Sense8 (Netflix) – 2ª temporada (FINALIZADA)

s02e01 Happy Fucking New Year – Escândalos, surpresas e comemorações aproximam ainda mais os sensates, que tentam reconstruir suas vidas e fugir de Whispers. (Episódio Especial de Natal).

Vendido com episódio de Natal em 2016, acabou virando a premiere da 2ª temporada, um episódio duplo que trouxe os sensates em novos momentos, com uma forte ameaça embalado de uma maneira entediante demais, episódio duplo é um pouco demais para a série.

s02e02 Who Am I? – Will e Sussurros tentam descobrir a localização um do outro. Enquanto isso, Lito vai à sua primeira premiere depois do vazamento das fotos. Pelo jeito a pegada deste reinício da série será mais sci-fi do que dramática, a partir do momento que os sensates já conhecem seus poderes a mitologia que os envolve parece ser o centro do que será abordado, uma pena pois mesmo com fortes problemas de diálogos, os personagens até então eram para mim a grande fonte de satisfação da série.

s02e03 Obligate Mutualisms – Os Sensates fazem contato com uma pessoa importante da OPB. Levada de sua cela, Sun pede socorro. Wolfgang conhece uma intrigante desconhecida.

s02e04 Polyphony – Kala e Capheus acabam metidos em um violento protesto. Lito investiga o desaparecimento de um jornalista e descobre novas informações sobre o cluster de Angélica.

O que desconfiava pelo jeito esta se confirmando, o roteiro têm abrido mão das storylines pessoais de cada sensate para amplificar os conceitos da mitologia dos sensates e cluster, sem falar da bagunça corporativa que é OPB, com direito a traições e etc., não sei se é esta série que gostaria de olhar, depois de uma temporada na qual o grande destaque foi This Is Us, uma série crônica familiar, toda a riqueza de culturas e diversidade de Sense8 poderia ser uma série diferenciada, não sei se isto não gerará uma série tão boa quanto, mas até aqui me pego em conflito, claro que isto não serve para o trabalho hercúleo de montagem e edição, a melhor característica da série!

PS. poderiam trabalhar melhor os personagens de Daryl Hannah e Naveen Andrews, acho eles equívoco impressionante dentro da narrativa da série!

s02e05 Fear Never fixed Anything – Bug encontra uma solução para os problemas legais de Nomi, a vida de Kala já não parece tão perfeita, e os Sensates consideram uma mudança de planos radical.

Confesso que o charme que a série apresentou em sua temporada inaugural ainda persiste, a empatia dos personagens e a liberdade que propaga é sempre um caminho bacana e responsável em tempos atuais, no entanto, sinto que o lado sci-fi da trama começa a patinar, a inclusão de outros sensates e clusters me parece um rápido meio de superficializar os conflitos e arcos da trama, ao invés de focar no oito personagens principais, o que já é um caminho bastante complexo.

s02e06 Isolated Above, Connected Below – Enquanto Capheus curte sua festa de boas vindas, Lito chama atenção em um evento de gala. Riley tenta ganhar a confiança de um sensate que ela conheceu em uma rave.

Um dos pontos altos no arco de lito, assumir-se como gay na Parada Gay de São Paulo, um evento catártico para o personagem, como sensibilidade trabalhada pelo texto e elenco, muito bonito ver todos sensates em cima do carro de som na Parada, no entanto, ainda vejo com receio os pesos diferentes de cada arco com a trama da temporada, descobrir pontos chave de OPB.

s02e07 I Have no Room in My Heart for Hate – Will pede a um velho amigo para ajudar Riley a embarcar em uma perigosa jornada. Kala faz uma descoberta perturbadora. Sun tem um encontro dramático no cemitério. Os sensates chegam mais perto de descobrir o passado de angelica dentro da OPB, além disso, o retorno de Jonas abre novos mistérios que, inclusive, acho desnecessário.

s02e08 All I Want Right Now is One More Bullet – Alguém conhecido reaparece. Deprimido, Lito desabafa com Sun. Lila atrai Wolfgang para uma armadilha.

s02e09 What Family Actually Means – Um casamento na família deixa as coisas ainda mais complicadas para Nomi. Daniela tenta conseguir o papel perfeito para Lito. Um dos Sensates sofre uma perda terrível. Em momentos chave para a intimidade dos personagens, como a defesa do pai de Nomi é que a série atinge seu ápice, o lado sci-fi há muito me desagrada, com exceção das sequências de ação e interação dos personagens.

s02e10 If All the world’s a Stage, Identity Is Nothing But a Costume – Sun segue com sua missão secreta enquanto Lito encara o teste de sua vida em Hollywood. Capheus se prepara para seu primeiro grande discurso. O lado político/social de Capheus em nada funcionou neste temporada, faltou competência na criação deste arco, em contrapartida, Lito tem destaque total!

s02e11 You Want a War? Season Finale – No baile de gala, Sun se prepara para enfrentar o irmão. Uma nova ameaça obriga os Sensates a se organizarem para salvar outro membro do grupo. Episódio focado bastante na ação, como se esperaria numa finale, claro que o desfecho sem desfecho do arco de Sun decepciona um pouco, mas pelo menos, os sensates deram uma resposta e pararam de simplesmente brincar de gato-e-rato com os Sussurros. Em resumo, a série continua empática e com uma qualidade técnica indescritível, principalmente, no que se refere a edição e montagem, um espetáculo, no entanto, me é flagrante que a trama sci-fi não sabe para onde ir, Jonah e Angelica são os piores personagens fácil, fácil…a pauta da diversidade é o que move e comove a trama, se focasse mais num drama social/familiar a la This is Us, teria chances de ser a melhor série em exibição.

STATUS: INDEFINIDO (maio/17).


%d blogueiros gostam disto: