Ozark (Netflix) – 1ª temporada

Ambientada no mundo da lavagem de dinheiro, a série acompanha Marty Bird (Bateman), sua esposa Wendy (Linney) e a mudança da família de Chicago para uma pequena cidade. Ozark irá explorar o capitalismo, dinâmicas familiares e a sobrevivência pelos olhos de americanos comuns.

s01e01 Sugarwood – Seu sócio traiu um cliente muito perigoso. Agora, Marty precisa de um plano radical para salvar sua vida e de sua família.

Episódio um pouco corrido demais, com uma dose de violência não muito comum as séries, mesmo para o Netflix, no entanto, conseguiu mostrar um retrato da fuga da família que é o que interessa para o início da trama. No entanto, senti uma vibe muito forte de “wanna be Breaking Bad” da série, que também é escrita e dirigida por Jason Bateman, procurando sair das comédias hollywoodianas pela jeito (lembro bem de seu bom papel no suspense O Presente), como tem uma das minha atrizes favoritas, Laura Linney, vou ver se a série se mostra um pouco menos previsível!

s01e02 Blue cat – Nos Ozarks, Marty faz de tudo para achar um negócio que possa usar para lavar dinheiro. Seus filhos fazem amigos, mas cometem um grande erro. Na reapresentação do cenário geográfico da série, por sorte da mesma, há personagens surreais mas carismáticos como a bandidinha Ruth, que rouba a cena todo episódio, muito mais com os caipiras burro que as cerca; mas ainda falta um coisa, que acredito que não será sanada na série que é a falta de empatia com o espectador comum, são todos uns idiotas, arrogantes e estúpidos ou somente criminosos, faltou na construção dos mesmos um viés que pudesse ser utilizado como fator “torcida” para com eles, mas vamos seguindo a trama.

s01e03 My Dripping Sleep – Marty acha que descobriu como controlar Ruth e busca informações sobre uma boate de striptease. Wendy consegue um emprego.

Anúncios

%d blogueiros gostam disto: