Major Crimes (TNT) – 5ª temporada (Mid Season Finale)

majorcrimess05e01 Present Tense – A equipe se envolve com o desaparecimento de uma jovem que realiza trabalhos voluntários e, consequente, morte, após encontrar seu corpo numa antiga residência de seus pais. Episódio corriqueiro para o padrão da série que somente ampliou um pouco os arcos dos personagens, Rusty precisa de um novo caso para seu programa, Sharon precisa lhe dar com a possibilidade de morar junto com Andy, Sanchez questiona se poderia adotar uma criança e Buzz busca respostas para a morte de seu pai num “cold case”, que deve ter conexões com a investigação de Rusty. O ponto alto do episódio sem sombra de dúvidas foi a declaração do unsub do episódio, bastante dramático e tocante, como nos melhores momentos da série!

s05e02 N.S.F.W. – Os detetives da Major Crimes investigam o assassinato de um policial com possível envolvimento com tráfico de drogas. Buzz deixa o orgulho de lado e Rusty recebe uma notícia inesperada.

s05e03 Foreign Affairs – Depois de um ataque inspirado pelo Estado Islâmico contra um membro das forças armadas americana, o FBI pede ajuda a Capitã Raydor para encontrar o terrorista juntando a eles contra o tempo, antes que um novo terrorista aconteça novamente. Mesmo sabendo que a trama cairia para um caso policial simples, até para a equipe de Crimes Graves darem um pontapé no FBI, não deixa de ser interessante observar como há uma crítica ao terrorismo residencial, me lembrou um pouco o ponto de partida de Três Reis, filme de David O’Russell.

s05e04 Skin Deep – episódio no qual Andy procura uma casa para morar com Sharon e Rusty, porém ao chegar nela, através de visitação pública, descobrem que a corretora foi morta na piscina da mesma, e seu jeito característico baseado na vaidade e no assédio de homens casados pode ser um dos motivos de seu assassino. Episódio somente ok, até porque achei o suspeito muito tonto!

s05e05 Cashed Out – A esperança do Det. Julio Sanchez para se tornar um pai adotivo é prejudicada por suas reações a um assassinato particularmente horrível depois da Divisão de Crimes Graves encontra um corpo retalhado queimado em pedaços na churrasqueira de um parque da LA. Gostei muito da construção da narrativa da série, mesmo longe de original e um pouco prolongada em demasia, foi uma mudança em prol de um personagem que venho sendo trabalhado melhor pelo roteiro nas últimas temporadas.

s05e06 Tourist Trap – episódio no qual um repórter inglês acompanha os trabalhos da equipe investigando um novo caso. Episódio abaixo da média, nem pra ser o episódio cômico da temporada serviu!

s05e07 Moral Hazard – Um tiroteio resulta na morte de 3 pessoas e deixa a divisão numa corrida contra o tempo para rastrear o atirador antes que ele ataque novamente. Enquanto isso Rusty vai contra a política da polícia para saber mais sobre o assassinato do pai e o tio de Buzz. Mais uma vez, mesmo contando com um tenso caso policial, vejo que o arco de Rusty, uma obsessão dos roteiristas, não é desenvolvido de maneira adequada, muito melhor e sutil, é o relacionamento entre Flynn e Sharon, poucas pílulas ao longo de dezenas de episódios.

S05E08 Off the Wagon – Andy e Tao se envolvem numa investigação sobre um suicídio de uma jovem estrela de Hollywood, enquanto isso, Rusty precisa lhe dar com a barreira amorosa que se impôs em seu relacionamento com Gus.

s05e09 Family Law – um advogado de divórcios surge morto na escadaria de um teatro grego, envolvendo uma misteriosa jovem e o passado dos personagens. Bom episódio, principalmente, pelo desfecho familiar.

s05e10 Dead Zone – Enquanto investiga um assassinato que possui implicações pessoais para Sanchez, o esquadrão se depara com uma operação criminal muito maior do que o esperado. Mais tarde, Buzz se depara com alguém que supostamente testemunhou o assassinato de seu pai. Um dos melhores episódios da temporada.

s05e11-12-13 White Lie (1) (2) (3) – Em uma tentativa de amarrar as pontas soltas da investigação de uma gangue de Supremacia Branca, os detetives do esquadrão auditam o julgamento do assassino em série Dwight Darnell e se deparam com o caso mais mortal já visto; A unidade continua a investigar a conspiração por trás dos assassinatos envolvendo Dwight Darnell e as conexões com a irmandade Zyklon. Raydor, perturbada com sua própria reação ao caso, busca penitência em um ritual de confissão; A equipe segue em busca do cérebro por trás dos assassinatos. Ao mesmo tempo, Buzz e Rusty continuam a investigar a morte do pai de Buzz, caso que chega a um fim inesperado.

Novamente apostando numa finale tripla, os roteiristas da série mostram que não possuem capacidade de argumentar ou criar um arco suficiente para segurar uma trama tão longa, pelo menos para os padrões da série, aqui tivemos um bom argumento e choque à morte de um elemento da equipe que após o primeiro episódio foram perdendo força dramática pouco-a-pouco. Sinto falta de uma pegada mais dramática e chocante nos eventos aqui mostrados, tenho uma memória afetiva por The Closer por principalmente ter uma capacidade de surpreender o espectador com tramas melhores acabadas, me parece que a série entrou num clima jogo ganho.


%d blogueiros gostam disto: