The Good Wife (CBS) – 6ª temporada (FINALIZADA)

thegoodwifes06e01 The Line – Alicia está decidida a não concorrer a Procuradora do Estado mesmo com a pressão de Eli para que ela lance uma campanha. Enquanto isso, Diane considera se juntar à Florick/Agos e uma crise interna ameaça destruir a firma.

Putz! Que impressionante o que os roteiristas fazem com a série, no meu entender teríamos uma estréia cheia de eventos com o foco na decisão de Alicia e de Diane, no entanto, o roteiro acabou de iniciar um arco interessantíssimo para Cary, o que acabou gerando consequências em todos os núcleos da série, com exceção da vida privada de Alicia. Belo início, cheio de malícia, suspense, nuances e truques jurídicos, fiquei um pouco em dúvida com o comportamento do promotor amigo de Alicia, que puxada de tapete, e quando achávamos que já tinhamos visto todos os truques de Eli, surge sua filha questionando a estagiária sem calcinha, hilário!! Muitas saudades da série.

s06e02 Trust Issues – Alicia luta para manter o maior cliente da Florrick/Agos, enquanto a sociedade enfrenta dificuldades com uma crise interna. Já Diane segue com os planos de sair da Lockhart/Gardner e procura sócios para levar com ela para a nova firma.

Mais um ótimo episódio, com toda tensão envolvendo a fiança de Cary e a saída de Diane da Lockhart/Gardner. Estão trabalhando de maneira correta o arco sobre as acusações de Cary e seu envolvimento com os funcionários de Bishop.

s06e03 Dear God – Alicia se esquiva das investidas para sua candidatura como Promotora, enquanto continua tentando tirar Cary da cadeia, e negociar, através de um mediador católico, uma disputa entre produtores rurais. Boa participação de Robert “Dr. Wilson” Sean Leonard.

E lá vamos nós (eu) elogiar mais um episódio da série, fico impressionado com a capacidade do roteiro de sutilmente expandir seus arcos de forma dinâmica e orgânica, mesmo não utilizando todo seu banco de atores recorrentes (como Peter, Bishop e etc), aqui vemos o que deve ser o arco de Alicia, envolvida em campanha para Promotoria, o que combina muito com a evolução da personagem, que deve num próximo ano/episódios enfrentar seu(s) antigo(s) escritório(s), se isso se confirmar.

s06e04 Oppo Research – Alicia explora a opção de se candidatar, enquanto isso Eli traz um respeitado gerente de campanha para ajuda-la. Mais um episódio hilário e bastante inserido no arco da temporada, bastidores da investigação sobre Cary e Lemond e a ascenção de Alicia à Promotoria; não teve como não rir com a investigação da oposição sobre Alicia e encontrar as “sujeiras” da sua família, principalmente de seu irmão. Notem que tivemos o primeiro vislumbre de Connie Nielsen, atriz com recente participação em The Following, inserida com Peter e Eli, como mãe da estagiária, que deve render um arco promissor. Somente Ótimo!

s06e05 Shiny Objects – diminuindo um pouco o ritmo após os buxixos familiares de Alicia, os roteiristas abrem um novo arco, centrado em Diane, com o twist sobre as instalações da firma, gerando inevitáveis conflitos com a sobra da Lockhart/Gardner, imaginem os encontros nos elevadores! Mas antes disso, sabemos sobre como funciona a mente de Elsbeth, agora como rival de Alicia, hilário o pensamento lógico/surreal da querida personagem. No episódio, Alicia e Dean representam uma CEO que foi mandada embora e que está processando a antiga empresa por discriminação. Para ganhar o caso, terão que enfrentar a difícil defesa de Elsbeth Tascioni e Rayna Hecht.

s06e06 Old Spice – trazendo de volta o caso da semana passada, agora unindo Elsbeth e Alicia contra o FBI, no caso acharam a versão masculina de Elsbeth, muito bem interpretada por Kyle MacLachlan, e como resistir à Elsbeth e “Call Me Maybe”! Além disso, Alicia precisa definir seu discurso sobre crença em Deus, o que é uma storyline fantástica dentro da política americana (que respinga aqui também), onde uma pessoa ateia é considerada de menos confiança do que qualquer outra que se diga religiosa de alguma maneira, excelente texto!

s06e07 Message Discipline – Novas evidências surgem contra Cary tornando seu caso cada vez mais complicado. Já na corrida para State’s Attorney, ao que tudo indica, Alicia terá mais um adversário. Tô gostando de como os arcos estão sendo desenvolvidos.

s06e08 Red Zone – Owen pede para Alicia assumir um caso de estupro numa universidade. Diane e Cary contam com a ajuda de Viola Walsh para o julgamento, no caso pressionar Cary em seu possível testemunho, enquanto Kalinda se vê entre Bishop e Lana. A saída iminente de kalinda, a pedido da atriz, deve fazer com que os roteiristas criem um arco final para a personagem, e seu envolvimento com o submundo quase me leva a crer que teríamos sua morte, no entanto, acho que os roteiristas não apostariam no óbvio!

s06e09 Sticky Content – Alicia trabalha a divulgação de sua campanha, enquanto Prady inicia um relacionamento suspeito. Diane, Cary e Kalinda tentam lidar com a possível ameaça de Bishop a vida de Cary, enquanto Lana e o FBI trazem provas incontestáveis.

Mais uma vez os roteiristas são geniais ao brincar com as eleições para Promotor numa disputa acirrada e de baixo nível, o que são aqueles vídeos, notadamente lembram nossa recente eleição! A trama de Cary continua interessante.

s06e10 Hail Mary – Cary se prepara para ir para prisão com a ajuda de um consultor, Kalinda e Diane tentam uma última medida pra salvar Cary. Alicia se prepara para o debate contra Prady. Novamente, os roteiristas utilizam dois fortes plots dessa temporada (a eleição de Alicia e a investigação contra Cary) num episódio tenso e dramático, como fez bem para o personagem de Cary essa storyline, deixou mais humano, assim como tem dignificado a saída anunciada de Kalinda; além disso, tivemos um forte embate entre Alicia, desinteressada pelo ensaio do debate, contra um professor emaconhado, Finn e Peter (num embate memorável). Ótimo início de 2015 para a série.

s06e11 Hail Mary – Cary se prepara para ir para prisão com a ajuda de um consultor, Kalinda e Diane tentam uma última medida pra salvar Cary. Alicia se prepara para o debate contra Prady.

Episódio perfeito!

s06e12 The Debate – Alicia e Frank Prady se enfrentam em um debate crucial na corrida pela defensoria, ao mesmo tempo em que Peter e a cidade de Chicago se preparam para um motim em potencial.

Belo episódio, conseguindo, além de lançar um debate interessante entre os candidatos, trouxe o tema racial para o centro da trama, questão atualíssima nos EUA (novamente!).

s06e13 Dark Money – Diane e Cary representam Colin Sweeney quando ele acusa uma produtora de televisão de basear nele um programa e personagem que não o faz jus. Enquanto isso, Alicia compete contra Frank Prady por uma grande doação de campanha. Mesmo gostando muito de Dylan Baker e seu Sweeney, acho que os roteiristas não precisam necessariamente criar uma trama para ele a cada ano de The Good Wife, achei a storyline irregular, principalmente no que se refere a nova companheira do personagem.

s06e14 Mind’s Eye – Alicia se prepara para um entrevista que pode ter grande impacto no resultado da corrida para Procuradoria do Estado. Enquanto isso, Canning pressiona Florrick/Agos/Lockhart para chegarem a um acordo no seu caso de despejo por negligência contra a empresa.

Modificando a estrutura, normalmente engessada de um procedural, os roteiristas provam como são talentosos e competentes ao ilustrar um episódio todo na mente de Alicia, claro que a personagem não protagonizou sozinha, mas toda a narrativa prova para conhecermos melhor Alicia e seus questionamentos, inclusive sexuais, claro que dispensava o dublê de sombra do Will, mas é apenas uma bizarrice frente a um episódio tão cheio de predicados.

s06e15 Open Source – Frank decide atacar Peter e Alicia deve decidir se deve ou não falar sobre. A firma lida com o caso de um homem que ficou paralisado com uma arma criada em uma impressora 3D e chamam Kurt para testemunhar no caso, mas isso traz tensão entre Diane e o marido.

Adoro os embates políticos entre Kurt e Diane!

s06e16 Red Meat – O futuro político de Alicia está na linha quando Peter dá uma entrevista que pode influenciar às urnas no dia de eleição. Numa fuga no fim de semana com Kurt e seus amigos influentes de caça poderá conduzir Diane a um novo cliente.

Finalmente, vejo a série “libertando” Alicia das garras de Peter de uma maneira ativa da personagem, não é uma simples separação por motivos amorosos e/ou profissionais, é sim uma constatação de como funciona o carater do personagem, numa cena bastante intensa dos personagens. Acredito que o desfecho da temporada deve correr nessa pegada e, se houver, a próxima temporada podia finalizar definitivamente a série levando Alicia para novos conflitos agora como Promotora!

s06e17 Undisclosed Recipients – Alicia tem que lidar com as consequências do resultado da eleição. A firma é hackeada, em vingança por um caso. Como uma excelente série jurídica que é, os roteiristas não deixariam de aproveitar um caso real, vazamento de emails da Sony, para fazer uma adaptação local dentro da série, tenso e divertido ao extremo.

s06e18 Loser Edit – Ainda se recuperando da invasão hacker em seu escritório, Alicia é emboscada com perguntas sobre os seus e-mails que vazaram durante uma entrevista na TV. Um investigador começa a ver as evidências que Diane usou para tirar Cary da prisão. A tormenta no escritório não termina nunca…

s06e19 Winninig Ugly – Alicia tem que ir ao Conselho Eleitoral para se defender no caso da fraude eleitoral, enquanto Diane, Finn, Kalinda e Cary tentam diminuir as consequências da falsa prova no caso Cary. Mesmo achando que os roteiristas estão abusando no caldo desses dois arcos, que já deveriam ter sido superados, confesso que toda a trama se mostra bastante enrolada, política e policial, um prato cheio para as conspiraçoes da série.

s06e20 The Deconstruction – Alicia tem que lidar com a sua volta a firma, após a renuncia. Diane se envolve em um caso de pose de drogas, enquanto Kalinda toma medidas desesperadas pra salvar Cary e Diane. O plot de Kalinda era previsível há, pelo menos, uns 7 episódios atrás, principalmente com a divulgação de sua saída da série, porém o que mais me deixou receoso foi a maneira como levaram Alicia para mais fundo do poço ainda, mesmo que esse arco renda um trama excelente para a série nessa reta final, sempre achei que a trama da Procuradoria seria mais rica para a personagem num futuro imediato, #chateado kkkk

s06e21 Don’t Fall – Um antigo cliente liga para Alicia após ser acusado de uma morte ligada a um caso do ano de 2009. Alicia revê o antigo caso, o que a leva a relembrar seus primeiros dias como advogada. Muito bom esse recuo na dinâmica da série, mesmo ainda lamentando os conflitos não explorados pelo cancelamento do plot da Procuradoria, acho interessante ver com a personagem teve que voltar a ser a antiga “boa esposa” passados 6 anos.

s06e22 Wanna Partner? – Alicia recebe uma ligação suspeita de um cliente e descobre que ele está sendo mantido em um local secreto da polícia, onde pessoas são detidas sem passarem oficialmente pelo sistema. Uma pena essa parceria de Finn com Alicia não ser possível na série, mas a season finale que trouxe uma despedida digna para Kalinda, que não morreu uma surpresa para mim, trouxe um arqui inimigo de Alicia para uma possível sociedade, não acho legal voltarem a abordar a criação de uma firma que irá enfrentar a antiga firma de Alicia na nova temporada, plot reciclado, espero que os criadores e roteiristas abram uma nova storyline para a personagem que possa ser paralela ao elenco coadjuvante da firma.

STATUS: RENOVADA PARA 7ª TEMPORADA (set/15).

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: