The Astronaut Wives Club (ABC) – 1ª temporada (FINALIZADA)

theastronautBaseado no romance best-seller de Lily Koppel, a história é situada na década de 1960 e acompanha a vida das esposas dos astronautas que trabalham na NASA, durante o período da corrida espacial. Entre elas, Betty Grissom (JoAnna Garcia Swisher), esposa de Gus (Joel Johnstone); Annie (Azure Parsons), esposa do astronauta John Glenn (Sam Reid); Jo (Zoe Boyle), esposa de Wally Schirra (Aaron McCusker); Trudy (Odette Annable), esposa de Leroy Gordon Cooper Jr. (Brett Harrison); Marjorie Lunney (Erin Cummings), mais conhecida como Marge, a mulher de Deke Slayton (Kenneth Mitchel); Louise (Dominique McElligott), esposa de Alan Shepard (Desmond Harrington); Rene (Yvonne Strahovski), casada com Scott Carpenter (Wilson Bethel).

s01e01 Launch – Quando sete astronautas são escolhidos para serem os primeiros homens no espaço, suas sete esposas ganham a fama de “As esposas dos astronautas”. As quais fazem uma aposta: Quem herdará o título de “Primeira Dama Espacial”?

Mesmo sendo exposto de uma maneira complexa, praticamente temos 14 personagens para serem apresentados somente de largada, o roteiro conseguiu por alguns momentos ser esperto e centrar o foco no casal mais emblemático, pelo menos historicamente, já abrindo uma discussão bastante interessante no ceio das esposas, a traição. Contando com diversos atores conhecidos de outras séries, faltou identificar melhor cada personagem, mas acredito que o roteiro, até pelo piloto, deve focar sua narrativa em cada personagem para desenvolvê-la melhor. A ambientação ficou bacana e o tema, tanto histórico quanto social, é riquíssimo.

s01e02 Protocol – Louise e Alan aproveitam o sucesso de sua missão; Betty se prepara para o lançamento Gus. Como não gostar da personagem gaguinha! E mais, a defesa de seu marido, um achado pra aquela época, somente sinto falta dos bastidores políticos dessa corrida ao espaço, a NASA devia sofrer muita pressão por parte do governo para obter um resultado relevante em comparação aos russos.

s01e03 Retroattitude – É a vez de Scott Carpenter ir ao espaço. Enquanto o mundo e as esposas se preparam para o lançamento, Rene recebe a oportunidade de contar a sua própria história, em suas próprias palavras para a revista LIFE. Mudanças de ares devem começar a causar um racha no grupo de astronautas e isso pode gerar um conflito entre as mulheres do grupo. Continua bacana, uma pena a dificuldade que tenho em acompanhar alguns casais.

s01e04 Liftoff – A Guerra Fria se intensifica e a Crise dos Mísseis de Cuba chega ao seu derradeiro fim, as sete famílias recomeçam suas vidas novas em Houston. Ao mesmo tempo, temos também a chegada das esposas do projeto Gemini, o que muda a dinâmica entre as mulheres. Gosto do enfoque feminino da série, sempre deixando maridos e NASA ao fundo, porém confesso que o perfil “mocinha” de todas esposas me soa muito novelesco.

s01e05 Flashpoint – Trudy descobre que estão sendo feitos esforços para anular um programa de treinamento de astronautas feminino. Desde já o melhor episódio da série, principalmente, por ter conseguido diversificar sua trama, com um elenco tão numeroso, era necessário o roteiro criar storylines para as personagens, não somente centralizar as mesmas a cada voo de algum marido, trazer a discussão do poder feminino e o gancho histórico da morte do Presidente Kennedy se mostram bastante relevantes dentro da trama, sem esquecer de uma pitada cômica necessária (no caso do ar condicionado).

s01e06 In the Blind – John Glenn passa a representar o senado de Ohio. Uma questão pessoal deixa a carreira de Alan Shepherd na corda bamba. Não sei ao certo quais os planos dos roteiristas para o futuro mediato da série, nem mesmo prevejo qual ano terminará a temporada (se será renovada ou não), porém notadamente sinto que ao abrir plots para diversos personagens, em paralelo ao contexto histórico e biografia dos personagens, surgem episódios como esse que não avançam muito na trama e também não conseguem aprofundar laços e relacionamento, tipicamente um episódio “filler”.

s01e07 Rendezvous – As esposas sentem a pressão aumentar na medida em que as missões Gemini vão sendo lançadas e o programa Apollo entra em ação. Bom episódio, com uma boa dinâmica entre as personagens e uma pegada mais série, envolvendo morte e responsabilidades, certamente, a série melhora com assuntos mais relevantes do que somente os fuxicos das esposas. Já estamos no verão de 1965.

s01e08 Abort – Betty Grissom tenta lidar com a perda de Gus enquanto organiza o funeral. Depois de descobrir que sua morte poderia ter sido evitada, ela está determinada a obter algumas respostas. Gosto dessa mudança de enfoque dentro da série, sai a rotina das mulheres casadas com astronautas em momentos Caras, para entrar o enfoque dramático, com perdas de astronautas em  acidentes,  política e jogos de interesse. Grande momento da JoAnna Garcia!

s01e09 The Dark Side – Jo precisa redefinir seu papel e suas prioridades agora que Wally não está mais trabalhando na NASA. Louise está com medo de perder Alan enquanto ele pensa em se submeter a uma cirurgia arriscada.

Em sua reta final, mesmo que sendo um passatempo leve e despretensioso, quando comparo a série com outra série que mostra os bastidores de eventos históricos, The Masters of Sex, infelizmente o roteiro de TAW parece conto infantil de tão raso e quase nenhum aprofundamento, uma pena, acho que o elenco seguraria bem uma pegada mais forte da trama.

s01e10 Landing Series Finale – As esposas participam de um documentário. Gordo não é escolhido para participar da próxima missão. Parecia um capítulo final de novela, buscando finalizar as pontas soltas de todas as esposas e seus respectivos maridos, no entanto, ainda havia a missão Apollo 13 para criar tensão, o que disse acima sobre o penúltimo episódio aqui se repete, não considero a série ruim, porém parecia uma novela das seis global, leve e despretensiosa, criando alguns conflitos somente para dar uma agitada nas coisas, será que os roteiristas não teriam autorização para retratar os bastidores reais? Menos mal, se não é para ter um produto relevante, foi finalizado com honra! Elenco bastante carismático!

STATUS: FINALIZADA.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: