Gotham (Fox) – 1ª temporada (FINALIZADA)

Gotham-Cartaz5O Comissário Gordon é um dos maiores inimigos do submundo do crime e um homem cuja reputação é sinônimo da lei e da ordem. Mas o que sabemos sobre a história de Gordon, desde um jovem detetive até virar comissário de polícia? Como ele fez para percorrer as múltiplas camadas de corrupção que secretamente comandam Gotham City, o local de desova dos maiores criminosos do mundo? E quais as circunstâncias em que estes criminosos foram criados? Gotham é uma “origin story” dos super-vilões e vigilantes, revelando um capítulo totalmente novo e nunca contado, seguindo a ascensão de um policial numa cidade perigosamente corrupta e à beira do mal, narrando o nascimento de um dos heróis mais populares do nosso tempo. Crescido nos subúrbios da cidade, Gordon romantizava a cidade como uma metrópole glamorosa e excitante, onde seu pai serviu como um bem-sucedido promotor. Agora como detetive na polícia de Gotham e noivo da jovem Barbara Kean, ele está vivendo um sonho: restaurar sua cidade.

s01e01 Pilot – Gotham acompanha um policial, futuro Comissário Gordon, destinado a grandes feitos, enquanto navega pela cidade corrupta e perigosa que possui uma linha tênue entre o bem e o mal. Além disso, acompanhamos o nascimento e ascensão de um dos heróis mais populares dos últimos tempos, Batmas, assim como seus antagonistas.

Outro bom piloto dessa primeira semana de estréias da Fall Season 2014, porém confesso que toda a excelência do episódio, desde a apresentação dos personagens, bastante orgânica, até a parte técnica do mesmo, bastante rica em detalhes, o texto de Gordon com o jovem Bruce Wayne me irritou profundamente, achei uma forçada de situação para criar um elo de ligação entre os personagens que quase coloca tudo a perder no piloto. Se o ritmo da série continuar sendo o retrato de cidade a la Los Angeles Cidade Proibida, prevejo bons anos para a série.

s01e02 Selina Kyle – Os detetives Gordon e Bullock investigam uma quadrilha de tráfico infantil que tem como alvo as crianças de Gotham, incluindo Selina Kyle. Enquanto isso, o Pinguim ressurge no interior do país e começa a fazer seu caminho de volta para Gotham.

Confesso que estou ficando meio receoso com os caminhos que a série pode seguir, principalmente, se ficar tentando linkar, a todo momento, Gordon com Bruce Wayne e Alfred, que se pensarmos racionalmente nada tem haver no contexto da série; Bruce e Alfred poderiam ser participações recorrentes, não obrigatórias, outro problema que a série deveria cuidar é a presença dos vilões icônicos que sabemos de antemão que não morrerão até a vida adulta! No entanto toda a parte técnica da série é impecável, a construção de Gotham ficou muito bacana.

s01e03 The Balloonman – Os detetives Gordon e Bullock procuram localizar um justiceiro que está matando cidadãos corruptos de Gotham, prendendo-os a balões meteorológicos. Enquanto isso, Oswald Cobblepot volta a Gotham e consegue um novo trabalho perto de uma pessoa influente. Melhorou em relação ao interior!

s01e04 Arkham – Quando a votação de um litigioso conselho da cidade sobre o futuro do distrito de Arkham se aproxima, políticos de ambos os lados estão em perigo. Gordon e Bullock devem correr para proteger o conselho, e um velho amigo visita Gordon.

Até aqui ainda irregular, a série encontrou seu verdadeiro protagonista, Pinguim, Oswald Copplebot tem as melhores cenas, diálogos e trama até aqui, pouco tem sobrado para os demais, que parecem estar inseridos no caso de corrupção da semana em Gotham.

s01e05 Viper – Gordon e Bullock buscam pela origem de uma nova droga das ruas de Gotham que causa euforia seguida de morte. Enquanto isso, Oswald Cobblepot está cada vez mais envolvido no círculo pessoal de Maroni, e Fish Mooney continua a conspirar contra Falcone.

Após esse episódio me parece correto afirmar que a série tem procurado fundamentar sua mitologia, retratando como funciona o submundo de Gotham, as inserções de Bruce e Alfred já não me irritam tanto, até porque a corrupção chega as empresas Wayne. Nada funciona melhor que Pinguim em cena!

s01e06 Spirit of the Goat – Um assassino começa a ter como alvo os filhos mais velhos da elite de Gotham, o que força Bullock a confrontar as memórias traumáticas de um caso similar em que trabalhou no passado. Mais tarde, Gordon também precisa lidar com decisões do passado. Apesar do desfecho “blargh”, gostei do caso da semana.

s01e07 Penguim’s Umbrella – Gordon fica frente a frente com as consequências de sua decisão em poupar a vida do Pinguim. Enquanto isso, a tensão aumenta entre Maroni e Falcone. Melhor episódio até aqui, até porque resolveu criar um evento tenso a partir de todos os eventos mostrados nesse início de temporada, provando que o foco da série será mesmo Gordon (mais Pinguim).

s01e08 The Mask – Gordon e Bullock investigam um clube de luta. Enquanto isso, Bruce retorna à escola e recebe uma visita. Acho um desperdício o roteiro criar  um episódio com um caso da semana tão fraco após os eventos do episódio anterior, menos mal que as storylines dos coadjuvantes caminham para frente!

s01e09 Harvey Dent – Tentando fechar o caso do assassinato do casal Wayne, o jovem Harvey Dent e Gordon se juntam, para o desgosto do prefeito James. Enquanto isso, Pinguim faz contato com a arma secreta de Mooney, Liza.

s01e10 Lovecraft – Após um tropeço, Gordon é transferido e começa a trabalhar no Arkham Asylum. Enquanto isso, Selina leva um novo amigo em uma jornada perigosa por Gotham para fugir dos assassinos que estão à sua procura.

s01e11 Rogue’s Gallery – O trabalho do Det. Gordon no Asylum Arkham tem um começo conturbado, quando um preso surge com sinais de lobotomia, complicando sua relação com o diretor da instituição, levando-o a conhecer a Dra. Leslie Thompkins. Enquanto isso, Cobblepot continua a construir seu exército em Gotham.

Bom retorno da série em 2015, trabalhando algumas storylines junto ao caso da semana, ainda não sinto a série explorando a trama no seu máximo, como por exemplo Person of Interest e The Good Wife (exemplos de procedurais maduros e bem desenvolvidos), mas ainda mantenho alguma esperança no desenvolvimento pleno dela.

s01e12 What the Little Bird Told Him – Em uma tentativa de conseguir seu emprego de volta, Gordon tenta capturar Jack Gruber, gênio demente que fugiu do Asilo Arkham. Enquanto isso, Falcone se esforça pra segurar o império após Fish Mooney dar o último passo.

Dois eventos mal trabalhados nese episódio me deixam um pouco preocupado com o caminhar da série, o retorno imediato de Gordon à Polícia, quando mais alguns episódios em Arkham seria mais lógico, e a facilidade de Fish Mooney em se entregar para Falcone, pra que todo esse plano mirabolante se ela logo entrega seu plano de traição ao Falcone? não precisava dessa urgência e pressa em resolver as storylines.

s01e13 Welcome back, Jim Gordon – Quando a testemunha-chave em um caso de homicídio acaba morta ao ser detida para interrogatório pela polícia, Gordon suspeita que este é um trabalho interno e recorre a um velho amigo para obter informações. Achei o arco de Mooney bastante frágil, assim como a trama envolvendo Bruce e a Mulher-Gato, no entanto, a trama policial de Gordon foi bastante tensa!

s01e14 The Fearsome Dr. Crane – Fish Mooney revela um segredo de Oswald Cobblepot, dizendo a Maroni para levá-lo em uma viagem para testar sua lealdade. Enquanto isso, Gordon e Bullock caçam um assassino que tem como vítimas, pessoas com fobias.

s01e15 The Scarecrow – Gordon e Bullock tentam parar Gerald Crane, um professor de biologia que está colhendo as glândulas de suas vítimas. Mooney continua sua tentativa de ganhar poder, enquanto Falconi tenta mudar os planos de Maroni com relação ao Pinguim. Boa apresentação de personagem clássico.

s01e16 The Blind Fortune Teller – Gordon leva Dr. Leslie Thompkins para o circo, mas o dia rapidamente se transforma. Falcone pede para que Butch ajude o Pinguim no Night Club, enquanto isso Fish está organizando a familia. Bruce Agenda uma Reunião com a diretoria Wayne . Mais um episódio mais ou menos!

s01e17 Red Hood – Gordon e Bullock investigam a gangue do Capuz Vermelho após diversos roubos a bancos. Enquanto isso, Selina Kyle continua a se aproximar de Barbara. Para completar, Fish Mooney tenta recuperar sua posição no submundo.

s01e18 Everyone Has a Copplebot – Gordon procura por informações sobre a recente polêmica com o Comissário Loeb. A lealdade de Fish aos prisioneiros é questionada quando ela parece unir forças com Dr. Dulmacher. Enquanto isso, após o ataque em sua casa, Bruce lida com as consequências.

s01e19 Beasts of Prey – Gordon e Bullock investigam um caso antigo envolvendo o Ogro, um serial killer que tem como alvo mulheres jovens da cidade de Gotham. Enquanto isso, Fish planeja a sua fuga, e Bruce e Selina confrontam Reggie. Nossa essa trama de Fish é sonolenta ao extremos, acaba com a dinâmica do episódio, uma pena!

s01e20 Under the Knife – Gordon e Bullock seguem investigando o Ogro, serial killer que agora tem como alvo alguém próximo a Gordon. Enquanto isso, Bruce e Selina se unem para expor um empregado corrupto da Wayne Enterprises. Mesmo não sendo mencionado na sinopse do personagem, a subtrama mais interessante, com certeza, é o arco de Enigma, futuro Charada; Milo Ventimiglia continua canastrão ao cubo.

s01e21 The Anvil or the Hammer – O Ogro derruba as emoções de Barbara e Gordon e Bullock tentam encontrá-lo. Enquanto isso, Pinguim lidera um massacre que inicia uma guerra épica. Para completar, Bruce descobre a verdade sobre a empresa e Nygma lida com as consequências de suas ações. Bons plots encaminhados para a reta final da temporada, que terminará somente como uma temporada irregular para um plot rico!

s01e22 All Happy Families Are Alike Season Finale – Quando a guerra das gangues atinge o ponto máximo, Fish bate de frente com Maroni e Pinguim na tentativa de reivindicar o seu domínio sobre a cidade. Por fim, Barbara e Leslie se reúnem e Bruce procura na Mansão pelo legado que seu pai possa ter deixado.

Não sou leitor de quadrinhos e por isso não me importo com questões referentes à cânone de personagens, no entanto, confesso que a primeira temporada de Gotham me decepcionou bastante, e não foi por possíveis mudanças no passado de personagens conhecidos, mas sim pela irregularidade dos roteiros, principalmente, no que se refere a alguns personagens. Salvando Gordon, Pinguim, Charada e Alfred, o restante dos personagens serviram somente de subterfúgio do roteiro para algum arco ou para série como um todo, o maior exemplo do desperdício de personagens e arcos é Fish Mooney, personagem original, que nem assim conseguiu galgar um lugar importante no submundo de Gotham, a série que podia se privilegiar deste universo de gangsters acabou preferindo abrir umas 4/5 linhas narrativas e nenhuma conseguiu tornar-se marcante (Gordon e os bastidores da polícia corrupta/Maroni, Pinguim, Fish e toda gangue/Bruce, Alfred e Selina/Enygma).

O final foi interessante pelo desfecho/abertura de situações, porém insuficiente para que eu volte na próxima temporada.

STATUS: RENOVADA (set. 2015).

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: