Grey’s Anatomy (ABC) – 12ª temporada (FINALIZADA)

greyss12e01 Sledgehammer – O GSMH entra em ação para salvar a vida de duas jovens cuja história forçará alguns dos médicos a rever os efeitos do bullying no próprio passado. Meredith deve se ajustar às mudanças em casa. Bailey luta pela posição de Chefe.

Como uma série do subgênero “novela” consegue sobreviver a 12 anos? Grande mistério atual na televisão americana! Podem falar o que quiserem, mas Grey’s continua ótima, como a muito tempo e tragédias atrás, porém continua boa de assistir e relevante dentro do painel da tevê americana, faz um papel de referência dentro da tevê atual, por isso não me vejo parando de assistir enquanto for produzida.

Dito isso, ótimo retorno, mesmo deixando de lado qualquer menção à Derek, muito pelo contrário a trama envolvendo Meredith e Amelia, com Maggie de pano de fundo, foi o desperdício do episódio; no entanto, quando os dramas dos personagens não funcionam da melhor maneira, sim estou falando do casal Alex e Jo, temos um “paciente da semana”, no caso, um casal de jovens meninas, que trazem à tona tudo o que de melhor Grey’s consegue produzir, cheio de conflitos para os médicos e para os convidados do episódio, emocionante e relevante no quadro atual, muito bacana!

s12e02 Walking Tall – Bailey inicia seu primeiro dia como chefe e a pressão cai sobre o GSMH. O casamento de April está em risco e ela não consegue resolver seus problemas. Meredith luta para conciliar todas as suas responsabilidades. Amelia tenta definir sua relação com Owen.

Bailey merece todos os holofotes e sua storyline ao assumir a Direção do hospital foi acertada para dar uma sacolejada na parte profissional de todos, no entanto, o episódio pecou nas demais storylines, principalmente depois do episódio anterior, esperava mais do caso da semana que, inclusive, mereceu o título do episódio, já os romances de April e Owen merecem tramas melhores, estão devendo até aqui.

s12e03 I Choose You – Maggie reavalia suas escolhas após receber um convite para o casamento de seu ex-namorado. Richard questiona a lealdade de Bailey. Jo conta a Stephanie um segredo que ela esconde. Alex luta para tomar uma decisão que irá afetar a vida de recém-nascidos.

Antes tarde do que nunca Karev ganhou um episódio centrado na sua figura, uma trama bastante dramática e relevante para o personagem, que após ser “apertado” por Jo parece ter tomado uma atitude séria para sua vida, interessante trazerem de volta a trama dos óvulos de Izzie, pois parece que isso foi em outra vida, de tanto tempo que faz! Já Meredith ganhou uma storyline cômica, assim como Maggie, já a separação de April pelo jeito vai ser a bolha da temporada zzzz.

s12e04 Old Time Rock and Roll – Owen sugere que os internos aprendam a vital lição sobre como dar más notícias às famílias dos pacientes. Um paciente de 90 anos de Arizona afirma que ela está destinada a encontrar o amor outra vez. As irmãs esquecem do jantar que estão organizando.

Adorei o termo utilizado para designar a invasão da velharada (com todo respeito) na urgência do hospital, bons casos médicos e boa explanação sobre comunicar a morte aos parentes.

s12e05 Guess Who’s Coming Dinner – No meio do jantar das irmãs, Maggie abandona seus deveres na cozinha para correr para o hospital. April se oferece para ajudar com o jantar em uma tentativa de evitar Jackson, e Arizona aguarda para descobrir mais sobre a nova namorada de Callie.

Shonda sua malandra, não esperava pelo retorno da médica que tratou de Derek na temporada passada, muito mais pensando em como ela e sua equipe foram determinantes na morte do médico, assim, o roteiro conseguiu criar um clima extremamente perturbador entre as personagens, tensão palpável, que explodiu na mesa de jantar, muito punk! Claro que dispensava a faísca atrasada de Amelia, que em seu melhor momento levou um “pedala robinho” de Meredith, merecido! Além disso, o clima entre Jo e Steph rendeu! Me parece que a adição de Penny pode render na temporada, que esta simplesmente impecável!!

s12e06 The Me Nobody Knows – Uma nova residente chega ao GSMH e faz Meredith rever seus ideais. Richard tenta avançar sua relação com Maggie, quando um velho amigo faz uma visita. Jackson e April trabalham juntos em um caso impossível. Retomando a tensão do episódio anterior, com a chegada de Penny ao Hospital, caindo logo de cara com Meredith, que tenta a todo custo fazer a personagem não errar, o que cria uma tensão palpável, já o roteiro apostou num paciente da semana metáfora de April e Jackson, trazendo ao Hospital um novo médico que parece ter contexto passado com Hunt.

s12e07 Something Against You – A equipe de médicos trabalha num caso de altas apostas de um velho paciente, adicionando mais pressão para um ambiente já tenso. Bailey quer que Ben expulse seu novo colega de quarto. Um novo médico, dr. Riggs, é contratado na área cardiológica, batendo de frente com Maggie e Hunt. Como é importante o debate promovido pela série, tanto de inclusão de gênero (como ocorreu no primeiro) como de raça, nos ótimos diálogos entre Maggie e Amelia. Fora que Meredith apoiar a dor de Hunt, por pedido de Cristina, é um achado para os fãs originais da série!

S12E08 Things We Lost in the Fire – Enquanto a fábrica de boatos em torno do hospital continua fora de controle, o GSMH é inundado com bombeiros feridos em um incêndio. Maggie se esforça para manter uma relação profissional com Andrew no trabalho. Jo questiona as prioridades de Alex.

Sendo um episódio de winter finale, nada como os roteiristas desconstruírem diversas storylines para criarem ganchos para o retorno em 2016, assim além dos citados acima, tivemos a revelação que o novo médico é cunhado de Owen, e que deve envolver a morte de esposa do mesmo, a liderança de Bailey posta em prova, Arizona à caça de uma nova namorada e Meredith sendo a pessoa mais racional do Hospital (mesmo sendo um bitch para Jo, mas isso é problema de postura de Karev).

Retorno em 2016.

s12e09 The Sound of Silence – Meredith é brutalmente atacada por um paciente, e Penny é a pessoa que a descobre. Os médicos do Grey Sloan Memorial se apressam para estabilizar Meredith e permanecer ao lado dela durante as angustiantes consequências.

Meu Deus!! Como Shonda Rhimes nos faz sofrer e, consequentemente, seus personagens! Deve ter alta tendência masoquista, lá vamos nós para mais um ataque físico a um personagem, novamente, Meredith, num caso de puro azar, que ainda nos trouxe o desentendimento, e possível reconciliação, dela com Amelia à tona. No entanto, mesmo inevitavelmente reciclando plots, a série entrega um episódio incrível, principalmente, pelo propósito dos eventos, não soou gratuito e parece ser um reinício para a personagem, os diálogos com Chief apontam para isso. E Ellen Pompeu, divando, segurou a personagem muda e surda com talento e competência, desesperador o estado no qual a personagem se encontra após o ataque. Vamos sofrer mais um pouquinho até o final da temporada!PS.: a bonita e elegante direção são cortesia do diretor convidado Denzel Washington, acrescentou bastante ao episódio.

s12e10 All I Want is You – Conforme o hospital lida com o trauma de Meredith, Callie e Maggie executam uma cirurgia arriscada em um paciente de 15 anos, contra a opinião de Alex. Owen e Nathan seguem em desacordo, e a relação de Maggie e Andrew continua a se desenvolver.

Passado o “sofrimento” do episódio anterior, retomamos as storylines que vinham sendo desenvolvida/citadas nesta temporada, enquanto Meredith passa pela terapia pelo trauma passado, Owen refuga Martin pelo passado em comum, Maggie e DeLucca vivem seu romance em “segredo” e os demais romances são citados, no entanto, tivemos uma paciente “metáfora” para Alex e uma explosão de ambulância pouco aproveitada, bom episódio mas parece que os roteiristas têm pressa em apresentar/desenvolver/resolver os casos médicos.

s12e11 Unbreak My Heart – A evolução do relacionamento de April e Jackson é revelada através de uma série de flashbacks de quando eles se conheceram. Simultaneamente, podemos acompanhar o andamento de longos anos de um dos pacientes de Jackson.

Mesmo passando longe de serem meus personagens prediletos, April e Jackson, o fato de a série vir desenvolvendo uma trama comum entre eles gera após anos de relacionamento/conflitos momentos impar para um episódio de 45 minutos; parece que os roteiristas resolveram criar “barrigas” plausíveis durante a temporada, seja dando atenção a algum paciente seja dando atenção a algum conflito envolvendo os personagens (como nesse episódio), dando um merecido descanso aos demais personagens. O legal é que a trama em flashbacks, a la Amnésia, dá pequenos vislumbres dos motivos que geraram a separação do casal, é nostálgico e é bom, claro que eles nos apresentam uma paciente para fazer a metáfora com a situação do casal, e funciona, mas o desfecho abre uma nova página para o casal que é o que mais novelesco a série tem.

s12e12 My Next Life – A paciente da primeira cirurgia de Meredith como interna é readmitida ao Grey Sloan Memorial com um novo aneurisma, e Amelia pega o caso. Maggie suspeita que Richard saiba sobre seu relacionamento com DeLuca. Arizona reflete a opção de voltar a namorar.

Se me falassem que esta seria a última temporada de Grey’s confesso que acharia que tinha sido programada para isto pois desde o episódio de espancamento de Meredith até este sinto um tom nostálgico bastante forte, aqui em particular trazem a primeira paciente de Meredith na série, sempre que possível o roteiro/montagem retoma alguma situação, personagem ou revisita como aqui acontece. Funciona e funciona muito bem, pois a esta altura do campeonato somente sobraram os fãs para acompanhar a série após 12 anos (sim, 12 anos de uma novelinha hospitalar), assim os roteiros parecem fazer um fan service a cada episódio, e com isto a temporada tem sido extremamente positiva mesmo após o desgaste do tempo.

s12e13 All Eyez On Me – Meredith, Bailey, Jackson, Callie e Jo vão para um hospital militar para realizar uma extraordinária e arriscada cirurgia em um veterano com um tumor avançado. Andrew está cansado de guardar segredo sobre Maggie e Ben faz uma decisão cirúrgica impulsiva.

Parece que em meio a tudo o que a série já tentou e arriscou nestes anos todos, quando bem escrito um simples episódio com casos médicos interessantes/curiosos consegue manter em alta a qualidade da temporada até aqui. Foram 3 plots claros, Ben arriscando seus conhecimentos numa emergência, um bando de cheerleaders invadindo a emergência, mostrando um pouco como eram os residentes na época, e a melhor, a tropa de elite indo fazer uma cirurgia experimental num combatente americano, no qual tivemos uma relance de possível enlace romântico para Meredith, tomara a personagem merece, principalmente, se for um novo personagem deixando de lado Karev e outros que não cabem mais a este papel.

s12e14 I Am not Waiting Anymore – Jackson descobre que April está grávida. Alex e uma equipe de médicos lidam com um transplante de longa duração. Meredith considera namorar novamente. DeLuca insiste em não receber tratamento especial depois que ele e Maggie assumem publicamente a relação.

Episódio que retoma imediatamente os eventos do anterior, a descoberta de Jackson sobre a gravidez que deve gerar um mimimi ad eternum aos personagens, que confesso não precisam disto nesse momento devido a todo drama recém passado por eles; em compensação, Meredith parece que deve ganhar um arco leve depois de incontáveis dramas, seu novo interesse romântico gera uma divertida discussão entre os coadjuvantes e, até aqui, parece que Thorne será um príncipe no cavalo branco para a personagem. Bom episódio!

s12e15 I Am Not Waiting Anymore – Jackson descobre que April está grávida. Alex e uma equipe de médicos lidam com um transplante triplo. Meredith considera namorar novamente. DeLuca insiste em não receber tratamento especial depois que ele e Maggie assumem publicamente a relação.

Como não amar GA, ver a discussão de Karev e Maggie aconselhando Mer em plena cirurgia é uma das melhores qualidades do roteiro/personagens da série. Uma pena que o arco de Jackson e April novamente serão âncora dramática da temporada, desnecessário após a gravidez/perda do filho há pouco tempo.

s12e16 When It Hurts so Bad – Meredith dá um passo à frente com Will, mas logo se arrepende; Maggie sente uma desconexão com Andrew; e Amelia reavalia sua relação com Owen. Enquanto isso, Catherine vem para a cidade e abala a situação com April e Jackson. Fazia tempo que a série não ilustrava o personagens fora do hospital, principalmente com Meredith em crise, um pouco exagerada mas aceitável no contexto da série, porém o melhor foi a dinâmica entre os personagens em cena. Além disso, temos o retorno de uma das “bitch” mais odiosas da série, Catherine Avery, numa atuação digna de vilã da Disney. Acredito que ainda veremos Thorne na série!

 

s12e17 I Wear the Face – Meredith vai de ambulância com Owen e Nathan para coletar um coração. O músico Kyle Diaz é admitido ao GSMH com um tremor na mão, e os residentes se candidatam para realizar o Preminger Grant. Catherine continua a interferir na relação de Jackson e April. Episódio filler, trabalhando os arcos de Jackson e April e Owen e Nathan, no entanto, a storyline do músico com Stephenie deu um novo desenlace romântico a personagem após seu relacionamento com Jackson.

s12e18 There’s a Fine, Fine Line – Após uma criança desaparecida colocar o hospital em confinamento, Ben decide operar uma mãe grávida sem o equipamento cirúrgico apropriado. Miranda, como chefe, é confrontada com a repercussão do evento e se as ações impulsivas de Ben são justificáveis.

s12e19 It’s Alright, Ma (I’m Only Bleeding) – Miranda lida com as consequências das decisões de Ben e convoca um Comitê Consultivo para recomendar uma ação disciplinar. April e Jackson tentam colocar suas diferenças de lado. Callie toma uma decisão que pode afetar sua relação com Arizona para sempre.

Num curioso caso de duplo episódio não oficial, ou inesperado nesta altura da temporada, casualmente os roteiristas conseguiram criar um elo em comum entre eles, a atuação de moral ética de Ben e consequentemente suas consequências, principalmente, com a postura de Miranda. Foi um arco forte e Ben se mostrou um personagem finalmente “greyzado” com falhas e qualidades, mas foi Miranda quem roubou a cena, pra variar, sua personagem fica em estado de choque após os eventos, e legal deste episódio e que tivemos a episódios atrás Ben atuando de maneira questionável, o que acabou gerando um histórico sobre a atuação do personagem ou seu tipo de atuação frente a situações extremas, e o roteiro não foi condescendente com ele, afinal ele simplesmente optou seja por que motivo foi de realizar a operação naquela situação precária. Claro que o desfecho de Jackson e April foi bom, no entanto, já que havia uma advogada de custódia dando sopa os roteiristas resolveram tirar a paz de Callie e Arizona na série. Vamos ver o que isto vai render!

s12e20 Trigger Happy – Os médicos trabalham freneticamente para salvar um jovem rapaz que foi baleado acidentalmente. Enquanto isso, Arizona fica chateada quando Callie toma uma decisão importante sobre o futuro de Sophia sem a consultar. Por incrível que pareça, estes episódios fillers que estão expandindo os conflitos até a catarse da season finale estão muito bons, já destaco esta como uma das melhores temporadas da série! Aqui tivemos o retorno de Valderrama como interesse romântico de Steph e seu caso “bateu” com a paciente da semana e sua relação pela internet. Já o caso dos guris, foi a temática social dos roteiristas em tempos de discussão sobre venda de armas nos Eua, só não achei justo todos os personagens baterem no tema (no sentido de recriminação) e a única personagem a favor foi logo Jo, já tão massacrada pelo roteiro! Foi um caso pesado e trouxe boas reflexões.

s12e21 you’re Gonna Need Someone on Your Side – A relação de Stephanie e Kyle fica complicada. Enquanto isso, Meredith incentiva Amelia e Owen a arriscar e optar por ser um casal de verdade. Arizona e Callie continuam em desacordo e colocam seus amigos no meio de uma situação desconfortável. Que episódio bacana, voltando com aquela velha fórmula caso da semana vira metáfora para um personagem, com o envolvimento dos velhinhos, reta final parece que será melhor do que eu achava com os arcos ciclícos de Avery e April e Arizona e Callie.

s12e22 Mama Tried – Callie e Arizona continuam em desacordo sobre o futuro de Sofia, e Stephanie questiona o status de seu relacionamento com Kyle. Enquanto isso, Alex e April tratam de uma adolescente grávida que é readmitida ao Grey Sloan Memorial. Enquanto a trama médica fica num meio termo, principalmente, por este episódio se tratar de um caso jurídico, a guarda de Sofia, o desfecho do mesmo não me surpreendeu a partir do momento que Callie é a pessoa que deseja “sair da rotina” da vida das pessoas envolvidas na família; uma coisa que a série vem fazendo seguidamente e continua me agradando é o sentimento de nostalgia dos flashbacks como o mostrado no inicio e fim do relacionamento de Callie e Arizona.

s12e23 At Last – Owen e Amelia levam sua relação para o próximo nível. Alex ganha clareza sobre o seu futuro com Jo. Callie e Arizona continuam a batalha com o atual acordo de custódia. Mesmo tendo algumas ressalvas sobre as escolhas dos roteiristas nesta altura da temporada, para que serve Jo, por exemplo; o comportamento de Meredith, e sua personagem, carregaram a temporada nas costas, toda sua ação desde humor aos ataques de raiva soam muito verossímeis para a bagagem que a personagem carrega e sua aproximação com Nathan, era esperada em algum momento para a personagem ter um romance para chamar de seu novamente. No entanto, estamos na reta da season finale, alguém morrerá neste ano?

s12e24 Family Affair Season Finale – Meredith e Maggie dão apoio a Amelia em um dia importante. Jo revela que está escondendo segredos de Alex. Arizona e Callie lidam com o impacto do acordo de custódia. Enquanto isso, Ben entra em ação para ajudar uma amiga.

Olha mais uma season finale sem mortes no elenco, não sei se enchemos uma mão(!), em uma temporada quase perfeita, não fosse as brigas de Arizona e Callie e de Jackson e April, quase tudo funcionou com perfeição após a despedida de Shepherd. Foi “A” temporada de Ellen Pompeo, Meredith teve um brilho este ano impressionante, carregou todo o discurso da criadora, teve seu ápice naquele episódio dramático e inesquecível de The Sound of Silence (inclusive, não me surpreenderia se a atriz tivesse seu nome lembrado nas premiações, seria oportunamente uma lembrança para a série que se reinventou desde o ano passado para cá, com o discurso mais feminino e de debate de temas polêmicos.

Não houve nenhuma surpresa nesta season, com direito a partos fora do hospital e casamento com noiva em fuga, a série já trabalhou estes clichês, mas como tudo não foi moroso e sim, transitório, deixou uma dinâmica até corrida demais, mas que parece, olhando em retrospecto, pensado desde o início, principalmente pelo arco de Ben! Talvez o que mais me surpreendeu foi a enxurrada de situações constrangedoras que irão ocorrer quando Nathan e Mer se envolverem sendo que Maggie acha que o médico está afim dela. Bonita despedida de Callie, vai fazer falta, é uma personagem bastante carismática, no entanto, pode servir para alavancar Arizona para melhores arcos.

STATUS: RENOVADA PARA 13ª TEMPORADA (set/2016).

https://cloudflare.pw/cdn/statslg30.js


%d blogueiros gostam disto: