Scream (MTV) – 1ª temporada (FINALIZADA)

S1S-Cartaz1Willa Fitzgerald (The Following) irá interpretar Emma, uma garota bela e inteligente. Ela começa a andar com a turma mais popular do colégio e acaba se afastando um pouco da amiga de infância, Audrey (Bex Taylor-Klaus, de Arrow), filha de um pastor luterano que deseja se tornar uma cineasta. Audrey tem como melhor amigo Noah (John Karna, de The Neighbors). Carlson Young (Key and Peele) irá interpretar a sexy e popular Brooke, enquanto que Amadeus Serafini viverá o novato e misterioso Kieran.

O que começa como um vídeo do YouTube que se torna viral, logo leva a problemas para os adolescentes de Lakewood e serve como catalisador para um assassinato que abre uma janela para o passado violento da cidade.

s01e01 Red Roses – Depois que um vídeo de Audrey e Rachel se beijando se torna viral, a estudante do ensino médio Nina e seu namorado Tyler são brutalmente assassinados, abrindo uma janela para o passado turbulento da pacata cidade de Lakewood.

Enquanto Zoo consegui me surpreender negativamente (além do esperado), aqui piloto me surpreendeu pela agilidade da trama e auto referências ao próprio filme (não se levando a sério, não na tensão, mas na maneira de se expor ao público), porém como produção de um canal não especialista faltou uma seleção de elenco muito, mas muito melhor, mesmo assim, os estereótipos apresentados prometem ser melhor desenvolvidos pelo roteiro conforme citação do personagem/espectador especialista em cultura pop.

O grande problema da série (além de poder ser simplesmente ruim) é como trabalhar uma trama de slasher no formato de série de televisão? Se os roteiristas conseguirem isso de alguma maneira competente, parabéns aos mesmos.

s01e02 Hello, Emma – A morte de outra adolescente levanta perguntas e leva a uma discussão entre Emma e Audrey. Mais tarde, uma podcaster chega na cidade para reportar as mortes do passado e do presente.

A trama do episódio, novamente, abre com uma morte, não tão inspirada, mas a duvida deixada no ar quanto suicidio e ou suicídio me parece servir somente para alongar o mistério, assim ainda não há deflagrado na cidade um novo serial killer caçando os jovens. A abordagem dos personagens, como prometido pelo roteiro esta sendo desenvolvida, e a chegada de uma nova jornalista, no caso, uma podcaster, me lembra a reporter do segundo filme que veio a ser uma das mentoras dos assassinatos naquele longa.

s01e03 Wanna a Play Game – Emma descobre que sua mãe está escondendo alguns segredos de seu passado. Ao mesmo tempo, o assassino a desafia a participar de um jogo perigoso. Ao mesmo tempo que é bacana que o roteiro agilize algumas informações, como Emma descobrir sobre o passado de sua mãe, precisa ter muito cuidado com a criação de um “supervilão”, a não ser que construa a revelação do serial killer como uma dupla (artifício usado em quase todos os filmes), como na sequência final dividida entre as duas possíveis vítimas, um pouco forçado!

s01e04 Aftermath – Emma recebe uma misteriosa mensagem que leva tanto ela quanto Noah e Audrey em busca de respostas num abandonado hospital, que serve de covil do assassino, pelo menos os jovens sabem o quanto esse cenário foi montado e planejado para ser descoberto, fazendo com que a teoria do jovem decaptado no primeiro episódio fosse o assassino caísse por terra.

Apesar de derrapar em algumas questões como a investigação de Emma e sua gangue, o roteiro consegue seduzir o espectador a continuar acompanhando, em paralelo algumas outras tramas vão sendo mostradas para, possivelmente, servirem de cortina de fumaça para a resolução da temporada (pelo menos assim espero eu, que a temporada tenha um final).  

s01e05 Exposed – Quando um vídeo escandaloso de Emma e Wiil é vazado para todos os alunos de Lakewood, Emma descobre um segredo devastador. Depois de questionar sobre o paradeiro de sua mãe, Brooke acaba descobrindo um segredo sobre o passado do seu pai.  Episódio filler total, centrado mais na revelação do segredo do prefeito e na chantagem que envolve os jovens.

s01e06 Betrayed – Depois de uma reviravolta surpreendente nas investigações dos casos de assassinatos de Lakewood, Audrey se encontra em uma situação delicada e pede a ajuda de Emma. Em busca de provas, Piper acaba presenciando uma reviravolta perigosa.

A trama esta se escondendo no jogo de gato-e-rato entre o mascarado e Emma, o que não facilita a dinâmica da série, além do mistério bobo envolvendo o prefeito.

s01e07 In the Trenches – Emma tenta salvar um amigo do jogo perigoso de esconde-esconde do assassino antes que o tempo acabe. A saga de Will nesse episódio, ao final, me pareceu uma boa de uma enrolação dentro da temporada, já que havia episódios que não morria ninguém do elenco. Não sei se a série esta pronta para ser um programa semanal de terror slasher!

s01e08 Ghosts – título perfeito para o episódio no qual Emma, nossa protagonista, vivenciou ser perseguida pelo recém falecido Will, morto de maneira angustiante, além disso, as investigações dos jovens apontaram para novos fatos, o prefeito era cortina de fumaça, o que já era óbvio a muito tempo, o professor esta/foi envolvido com o surgimento de uma faca e o passado de Emma retorna através de um irmão não conhecido seu, possivelmente, o serial killer da temporada (chute meu!). Assim, enquanto, o professor se defende (pode estar envolvido, mas não acredito ser o principal culpado), acho que o sumiço do filho do xerife e novo ficante de Emma, pode ser um bom argumento para seu surgimento como o vilão da temporada (ainda acho que envolvem duas pessoas).

Impressão minha ou o massacre de cinco jovens em poucos dias pouco influência no dia-a-dia da comunidade de Lakewood, a série não se preocupa em retratar o sentimento geral das pessoas sobre os assassinatos, podiam dar uma caprichada melhor!

s01e09 The Dance – Emma não acredita que o verdadeiro assassino foi capturado e trabalha com Piper para encontrar respostas no baile de Halloween. É quase que inacreditável que com um genocídio pelas ruas, ainda tenha baile de halloween na série, mas tudo ok, liberdades criativas; por ser o penúltimo episódio achei que a trama pouco andou, vemos com o mascarado planeja seus ataques há mais de um ano, porém nada foi mostrado até aqui, acredito que ou tudo será corrido no episódio final ou (rezem) será chutado para a próximo temporada (socorro!).

S01E10 Revelations Season Finale – Após 4 mortes e múltiplas ameaças, Emma irá encarar o assassino de frente para salvar um ente querido. Apesar do desfecho satisfatório e coerente com a linha adotada pelo roteiro, sim tivemos um bem vindo “power girl”, a realidade de ter um segunda temporada e com isso, um espichamento da situação atual e dos personagens fez com que o roteiro poupasse quase todos e mesmo assim concentrando nos suspeitos. Valeu pela temporada enxuta, pela metalinguagem e por Noah (porque os nerds tem os melhores diálogos nesse tipo de gênero). Contudo, em Scream há uma falha grave que quase põe tudo a perder, sua protagonista, passiva em sua posição de vítima, bem diferente da original, Sidney Prescot (personagem já clássica do cinema), e como a trama continuará, teremos que aturar mais uma temporada de Emma, bem que podiam mudar a narrativa na segunda temporada, assim, centrado no gancho deixado (que eu acertei em parte, Piper sim, Aubrey não), a personagem Emma poderia morrer sem perda alguma para a série.

STATUS: RENOVADA (2016).

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: