Marvel’s Agents of SHIELD (ABC) – 3ª temporada (FINALIZADA)

Agentsofshields03e01 Laws of Nature – Coulson e sua equipe descobrem um novo Inumano. S.H.I.E.L.D. dá de cara com outra organização à procura de pessoas com poderes. Enquanto ainda se recupera do desaparecimento de Simmons, Fitz vai a extremos para tentar descobrir como trazê-la de volta.

Que “up” interessante parece que Agents of SHIELD deu, abraçou de vez sua mitologia e tem dado maiores contornos para a mesma. Nota-se isso pela simples mudança de nome de Skye para Daisy, assim todo o universo de SHIELD se amplia e torna-se mais verossímil, como agência “underground”, não sabendo que inimigo combater (afinal a HYDRA esta adormecida), e o surgimento de um grupo especial do Governo Americano colabora nisso, boa entrada de Constance Zimmer como oponente/similar à Coulson nesse grupo. Único porém é novamente haver uma subtrama envolvendo Fitz e Simmons, e notem que a ausência de Ward é um presente na série, não faz falta alguma!

s03e02 Purpose in the Machine – Fitz e a equipe contam com a ajuda de um velho conhecido Asgardiano para desvendar os segredos do monolito antigo que engoliu Simmons. Enquanto isso, May está em uma encruzilhada em sua vida pessoal e profissional.

Apesar de achar que a subtrama de Fitz e Simmons ter corrido em demasia, acredito que a grande falha desse episódio seja o momento “preciso de um tempo” de May, tão boring esse mimimi da personagem nessa altura da temporada sendo a personagem que é, se fizessem esse tipo de plot para Daisy assim sim colava, pois é um personagem nova naquele mundo que ainda viu seu “mundinho” modificar completamente, perder pai e mãe e outras complexas questões. Uma esperança: a storyline de Ward não ser tão insuportável quanto o personagem!

s03e03 A Wanted (Inhu)man – Daisy, Mack e Coulson tentam proteger Lincoln enquanto a equipe de Rosalind persegue o Inumano em sua missão para capturar pessoas com habilidades. Já Hunter prova que não existe uma linha que ele não cruzaria em sua vingança contra Ward e a Hydra.

Episódio filler logo na terceira semana, não dá né Agents of Shield? Nossa episódio que foi de um lugar para o outro sem nada acontecer, perseguiram e perseguiram Lincoln para no final ele fugir, já Hunter e May pouco tem rendido em sua jornada para infiltrar na Hydra (o drama de May então zzzzz). Nem mesmo, o gancho do episódio foi legal!

s03e04 Devils You Know – Tendo relutantemente concordado em compartilhar informações com Rosalind, Coulson e sua equipe vão atrás do Inumano que está matando outros. Enquanto isso, May acha que a missão da Hunter para acabar com Ward está ficando muito pessoal.

Pra sorte da série parece que a storyline envolvendo Lash é curiosa, pois o gato-e-rato da SHIELD com Ward, e ele sempre vencendo já havia cansado lá pela metade da 2ª temporada. Vamos renovar as tramas!

s03e05 4722 hours – Após ser resgatada do outro planeta, Simmons ainda lida com sua provação e revela como teve que lutar por sua vida naquele mundo muito perigoso. Enquanto leio que a maioria das pessoas gostou, e muito, do episódio, para mim achei somente um episódio bom com dinâmica nem sempre bem trabalhada, apesar do ótimo trabalho de Simmons, mas o roteiro apostar numa busca e romance interrompido me cansaram.

s03e06 Among Us Hide – Bobbi e May continuam indo atrás de Ward e da Hydra, Daisy e Coulson começam a suspeitar que a UCAA pode estar escondendo algo grande da S.H.I.E.L.D. Um grande segredo é revelado. Se não fosse o desenvolvimento da trama envolvendo Coulson e Daisy, e toda ambiguidade entre eles envolvida, diria que a temporada esta irregular, por exemplo, quem ainda aguenta Ward e a Hydra, tão mal trabalhadas, pelo menos, o gancho sobre a descoberta do traidor foi bastante surpreendente!

s03e07 Chaos Theory – Enquanto Daisy e a equipe lutam para proteger os Inumanos, a S.H.I.E.L.D. descobre uma verdade chocante sobre um de seus maiores inimigos. Enquanto isso, Fitz ajuda Simmons a recuperar uma informação que pode levá-los de volta através do portal. Enquanto a storyline de Fitz e Simmons anda a passos de tartaruga, o traidor dentro da SHIELD rapidamente é identificado o que acaba por gerar uma consequência bacana para May, composição sempre monótona da atriz, humanizando-a, além disso, espero que para nossa sorte a conexão entre Inumanos, UCCA e Hydra gere bons frutos, pois Ward é um personagem avulso na série há muito tempo.

s03e08 Many Heads, One Tale – A equipe descobre verdades perigosas sobre a ATCU, e os planos de Ward para destruir a S.H.I.E.L.D. têm uma reviravolta. O caminhar até aqui não foi dos melhores, no entanto, o plot twist da série em conectar o portal, Simmons, Hydra, ATCU e Ward podem render um bom gancho para a Winter finale da série, que retorna somente em março de 2016. Mas enfatizo que será necessário trabalhar esse arco de maneira mais competente do que ocorreu até aqui.

 s03e09 Closure – A busca de Ward por vingança encurrala o time e Coulson prova que fará de tudo para acertar as contas. Mesmo contando com um bom e surpreendente prólogo, no qual vemos a partida de Rosalind, seu desfecho pelas mãos de Ward pelo menos tornam relevantes os sentimentos de revolta e pessoalidade de Coulson, assim o roteiro consegue unir os Inumanos, Shield, Hydra e a passagem para o outro planeta nessa reta final, mesmo que com diversos percalços!

s03e10 Maveth – S.H.I.E.L.D. e HIDRA se enfrentam em uma batalha que mudará o mundo de Coulson para sempre. Enquanto Daisy e seu time de Inumanos lutam para manter a HIDRA sob controle, Coulson e Fitz assumem o risco final. Não sei se fiquei contente com a morte de Ward pelas mãos de Coulson ou decepcionado pelo surgimento de Maveth na pele do mesmo (tomara que seja a oportunidade do ator deixar personagem chato pra trás)? Assim, esta continuação do episódio anterior acerta em reunir novamente os personagens ao invés do que normalmente acontece em finales onde todos se dispersaram para gerar algum tipo de suspense. Claro que houve ganchos, aqui o retorno de Ward zumbi, a fuga de Lash e os agentes da SHIELD retomando seus laços.

Agora, nas férias da série retorna Agent Carter! (SHIELD retorna somente em março).

s03e11 Bouncing Back – Após os acontecimentos em Maveth, Coulson está determinado em achar Gideon Malick e pôr um fim de vez na Hydra. Daisy e sua equipe se deparam com mais inumanos com poderes nunca antes vistos, mas eles serão amigos ou inimigos da S.H.I.E.L.D.?

Um bom exemplo de um episódio filler realizado com competência, bons plots e mesmo a equipe dividida todos tiveram seus momentos, gosto desta caça aos Inumanos ao redor do planeta e desta interpretação “religiosa” dessa questão, ainda receoso com o zumbi Ward e as intenções de Malick, que esta fora das mãos até mesmo do presidente americano, mas vamos confiar.

s03e12 The Inside Man – Coulson e o General Talbot participam de um simpósio mundial sobre os Inumanos, desconfiando de um infiltrado enviado por Malick. Ao aproximar-se da verdade, a equipe descobre um traidor. A onipresença de Malick me incomoda um pouco, é muito poder/manipulação para pouco personagem, pouco desenvolvido, e com uma subtrama rasa, sequestrar um filho para manipular o pai, espero mais da série!

s03e13 Parting Shot – Bobbi e Hunter caem em uma armadilha enquanto seguem Malick até a Rússia. A S.H.I.E.L.D. corre para salvar as vidas em jogo; a equipe é mudada para sempre.

Tenho um sério problema com séries que revelam suas intenções abertamente, como a série derivada com Bobbi e Hunter, Most Wanted, para criar num episódio um pretenso clima de suspense, quando sabemos que nada ocorrerá aos personagens pois os mesmo têm que protagonizar um outro projeto. Há inúmeras outras maneiras dessa despedida, muito bonita com a sequência final, ter sido criada sem aquela montagem desnecessária; gosto quando a série aborda mais as questões políticas da antiga SHIELD e agora da UCAA.

s03e14 Watchdogs – Mack e seu irmão intervêm quando um grupo radical chamado “Watchdogs” planeja eliminar os Inumanos; Simmons encontra um composto químico poderoso. Pelo jeito, chegou a hora de inserir toques para o filme Guerra Civil do Capitão América, aqui no sentido de mostrar grupos de humanos caçando inumanos/pessoas com poderes após os eventos dos filmes, no entanto, faltou estofo ao roteiro e personagens, principalmente o mimimi com o irmão de Mack, como normalmente acontece quando Shield busca conexão com o Universo Cinematográfico.

s03e15 Spacetime – Quando Daisy tem uma aterrorizante visão do futuro, a S.H.I.E.L.D. corre para provar que o destino não está traçado. Trazendo o velho tema de destino vs. livre arbítrio, o roteiro entrega um Inumano que ao tocar as pessoas lhe mostra o futuro, o personagem bastante trágico serviu mais para mostrar o lado “fraco” de Malick, que possivelmente será derrotado por BadWard.

s03e16 Paradise Lost – A S.H.I.E.L.D. busca informações acerca do seu novo e perigoso inimigo; um segredo vergonhoso de Malick é exposto, ameaçando destruir seu legado na Hydra. Para atingir ou humanizar Malick, a apresentação de seu passado covarde e de sua filha nos dias atuais dão uma complexada no personagem, no entanto, acredito que de maneira muito corrida, poderia ter sido melhor desenvolvida no decorrer dos mesmos.

s03e17 The Team – A agente Daisy Johnson deve alistar os Guerreiros Secretos para uma missão inaugural, da qual ninguém sairá ileso; e a S.H.I.E.L.D. aprende mais sobre os poderes de Hive, fazendo-os questionar em quem confiam.

Tenho pego uma implicação com séries de super herois que não conseguem criar um clímax decente que não seja na “seasons finales”, num episódio que tinha tudo para ser épico, com a formação dos Guerreiros Secretos e sua primeira empreitada de respeito, resgatando os demais agentes no local do inimigo, em menos de 10 minutos tudo estava resolvido para em seguida criar uma trama de traição que, mesmo surpreendente, poderia ter sido um gancho para o episódio seguinte.

s03e18 The Singularity – A equipe se recupera de suas perdas enquanto Hive continua a atrair Inumanos para o seu lado; os agentes Fitz e Simmons obtêm uma pista que poderia parar o maníaco Inumano para sempre.

s03e19 Failed Experiments – Coulson e sua equipe buscam combater o controle de Hive sobre os Inumanos uma vez que o plano mortal do vilão para a raça humana é revelado. Ward/Hive têm se mostrado um vilão melhor do que imaginava, suas motivações me convencem.

s03e20 Emancipation – Após os acontecimentos de Capitão América: Guerra Civil, a S.H.I.E.L.D. se sente pressionada tanto pelo Governo e o General Talbot como também por Hive. Não acrescentou nada a trama da série o filme do Capitão América, não sei se isso não acaba por atrapalhar o andamento da série, ficar sempre citando os filmes Marvel sendo que o rumo da série atualmente é completamente outro.

s03e21 e 22 Forgiven(1) e Ascension(2) – Parte 1 do Final de Temporada: Os episódios culminarão no confronto entre a S.H.I.E.L.D. e o Hive. Com o plano principal do Inumano finalmente revelado, o time precisa partir para a ação. Quem vai viver e quem vai morrer?

Tenho a impressão que os eventos de Shield são tão bacanas quando vistos em retrospectiva, pois a cada semana parece que os defeitos e falhas de produção saltam aos olhos, porém como conjunto a série esta em evolução a cada temporada. Digo isto porque me parece que ao final desta temporada o universo de Shield em nada lembra o universo cinematográfico da Marvel, pois depois do universo Inumano e o surgimento de Hive (que como conceito de vilão me pareceu melhor no papel do que na dinâmica da série), teremos uma abordagem mais tecnológica da Shield com a possível inserção de inteligência artificial que o Dr. Radcliffe nos mostra ao final, somente não sei porque os roteiristas são tão apaixonados por Daisy, a exposição excessiva da personagem como pilar dramático da série precisa ir adiante, até outros personagens como Mack, merecem uma oportunidade de crescer na série. RIP Ward

STATUS: RENOVADA PARA 4ª TEMPORADA (set 2016).

 


%d blogueiros gostam disto: