Love (Netflix) – 2ª temporada (FINALIZADA)

s02e01 On Lockdown – Após abrir o jogo com Gus, Mickey só quer ir para casa relaxar, mas uma reviravolta inesperada faz com que eles fiquem juntos até altas horas.

Boa reestreia da série, me parece cada vez mais buscar um público similar ao de Girls, inclusive por pertencer também à Judd Apatow, então seria uma série sobre jovens adultos e seus conflitos, logo os personagens nos soam irritantes e arrogantes pois esta geração é especialista em ser assim, portanto, a série acerta no universo que busca atingir.

s02e02 Friends Night Out – Enquanto Gus vai beber com os amigos, Mickey arruma confusão em um jantar cheio de casais.

s02e03 While You Were Sleeping – Mickey decide ajudar um colega de trabalho a sair de uma situação complicada; há um acidente no set de Wichita. Buscando mostrar a rotina de cada personagem, a série cria empatia para o público e torna os mesmos verossímeis aos nossos olhos. Mas não aguento a jovem atriz que Gus ensina!

s02e04 Shrooms – Gus, Bertie e Randy vão usar cogumelos enquanto Mickey vai guiá-los chapados. Vira e mexe seriados ditos descolados querem retratar o uso de drogas menos “perigosas” nos seus personagens, o que considero uma bobagem sem tamanho, não há necessidade disso e por vezes o roteiro cria situações insólitas pra retratar estas situações, o único desenlace interessante aqui é Mickey ser a “careta” da vez!

s02e05 One Day – Mickey e Gus passam o domingo juntos. Gosto quando a série retoma o relacionamento dos protagonistas, ou seja lá o que eles tiverem, principalmente que esta temporada tem buscado retratar o amadurecimento de Mickey, já que ela seria a personagem maluquinha, enquanto Gus seria o rapaz mas “pé no chão”, um episódio bem bacana!

s02e06 Forced Hiatus – Mickey começa a suspeitar das intenções de Randy com Bertie; as coisas não estão promissoras no set de Wichita. Episódio que separa um pouco o casal, Gus retoma o lado profissional e os problemas na série Wichita, já Mickey tem serios problemas com o comportamento de Bertie para com Randy.

s02e07 The Work Party – Mickey decide levar Gus numa festa da empresa, mas se ocupa tentando impressionar seus novos colegar de trabalho e o deixa sozinho com Dr. Greg. Mais uma prova de teste na relação entre Mickey e Gus, desta vez sob a ótica de Mickey que vê seus antigos laços retornarem para assombrá-la.

s02e08 Marty Dobbs – O pai de Mickey resolve fazer uma visita, e ela decide apresentar Gus. A série parece estar focada no desenvolvimento de Mickey, certamente uma personagem mais complexa do que Gus, principalmente pelo seu arco dramático pessoal no combate as drogas/bebidas, no entanto, o reaparecimento de seu pai em nada acrescenta à série.

s02e09 Housesitting – Enquanto tomam conta da mansão de um amigo, Gus e Mickey resolvem reunir um pessoal para assistir a “Witchita”, mas conflitos ameaçam estragar a festa. Claramente, os roteiristas parecem querer mostrar o que acontece após o casal “querer estar junto”, quando não basta somente gostar, mas sim necessita-se conviver e lhe dar com as diferenças que surgem na rotina. Gosto do tom que a série vem adotando, apesar de nunca abrir mão da infantilidade/imaturidade dos personagens centrais e coadjuvantes.

s02e10 Liberty Down – Gus viaja para o set do novo filme de Arya enquanto Mickey se concentra em um projeto importante no trabalho. Começam a surgir novos problemas no relacionamento dos dois. Muito bom episódio!

s02e11 The Long D – Mickey se aproxima do ex enquanto Gus tenta consertar as coisas com o diretor do filme. Bertie faz uma revelação.

s02e12 Back in Town season Finale – Gus volta para casa e Mickey sabe que precisa tomar uma decisão, mas as tentativas de arrumar sua vida amorosa só deixam tudo ainda mais caótico.

Temporada notadamente focada em Mickey e sua relação com os vícios, além disso, como Gus pode servir de âncora em sua vida, no bom sentido, lhe dando estabilidade emocional. Legal observar que nesta temporada Gillian Jacobs em nada lembra sua personagem de Communitty, já Gus tem uma atitude mais linear e fácil de entender seu arco, o roteiro poderia ter sido um pouco mais verossímil nesta reta final entre o casal achei tudo muito apressado e beirando o surreal, porém em nada tira o mérito da série de buscar retratar o amor entre diferentes de uma mesma geração que parece não querer amadurecer.

STATUS: INDEFINIDO (MARÇO 2017).

Anúncios

%d blogueiros gostam disto: