Better Things (FX) – 1ª temporada

betterBetter Things, criada por Louis C.K. e Pamela Adlon, ambos de Lucky Louie e Louie. A comédia apresenta a vida de Sam (Adlon), uma atriz que luta para se estabelecer na carreira e criar suas três filhas, interpretadas por Mikey Madison, Riley Watson e Olivia Edward. Sem medir palavras, ela enfrenta problemas em seu trabalho e no relacionamento com as filhas e amigos.

s01e01 Sam Pilot – Sam Fox sofre para criar as três filhas e, ao mesmo tempo, manter sua carreira como atriz.

Possivelmente série tapa-buraco na ausência de Louie, que conta com a criação do mesmo, inclusive é um projeto pra a atriz Pamela Adlon, que fez uma excelente participação na última temporada da série de Louis. Confesso que achei a influência bem forte no estilo de sitcom que Better Things apresenta, também lembrando Masters of None, pois mostra a vida familiar e profissional de uma atriz, espero que a série consiga trazer momentos tão excelentes quanto Louie.

s01e02 Period – Sam lida com assuntos do universo feminino. Me parece que Pamela Adlon vai mesmo seguir os passos de Louie, novamente tivemos um episódio focado numa versão ficcional da atriz debatendo e ilustrando o cotidiano de uma mulher dita moderna (trabalha, namora e tem filhos para cuidar). Aqui tivemos conversas sobre menstruação, vou insistir!

s01e03 Brown – Sam convida um colega para jantar em sua casa. O episódio contou com a participação David Duchovny, e contou com um clima mais ameno em comparação aos demais, meio romântico e melancólico.

s01e04 Woman is the Something of the Something – Alguém demonstra interesse em Sam. A série continua crescendo e mostrando facetas de Sam e de seu cotidiano com um olhas bastante peculiar, nem sempre engraçado, diga-se de passagem.

s01e05 Future Fever – Sam faz uma “boquinha” e Max pensa sobre as coisas.  Episódio focado na relação de Sam com suas filhas e de sua papel na sociedade.

s01e06 Alarms – Sam questiona os contrastes entre juventude e envelhecimento. Mesmo não apresentando um olhar tão crítico quanto Louie, Better Things claramente direciona um olhar curioso aos bastidores de uma mulher madura na indústria do entretenimento.

s01e07 Duke’s Chorus – Sam é convidada, a contragosto, para visitar uma igreja mórmon. Uma amizade inusitada surge em meio ao conflito de conceitos e crenças.Buscando peculiaridades assim como acontecia em Louie, Better tem seu episódio sobre religião como destaque, boas situações e bons diálogos.

s01e08 Scary Fun – Sam desdobra-se como mãe para atender aos diferentes dilemas de suas filhas. O clima de Halloween inspira a família em uma disputa de pregação de peças assustadoras entre si. A intimidade da família começa a ganhar destaque nesta reta final, perde-se um pouco no humor mas ganha-se no aprofundamento das personagens.

s01e09 Hair of the Dog – Sam e Max vão ao show de Joe Walsh com amigas. Uma velha mesa de seu antigo casamento mexe com a rotina da casa. Apenas ok!

s01e10 Only Women Bleed Season Finale – Sam tem que lidar com questões de gênero. Fechando com chave de ouro, temos a discussão sobre Frankie filha de Sam que vive e quer ser reconhecida como um garoto, Sam mostra toda sua sensibilidade em cena e mesmo assim é uma mãe humana e complexa. A série ainda precisa equilibrar melhor seu humor, mas Sam é uma personagem riquíssima e pode render bastante assim como aconteceu com Louie, que encontrou seu melhor tom da 3ª temporada.


%d blogueiros gostam disto: