American Horror Story – Hotel (FX) – 5ª temporada (FINALIZADA)

S5AHS-Cartaz1-465x620s05e01 Checking In – O detetive e homem de família, John Lowe, investiga uma série de terríveis assassinatos em Los Angeles. Uma dica misteriosa o leva ao enigmático Hotel Cortez.

Confesso que esperava um pouco mais da premiere de Hotel, como normalmente vem acontecendo na série antológica, os temas são demais para roteiro de menos, Murphy e equipe tem essa característica, faltou apresentar melhor os personagens e o novo cenário/contexto da série, sei que isso deve se resolver em breve, mas para uma antologia é importante saber introduzir cada temporada em seu piloto.

Gostei do elenco e das escolhas, quase todos queridinhos de Ryan, mas fiquei com a impressão de que nessa premiere o roteiro quis mais “causar” aproveitando a imagem midiática de Lady Gaga do que desenvolver os personagens (sim, estou falando da já clássica cena de suruba sanguinolenta);

s05e02 Chutes and Ladders – O magnata da moda, Will Drake, traz sua grife ao Hotel Cortez. Um modelo chama a atenção da Condessa. Por fim, John Lowe descobre mais sobre o sádico primeiro dono do hotel.

Rendeu um pouco mais esse segundo episódio de AHS, acredito que conforme a mitologia da temporada for sendo apresentada e aprofundada, espero, que o roteiro de Murphy e sua gangue renda melhores personagens e as situações do roteiro tenham sentido e conexão, como parece ser o caso que o detetive Lowe investiga com o passado do dono do hotel Cortez!

s05e03 Mommy – Alex é levada ao seu limite após Scarlett lhe despertar lembranças de Holden. Enquanto isso, Donovan é vítima de uma perigosa rival da Condessa.

Ao contrário do episódio daddy issues de The Flash que achei forçado, AHS apostou num “mommy issues” para desenvolver seus personagens, com total destaque para Kathy Bates e Matt Boomer, e a entrada de uma rival para Gaga, na figura de Angela Basset (já divando).

s05e04 Devil’s Night – John recebe um convite para participar de um sarau exclusivo chamado “Noite do Diabo”. Alex tenta diagnosticar a estranha condição de Holden. Apesar do óbvio que aconteceria, a transformação de Alex, o encontro entre os “seriais killers” roubou à cena, mérito para todos os atores envolvidos, com destaque para a querida Lily Rabe reprisando com talento igual Charlize Theron como Aillen Wurnous de Monster.

s05e05 Room Service – Alex usa um tratamento não convencional para salvar um paciente à beira da morte. Um casal detestável testa os limites de Iris no Halloween. Não gostei do plot de Alex após se transformar pela Condessa, ficando ao lado de seu filho, achei tão banal todo o plot na escola, até porque não houve repercussão alguma adiante.

s05e06 Room 33 – Ramona e Donovan executam seu plano de vingança. Liz Taylor encontra seu amor verdadeiro. O morador do Quarto 33 é revelado. Novamente, acredito que o roteiro de Murphy e equipe peca ao inserir a cada episódio novos plots, subtramas e/ou storylines sem aprofundar o que havia sendo trabalhado anteriormente, aqui adicionaram um plot “Bebê de Rosamery” bastante inútil à trama até aqui, o que eu queria que fosse trabalhado que são os crimes envolvendo os Mandamentos, pouco é mostrado!

s05e07 Flicker – As reformas de Will Drake expõem um dos maiores segredos do Hotel. Enquanto isso, John passa por uma avaliação psiquiátrica. Por fim, a Condessa descobre o destino de seu primeiro amor. Mesmo criando uma nova storyline com novos personagens, no caso, personagens reais como Rodolfo Valentino, como estes vêm ao encontro do passado da Condessa e sua origem, achei muito bacana como foi desenvolvido; já John deve ter um momento de paz ao descobrir que os assassinatos são de sua autoria, pelo menos é o que desconfio após este episódio, no entanto, ainda espero ser surpreendido nesse arco, que acaba por fugir do centro da narrativa que envolve o Hotel Cortez.

s05e08 The Ten Commandmentes Killer – John foca no Assassino dos Dez Mandamentos. O envolvimento de Sally com March é revelado. Não sei os demais, mas alguém ainda tinha dúvidas de que John era o assassino, digo isso, porque fazer o episódio todo centrado nessa revelação me pareceu “encheção” demais, até porque em momento algum da temporada, o roteiro privilegiou essa trama em detrimento das demais, me soou tudo muito avulso e desnecessário, mesmo que com essa exposição criaram elos de ligação entre John, Sally e March.

s05e09 She Wants Revenge – A Condessa se reúne com o seu verdadeiro e único amor. Donovan e Ramona tentam colocar sua vingança em prática novamente. Uma decisão descuidada de Alex a deixa em maus lençóis.

O grande problema dessa temporada, que possui uma trama super interessante e com personagens relevantes, é sua constante quebra de narrativa, perdendo fluidez nos acontecimentos, assim, após a revelação do assassino dos Dez mandamentos, voltamos para a perspectiva de Condessa e sua revolta com os acontecimentos anteriores, como a tentativa de Donovan e Ramona em exterminá-la, além de seu casamento com o milionário novo dono do Cortez. Se visto isoladamente, o episódio rende, no entanto, o vai-e-volta da trama perde muito no contexto tensão e continuidade da mesma.

s05e10 She Gets Revenge – Alex recruta a ajuda de John para conter uma epidemia. Donovan descobre as verdadeiras intenções da Condessa. Liz e Iris planejam abandonar o hotel para sempre.

Em sua reta final as milhares de subtramas começam a render alguns bons contextos, como a excelente parceria entre Dennis O’Hare e Kathy Bates, com direito a uma sequência final muito bacana a la Tarantino (claro que as consequências do mesmo não devem ser como esperamos, mas…).

s05e11 Battle Royale – Ramona alimenta-se da vitalidade de uma fonte improvável. Sally usa seu passado para negociar seu futuro. Scarlett compreende a verdade da angústia de sua família.

Me parece que pelo “andar da carruagem” Hotel terá um final a la Game of Thrones, pois praticamente todas as pontas soltas foram fechadas neste episódio; gostei da participação de personagem da Coven, e como ela foi utilizada, porém confesso que o desfecho de Condessa, pelas mãos de John (o pior persoangem/ator da temporada, nuca disse realmente a que veio) me decepcionou, no entanto, o crescimento de Liz e Iris compensou esta falha!

s05e12 Be Our Guest Season Finale – No final da temporada, Iris e Liz conduzem uma nova era no Hotel Cortez. John e Alex lutam para se adaptar à vida fora do hotel.

Apesar de deslocado do foco central da temporada, como a Condessa por exemplo, centrarem o desfecho da temporada na imponência do Hotel Cortez através da parceria de Iris e Liz me agradou bastante, inclusive com o desfecho de Liz; ainda, destaco a participação de Sarah Poulson como outra personagem, uma vidente, que trouxe novamente à tela, todos os assassinos seriais da janta de Halloween.

Foi uma boa temporada!

STATUS: RENOVADA PARA 6ª TEMPORADA (2º semestre de 2016).


%d blogueiros gostam disto: