale – Após a estreia do show de Dandy não ir como ele planejou, os freaks se rebelam com a nova gerência. E para completar, Elsa chega em Tinseltown.

Como season finale achei o roteiro muito episódico, sem conexões e sem muitos fatos relevantes para mostrar, outro genocídio não me surpreendeu, achei que faltou um grande final ao Dandy, responsável por alguns bons momentos da temporada e, mesmo achando demais, o espaço dado à Elsa foi uma bonita homenagem a participação de Jessica Lange nos 4 anos da antologia.

STATUS: RENOVADA (OUT/15).

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: