Law & Order – SVU (NBC) – 16ª temporada (FINALIZADA)

L&As16e01 Girls Disappeared – Com a chegada de um novo detetive a equipe investiga o envolvimento de uma menor na rede de prostituição que pode ter ligação com o assassinato de Ellie Porter. Apresenta ainda a relação de Liv com Noah.

Retomamos o caso que ficou em aberto da Season Finale passada, agora passados 3 meses, com a chegada de um novo detetive e Amaro de volta às patrulhas; vemos que Olivia assumiu a maternidade do bebê órfão e que isso, no caso da semana, provoca inúmeras ameaças à sua vida e as demais testemunhas, principalmente, jovens prostitutas. Nunca gostei muito desse arco, porém os roteiristas deram um passo à frente em relação à Olivia, agora mãe, vamos ver como isso repercutirá dentro da série e como ficará a dinâmica com Amaro e o destino do novo detetive.

s16e02 American Disgrace – Após anunciar uma parceria milionária com o dono de uma famosa grife, um astro do basquete é acusado de abuso sexual por uma assessora de imprensa. Liv e Carisi discordam sobre a veracidade do caso. Bom caso com perspectiva diferente.

s16e03 Producer’s Backend – Enquanto investigam uma jovem atriz com comportamento instável que acusa Amaro, os detetives acham que ela pode ter sido vítima de um produtor de cinemaO inferno astral de Amaro não termina com mais esse retrato de jovens atrizes/celebridades que surgem a todo momento na mídia americana.

s16e04 Holden’s Manifesto – Um ciclista cria um diário em vídeo de seus problemas com as mulheres e a equipe da SVU tem dificuldades em encontrar as declarações públicas dele antes que ele cometa um crime. Encontraram um “vilão” interessante nesse episódio.

s16e05 Pornstar’s Requiem – Jovem estudante começa a trabalhar como atriz pornô e passa a receber ameaças de outros estudantes que não sabem diferenciar ficção e realidade, o que leva a um estupro forçado e filmado. Discussão interessantíssima, bem argumentada e com alta dose de polêmica, gosto quando o roteiro mexe com o espectador, nos tirando da comodidade de assistir uma simples série.

s16e06 Glasgoman’s Wrath – Um grupo de garotas procuram em uma floresta pela a mítica figura conhecida como Glasgowman, a equipe é acionada quando duas das garotas desaparecem e uma é encontrada com sinais de esfaqueamento. Mais um episódio que foca na questão juvenil e sua relações com o crime. Episódio somente ok!

Crossoverweek – trama envolvendo as 3 séries de Dick Wolf em exibição no canal NBC, sim, fui conferir duas séries que não assisto (franquia Chicago Fire) pois elas iniciam e finalizam a trama.

s03e07 Nobody Touches Anything (Chicago Fire) – PARTE 1 de 3 do CROSSOVER. Um incêndio rotineiro exige a atenção da polícia de Chicago, envolvendo pedofilia. Quando uma caixa suspeita é encontrada em uma chamada o Tenente Severide chama Voight e Lindsay para investigarem. Enquanto isso o Molly’s II precisa de um chef. A trama demora um pouco para iniciar, fica focada no drama dos personagens regulares da série, mas tenho uma ressalva interessante para apontar, é impressionante a capacidade de uma série “procedural” ser didática para quem não a acompanha, achei super tranquilo ver o episódio, mesmo tendo assistido somente o piloto há dois anos atrás, os americanos são mesmo os especialistas em séries “procedural” para o grande público!

s16e07 Chicago Crossover (L&O-SVU) – PARTE 2 de 3 do CROSSOVER. Voight, Lindsay e Halstead da polícia de Chicago vão ao último paradeiro de uma vítima de pornografia infantil, Nova Iorque. A SVU encontra novas evidências e Lindsay descobre que alguém de seu passado está envolvido. Muito bom episódio e principalmente, a complexidade da rede de tráfico para pedofilia envolvendo os mais diversos profissionais e pessoas, estou achando correta divisão da trama nos três episódios.

s02e07 They’ll Have To Go Through Me (Chicago PD) – PARTE 3 de 3 do CROSSOVER. Os detetives Finn, Amaro e Rollins da SVU vão a Chicago junto com a sargento Benson para ajudar a Inteligência a acabar com a rede de pornografia infantil direto da fonte. Burgess e Roman tentam encontrar o atirador do hospital. Fechando de maneira bastante envolvente, a trama de Dick Wolf foi pensada da melhor maneira possível, iniciou na franquia de maior audiência atual e pegou carona na alta audiência entregue pelo The Voice para dar um “up” nas séries  SVU e Chicago PD, aqui apostando num antagonismo ético dentre Benson e Voight, que continua sendo um personagem muito “wanna be” Michael Chiklis em The Shield. Mas valeu a pena acompanhar a maratona!

s16e08 Spousal Privilege – Uma disputa doméstica envolvendo um comentarista esportivo e sua namorada é gravada pelas câmeras de segurança da garagem. No entanto, a garota não quer buscar ajuda legal, uma vez que prefere manter a família intacta. Episódio com temática complicadíssima, muito bom

s16e09 Patern Seventeen – Um estuprador vem atacando várias mulheres e Rollins encontra um padrão entre esses crimes e alguns casos que ocorreram em Atlanta. Olivia corre risco de perder a guarda de Noah. Episódio bastante tenso pois além de um serial estuprador houve o contexto do passado de Rollins e seu antigo emprego e capitão, há algo de muito estranho ali!

s16e10 Forgiving Rollins – Antigo chefe de Rollins vai a NY com uma nova detetive, que é encontrada inconsciente. O ocorrido faz com que Amanda encare seu passado. Descobrimos qual era o problema, abuso sexual e manipulação sexista, porém confesso que achei Rollins muito fraca e imatura para enfrentar seus fantasmas, principalmente, se pensarmos que ela vê este tipo de problema todo dia em sua rotina como detetive.

s16e11 Agent Provacateur – Uma adolescente foge de casa para ir à festa do astro de cinema Scott Russo, que a convidou para o evento através das redes sociais. Na mesma noite, a jovem é encontrada à beira da morte dentro de uma mala. Trouxe à tona um crime sob a ótica da mídia e dos astros.

s16e12 Padre Sandunguera – Pai de Nick é preso após uma briga. Sendo assim Amaro se torna a testemunha em um caso que envolve segredos de sua família. Nossa que família Amaro tem pra chamar de sua, ótima participação de Armand Assante, num papel difícil no qual o ator conseguiu imprimir um carisma difícil de fazê-lo detestável!

s16e13 Decaying Morality – Uma jovem afirma ter sido violentada mas como não existem evidências de que tal crime aconteceu o principal suspeito é liberado. Revoltado com o corrido, o pai da moça decide resolver a situação por conta própria. Polêmica e mais polêmica, muito bom!

s16e14 Intimidation Game – Uma desenvolvedora solidifica a marca feminina no mundo dos games, o que leva à agressões e ameaças virtuais. Depois de uma agressão contra uma mulher em uma convenção, Fin e a UVE embarcam em um grande jogo de perseguição. Episódio meio chocante pela falta de limites dos jovens apresentados, dá medo da sociedade!

s16e15 Undercover Mother – Trabalhando disfarçado em uma rede de tráfico sexual, Carisi se depara com Martha Thornhill, uma mulher que se infiltrou na organização para tentar encontrar e salvar a filha Ariel. Enquanto isso, Liv é confrontada com uma revelação que vai mudar sua vida. participação de Lily Tomlin.

s16e16 December Solstice – Uma mulher é acusada de abusar do marido, um autor famoso e a fortuna do mesmo se torna o principal ponto em uma batalha entre a esposa e as filhas de casamentos anteriores. Barba desafia os desejos de sua avó. Gostei da polêmica levantada e de rever Marcia Cross, de Desperate Housewives.

s16e17 Parole Violations – A irmã de Carisi, se prepara para seu casamento com o noivo Tommy Sullivan. Mas, quando Tommy volta aos seus velhos hábitos e acusa seu oficial de condicional de estupro, Carisi deve investigar se a acusação é real. Não conseguiu ser muito polêmico esse episódio sobre estupro feminino, talvez a necessidade de criar um laço com um personagem na série tenha forçado demais o roteiro.

s16e18 Devastating Story – Um popular programa de televisão exibe uma entrevista com uma universitária que diz ter sido violentada por um grupo da faculdade, o caso atrai a atenção nacional mas o sensacionalismo e as várias versões do fato torna o caso complicado para os detetives. Agora sim, cheia de contrapontos, esse questão sobre estupro universitario conseguiu acertar em cheio algumas polemicas questões, somente acho que a função jornalística se perdeu no decorrer do roteiro, mas foi um episódio bacana!

6355Mais uma semana Crossoverweek, dessa vez, iniciando em Chicago Fire e finalizando com Law & Order – SVU.

s03e21 We Called Her Jellybean (1/3)  – O incêndio de um apartamento ligado a um caso de estupro e tentativa de assassinato junta os membros da CPD com a Unidade de Vítimas Especiais, que conta com um caso similar sem resolução por mais de 10 anos. Uma pena que os roteiristas (capitaneados por Dick Wolf) não consiga dar profundidade/utilidade na trama dos bombeiros, no primeiro crossover foi vergonhoso, aqui pelo menos rendeu um pouco mais, apesar da insistência de terem umas outras 3 storylines metidas no episódio, para quem não acompanha a série foi tempo perdido.

s02e20 The Number of Rats (2/3) – A equipe da SVU, ajuda com a investigação de um caso que remete a outro similar ocorrido dez anos antes, em New York. Após ser questionado, um suspeito avisa Lindsay que a investigação pode trazer consequências indesejadas. Muito boa a interação entre as equipes das séries e, principalmente, o personagem de Dallas Roberts, assustador e carismático desde o primeiro momento. Impressão minha ou já fomos apresentados para algum personagem de Chicago Med, nova série médica de Dick Wolf para a NBC, aproveitando o universo criado com Chicago Fire e Chicago PD?

s16e20 Daydream Believer (3/3) – Benson e Voight lideram seus times na investigação de um caso de estupro e assassinato extremamente similar a outro ocorrido em Nova York dez anos antes. O grande lance no episódio triplo do crossover foi encontrar a personagem de Chicago PD, sequestrada pelo Dr. Yates e provar sua culpa no tribunal, quando o mesmo resolve se defender em frente ao juri.

Balanço final do crossover week foi muito positivo, principalmente, pela boa dinâmica entre os personagens mais o fator unsub do caso, Dallas Roberts deu um show de carisma e sociopatia como o dr. Yates, somente acho que pela falta de tempo, poderiam ate mesmo ter abordado melhor a sociopatia do estuprador e seu “modus operandi”, acredito que a grande beneficiada nesse momento foi Chicago PD que teve perda de personagem que pode ressoar para os demais na sequência da série.

s16e21 Perverted Justice – Uma mulher quer alterar seu testemunho de um caso de incesto ocorrido em sua infância, porém, o juiz não tem interesse em reabrir o processo. Episódio que trouxe o Cap. Cragen em nova participação assim como o ator Andre Braugher, como o advogado do grupo Inocência, a ainda nosso velho conhecido dr. Wilson de House (Robert Sean Leonard), porém, o mais destaque é para o roteiro do episódio que foi bastante competente ao retratar a ambiguidade das memórias da personagem, mesmo que sempre tendendo à inocência do seu pai, a personagem se mostrou, diversas vezes, em dúvida quanto ao que se lembrava, muito bacana!

s16e22 Parent’s Nightmare – Um garoto é sequestrado e a polícia suspeita que o jovem conhece o criminoso, porém, a relação dos pais do menino podem trazer problemas para investigação. Enquanto isso, Olivia precisa formalizar sua promoção. Trama simples, mas até bem trabalhada pelo roteiro.

s16e23 Surrendering Noah Season Finale – Johnny D vai para o tribunal por conta das acusações de tráfico sexual, estupro e sequestro, porém, o futuro da adoção de Noah se torna incerta devido ao caso, o que faz com que Benson tema pelo futuro da criança.

Fiquei contente quando ao final do episódio não espicharam esse arco do traficante de mulheres ser pai de Noah, numa possível ameaça lá na frente; o episódio não teve muita tensão, mas foi uma finale ok. Me surpreendeu a saída de Amaro, talvez o personagem já havia se esgotado com tantos problemas na Corregedoria. Foi uma temporada bem boa, acredito até mesmo que L&O conseguiu se desgastar menos do que CSI, talvez pelo mundo de polêmicas e temas atuais que a série consegue tratar de maneira eficiente e provocativa. Nos vemos a seguir!

STATUS: RENOVADA PARA 17ª TEMPORADA (set. 2015).  

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: