The Catch (ABC) – 1ª temporada (FINALIZADA)

TheCatch-CartazThe Catch acompanha Alice Vaughan, uma grande investigadora particular de Los Angeles e alguém com quem não se deve brincar. Quando seu noivo, Benjamin Jones, aplica um golpe de milhões sobre ela e desaparece, Alice segue em uma missão privada atrás de vingança e não vai parar por nada até capturá-lo.

s01e01 The Pilot – Alice está no auge de sua carreira, mas quando seu noivo, Christopher Hall, aplica um golpe milionário e desaparece, ela de repente se torna uma vítima e parte em uma missão particular de vingança, e nada irá impedi-la de capturar seu noivo.

s01e02 The Real Killer – Alice está no auge de sua carreira, mas quando seu noivo, Christopher Hall, aplica um golpe milionário e desaparece, ela de repente se torna uma vítima e parte em uma missão particular de vingança, e nada irá impedi-la de capturar seu noivo.

Nova aposta do canal ABC para as noites de domínio Shonda (se juntando à Grey’s Anatomy e Scandal), e mostrando tudo que Shonda consegue criar em séries procedurais, personagens femininas fortes no trabalho e frágeis no lado pessoal, legítimo “Woman Power”. Gosto que Shonda e sua equipe (lembrando que aqui ela é somente produtora), criam com prioridade um universo multifacetado etnicamente falando, mudando alguns estereótipos comuns da nossa sociedade.

Adoro o retorno de Mirelle Einos (The Killing) à televisão, mais sensual e selvagem, no entanto, o modelo procedural de jogo de gato-e-rato pode ficar cansativo ali adiante, logo tenho a perspectiva de que os roteiristas tenham cartas na manga para manter o interesse na série. No meu caso, achei o episódio piloto irregular, por vezes, bastante forçado na apresentação das situações/personagens, mas o o segundo mostrou que há caminhos pelo qual a série pode seguir com competência.

s01e03 The Trial – O antigo marido de Valerie, Gordon procura ajuda. Enquanto isso, Alice está seguindo sua melhor pista para rastrear Ben, enquanto ele atrai sua próxima vítima, a princesa Zara Al-Salim, em um investimento imobiliário fraudulento de milhões de dólares .

s01e04 The Princess and the I.P. – Alice Vaughan tem um novo cliente, uma agência do governo que pode ter acabado de perder a única pessoa com o projeto de uma arma mortal. Ben continua a perseguir seu alvo, a princesa Zara Al-Salim. Alice prova que está à um passo a frente de Ben.

Gosto de como a série vem se desenvolvendo, principalmente, por parecer que irá ter arcos maiores do que somente casos da semana, pelo visto com a personagem da princesa, e pelo desfecho deste 4º episódio que mostra como os sentimentos de Alice são ambíguos, se a série apostar numa variação diferente de jogo de gato-e-rato pode ser que renda mais do que aparentemente apresentava. Torço por isto!

s01e05 The Laragan Gambit – Alice e Rose ficam chocadas ao descobrir que seu cliente político de longa data está sendo chantageado por fotos comprometedoras. Margot e Ben ficam cada vez mais impacientes, enviando-os em um perigoso assalto de joias para recuperar a dívida.

Me parece que a sacada do roteiro de mudar o jogo de gato-e-rato para um desafio de trapaças entre Alice e Ben pode render uma dinâmica um pouco mais duradoura do que a primeira possibilidade, no entanto, se ficar muito em papel de vítima apaixonada Alice vai “rodar” igual à Kerry Washington em Scandal.

s01e06 The Benefector – Uma capitã do exército contrata a equipe depois que ser assediada por colegas. Enquanto isso, Alice flerta com o perigo ao fazer uma brincadeira com Ben; e um velho amigo chega à cidade e surpreende Ben e Margot. A adição de novos golpistas acaba por render uma dinâmica mais acertada à série, assim como os corriqueiros casos, apesar de achar que o escritório de investigação é muito similar ao escritório de Scandal, serve pra qualquer coisa, uma muleta procedural para a série. A entrada de John Simm (de Life on Mars) foi um presente aos fãs da série inglesa.

s01e07 The Ringer – AVI assume um caso envolvendo uma criança desaparecida com os pais em batalha de divórcio. Ben convence Margot e Reggie a trabalharem um golpe para seu benfeitor, e Alice leva Dao a investigar Ben sob um ângulo diferente. Acho que o truque que o roteiro criou de sempre ter um “vilão” maior que Ben pode sempre render se a série continuar apostando em golpes sofisticados e tramas paralelas, porém não vejo futuro mediato para a série além de, por exemplo, uns 20 episódios, afinal a série foi renovada nesta semana para sua 2ª temporada.

s01e08 The Package – Ben concorda em ajudar Rhys com um dos seus maiores golpes até agora: soltar Leah Wells (Nia Vardalos) da custódia do FBI. Enquanto isso, Sophie pede que Alice e a equipe AVI ajudem um amigo a escapar de um contrato ruim.

s01e09 Happy Couple – Ben toma uma decisão crítica quando a matriarca da Empresa Kensington, Sybil Griffiths, faz uma visita inesperada. Enquanto isso, Alice tem um avanço na terapia que a ajuda a chegar mais perto de derrubar os associados de Ben. Com a chegada de mais um membro da família Kensington, a simpática Sybil, vemos a formação de uma verdadeira organização criminosa, colocando em cheque tanto Rhys quanto Margot. Claro que isso faz com que Alice fique exposta ao grupo ao ter seus segredos e dos demais revelados praticamente a todos. Rumo à finale!

S01E10 The Wedding Season Finale – Sybil prova ser uma grande adversária e elabora um golpe muito bem orquestrado em um casamento de alto escalão. Enquanto isso,Alice se encontra em uma situação complicada, e Ben coloca tudo em risco para mantê-la fora de perigo. O maior problema no episódio atende pelo nome de Rhys, o excelente ator John Simm não tem o que fazer quando o seu personagem de um psicopata vira o buddy de Ben nesta finale, talvez para nos fazer crer que tanto Sybil quanto Margot são as verdadeiras antagonistas da temporada. Mesmo assim, depois de vários assassinatos, ter um episódio voltado praticamente para o romance me causou uma estranheza absurda.

Gosto da proposta da série, tipo um Prende-me Se For Capaz seriado, no entanto o equilíbrio entre romance, comédia e aventuras golpistas precisa ser melhor dosado nos roteiros e personagens, aqui já senti que alguns mudam conforme o roteiro se apresenta e quer criar twist a cada episódio. O lado bacana é que a série é extremamento sofisticada e elegante e tem um arco de episódios comedidos (10 nesta temporada).

STATUS: RENOVADA PARA 2ª TEMPORADA (2017).


%d blogueiros gostam disto: