Marvel’s Agents of S.H.I.E.L.D. (ABC) – 2ª temporada (FINALIZADA)

marvelss02e01 Shadows – Coulson e sua equipe agora são fugitivos com recursos limitados, mas isso não os impedem de manter o mundo a salvo de ameaças. No entanto, com os novos membros que eles mal conhecem, será possível voltar a confiar na S.H.I.E.L.D.?

Aí, cansei um pouco de SHIELD, mesmo com a série terminando de uma maneira positiva, esse retorno fez uma reapresentação da nova situação da agência, porém, os personagens me cansaram! O que é a doença do LabRat, vendo sua parceira e falando sozinha!

Maratonando a série durante a summer season (ago)

s02e02 Heavy in the Head – Caçado e ficando sem soluções, Coulson coloca sua equipe bem na linha de fogo, na esperança de salvar todos eles. Mas com o General Talbot, a Hydra e Carl Creel em seu cerco, como eles poderiam sobreviver?

O grande problema da primeira temporada da série que me fez desistir no inicio da fall season 2014 é que ainda faltam muito personagens mais carismáticos à série, ressinto de uma dinâmica que não pareça somente “caso da semana”, uso como exemplo, mesmo The Flash tendo muitos defeitos suas qualidades se sobressaem! O que para mim não acontecia aqui, mas devido a diversos elogios, resolvi recuperá-la! Gosto quando as diferentes forças por detrás dos personagens (HYDRA, governo e os herois) batem de frente.

s02e03 Making Friends and Influencing People – Coulson e sua equipe correm contra o tempo para impedir que a H.Y.D.R.A. chegue à Donnie Gill – um rapaz com a habilidade de congelar objetos. Enquanto isso, Simmons fica no meio do fogo cruzado. Deixou em aberto um arco bastante promissor, espero não me arrepender de ter retornado!

s02e04 Face my Enemy – Enquanto está em uma missão para descobrir mais sobre a escrita misteriosa, Coulson é atacado por uma pessoa próxima. Enquanto isso, o resto da equipe está presa em uma situação explosiva e somente Fitz pode salvá-los. Ainda não encontrou o tom ideal essa temporada, assim como aconteceu na primeira temporada, onde trabalhava casos semanais, aqui o perigo no avião foi extremamente mal trabalhado, quase anti-climax.

s02e05 A Hen in the Wolf House – A equipe de Coulson enfrenta a bela e mortal Bobbi Morse – chefe de segurança da Hydra, quando o disfarce de Simmons corre perigo. Enquanto isso, o pai de Skye força Raina para reuni-lo com sua filha a qualquer custo. Meu deus quando o roteiro trabalha uma trama mitologica ainda em expansão entrega um arco tão raso, no caso do pai de Skye, observem que de personagem complexa Raina agora teme todos os demais, cade a coerencia com a personagem, manipulado por misterioro personagem, que pelo jeito age somente por ciúmes de Sky; pelo menos, a entrada de Bobbi se mostrou bacana carregando o carisma de Adrianna Palicky.

s02e06 A Fractured House – O mundo se vira contra a SHIELD quando a Hydra finge ser a agência rival em um ataque, liderado por um inimigo inesperado, as Nações Unidas. Não sei se é em função da maratona que estou fazendo, mas as escolhas do roteiro da série tem me irritado profundamente, nem mesmo quando não usa “caso da semana” específico, os roteiristas não tem conseguido dar uma maior dimensão ao problema no qual se encontra a SHIELD e suas reais relações com os governos e com a HYDRA, tudo parece fácil demais para HYDRA ou se resolve de maneira fácil demais, nem vou comentar sobre Ward, personagem descaracterizado desde sua traição, por mim teria morrido sem fazer falta alguma a trama, e agora a obvia fuga zzzzzzzzzzzzzz

s02e07 The Writing on the Wall – Parte da equipe descobre vítimas de assassinatos com as escritas alienígenas em cada um deles, enquanto a outra parte continua sua busca por Ward. Todos os segredos de Coulson chegam ao auge. Bacana o roteiro não empurrar a trama dos escritos de Coulson muito adiante, pelo contrário, mostram realmente como tudo aconteceu, assim trabalha-se agora com a questão o que aquilo quer dizer? Porém, como sempre acontece com Agents of SHIELD, a trama envolvendo a caça à Ward beirou o surreal, como se o espectador acredita-se que após somente um episódio de fuga o mesmo seria preso novamente, também as motivações de Ward me incomodam pela vingança pela vingança!

s02e08 The Things We Bury – Coulson e o time enfrentam uma batalha épica contra a HYDRA para descobrir um antigo segredo. Ao mesmo tempo, Ward sequestra seu irmão, Christian Ward, levando-o para uma viagem na estrada das lembranças.

s02e09 …Ye Who Enter – A SHIELD descobre a cidade antiga antes da Hydra, mas desvendar os seus segredos podem exigir o sacrifício de um membro da equipe de Coulson. Enquanto isso, May e Skye correm para chegar até Raina antes de Whitehall.

s02e10 What They Became – As forças de Coulson e Whitehall colidem em um confronto explosivo que deve alterar dramaticamente o destino de todos. Enquanto isso, Skye descobre segredos chocantes sobre seu passado e finalmente descobrimos o verdadeiro poder do Divinador.

O bacana dessa primeira metade da temporada foi a dinâmica envolvendo o passado de Skye e a introdução dos Inumanos de maneira orgânica na trama e com os choques internos dentro da SHIELD, nesse meio tempo, como a SHIELD está estruturada permanece meio sombreada, sem maiores informações até porque o roteiro pode usar isso sem se desqualificar (o que é uma falha), acho bom deixar a HYDRA meio adormecida depois desse primeiro embate, e se possivel, Ward poderia morrer definitivamente.

s02e11 Aftershocks – S.H.I.E.L.D terá que lidar com as consequências de sua guerra com a Hydra. Revelações chocantes ameaçam separá-los, e Hydra faz uma jogada perigosa que pode envolver um traidor no meio da S.H.I.E.L.D. Skye e Raina sentem os efeitos da explosão do obelisco. Bom episódio! Pobre Raina e impressão minha ou Kyle MacLachlan esta meio over?

s02e12 Who You Really Are – Coulson e o time chegam para ajudar uma confusa Lady Sif (Thor). Enquanto isso, Bobbi e Mack continuam a esconder daqueles que lhes são próximos a verdadeira missão que devem concluir. O ressurgimento de Lady Sif e de um personagem Kree meio que soltos na trama, num típico caso da semana, me pareceu mera desculpa para revelar a condição de Skye, poderiam ter criado um conflito melhor; já o comportamento de Bobbi e Mack já me cansou, assim como já me cansou essa trama de um traidor se revelar a cada 4 episódios!

s02e13 One of Us – Cal busca vingança contra Coulson reunindo uma equipe de super-vilões para destruir a S.H.I.E.L.D. Enquanto isso, May convida o renomado Dr. Andrew Garner para lidar com uma crise que ameaça romper a equipe.

Tem alguns momento em Agents que penso como o roteiro “gasta munição” com bobagens como esse grupelho que Cal reuniu, contando com o desperdício de Andrea DeMatteo fazendo uma ponta, e por diversas vezes isso enfraquece o personagem de Cal.

s02e14 Love in the Time of Hydra – Coulson e sua equipe ainda estão se recuperando de uma revelação chocante enquanto precisam decidir o que fazer com um deles. Bobbi e Mack revelam para Hunter para quem eles estão realmente trabalhando. Já Ward e a Agente 33 embarcam em uma missão pessoal.

Confesso que terá que render muito esse plot de agência SHIELD nova, derrubando Coulson, porém se os bastidores políticos podem ainda render alguma coisa o que virá de Ward e a agente 33, que em nada acrescentam à trama, além de personagens sem “pátria”, sem Hydra, Governo ou mesmo a SHIELD.

s02e15 One Door Closes – A guerra chega à porta de Coulson de uma maneira que ele não poderia ter antecipado quando revelações chocantes vêm à tona. Enquanto isso, Skye se esforça para controlar suas novas habilidades, mas logo ela toma uma decisão que vai mudar a sua vida.

Acredito ser um dos melhores episódios da temporada, equilibrado entre as subtramas que estão sendo desenvolvidas, até mesmo a discussão sobre Skye e seu desfecho funcionaram de maneira adequada. Ansioso de como as coisas serão desenvolvidas daqui pra frente!

s02e16 Afterlife – Como Robert Gonzalez fez o seu movimento, Coulson deve fazer o que for preciso para proteger o futuro da S.H.I.E.L.D. A jornada de Skye para controlar seus poderes dá uma guinada surpreendente quando ela conhece o Inumano enigmático chamado Lincoln. Começando a ficar empolgado com os arcos, claro que o retorno iminente de Ward já me desanima!

 s02e17 Melinda – Em “Melinda”, a história da transformação de Melinda May em “A Cavalaria” é revelada quando ela se encontra em uma encruzilhada no meio da guerra entre Coulson e Gonzales. Enquanto isso, Skye descobre mais sobre os Inumanos. Gosto quando resolvem revisitar o passado dos personagens, mostra como a agência funcionava fazendo um contraponto com a situação atual, onde está isolada, mas não achei o episódio tão bacana assim, até porque minha simpatia por May é relativa.

s02e18 The Frenemy of My Enemy – Uma perigosa aliança é formada quando Coulson e Hunter se encontram com a última pessoa que alguém poderia esperar – Grant Ward! Enquanto a guerra entre as facções da S.H.I.E.L.D. continua, Skye e Lincoln acabam arrastados para este conflito; mesmo o roteiro tentando criar uma terceira força dentro da série, na figura de Ward, não simpatizo nenhum pouco com o personagem, cada vez mais sem sentido ora apaixonado por Skye ora se interessando pela agente 33, mas a dinâmica pode ser promissora!

s02e19 The Dirty Half Dozen – Gonzales e Coulson devem encontrar uma maneira de colocar suas diferenças de lado e trabalhar juntos contra H.Y.D.R.A, mesmo que isso signifique parceria com alguém que eles não confiam, nesse sentido as figuras do inumanos ainda me parece muito conflituosa, a SHIELD se comporta de maneira nada progressista para quem sempre esteve a frente do seu tempo, que medo irresponsável pelo desconhecido, quando eles próprios fazem uso do mesmo. Além da referência à equipe original da série, aqui temos o elo de ligação com o filmes Vingadores – A Era de Ultron.

s02e20 Scars – Skye está dividida. Deve escolher entre a sua lealdade com a S.H.I.E.L.D. e sua conexão com os Inumanos. Enquanto isso as tensões aumentam entre os dois grupos, e Coulson revela um segredo que ele está escondendo mesmo daqueles mais próximos a ele.

A falta de informação entre o próprio grupo da SHIELD é um artifício do roteiro que me incomoda um pouco, são muito grupos dissidentes para meu gosto, já no Afterlife, as coisas começam a se mostrar mais claras, uma pena de Skye-Daisy que novamente será o centro do drama no final de temporada e, com certeza, sofrerá muito com isso. Ainda não me conformo com o papel de Kyle MacLachlan, na verdade, com os rumos do personagem, ficou muito estranho!

s02e21-22 SOS (part 1 e 2) Season Finale – A S.H.I.E.L.D. faz tudo para sobreviver a uma guerra que ultrapassa a linha entre amigo e inimigo. Coulson e sua equipe serão forçados a fazer sacrifícios chocantes que vão mudar seus relacionamentos e seu mundo para sempre.

Boa finale, mas com alguns problemas de construção, no caso do Inumanos (o comportamento da mãe de Skye não foi condizente com seu comportamento desde o início), mas que deve render um arco bastante interessante, deve fazer a trama de série crescer (evoluir), menos mal que o protagonista atende por nome de Coulson, roubou a cena nessa temporada, apesar dos roteiristas quererem colocar Skye no foco o tempo todo; porém nada me desanima mais do que a presença de Ward, que personagem que não tem mais o que fazer em cena (deve voltar pra HYDRA pelo jeito), obsessivo por Skye depois pela agente 33 e, no final, volta aos braços do inimigo, sei que ele retorna, mas poderiam caprichar melhor no arco dele.

STATUS: RENOVADA PARA 3ª TEMPORADA (set 2016).


%d blogueiros gostam disto: