Twin Peaks (Netflix) – 3ª temporada (FINALIZADA)

s03e01/02 The Return, part 1/part 2 – Um homem observa uma misteriosa caixa de vidro. A polícia de South Dakota descobre um crime hediondo, e Hawk recebe uma mensagem sobre o Agente Cooper; Hawk encontra algo na floresta. Num sonho, Cooper conversa com Laura Palmer, e obtém instruções misteriosas do homem de um só braço.

Meu chapéu!!! Que coisa mais surreal, assistir Twin Peaks pleno 2017, após 20 poucos anos do baque que gerou a pergunta “Quem Matou Laura Palmer?”, e mais descobrir que o assassinato era um mero detalhe no mosaico de insanidades de David Lynch e Mark Frost, somente anos depois conheci verdadeiramente o universo do mais que talentoso criador/diretor, que permeia seu cinema com sonhos e devaneios, tudo o que revemos ou revisitamos a partir de agora, com um detalhe afora as bizarrices que nem lembrava, o carinho em trazer de volta quase todo elenco (vivo) original. Vou assistir mais alguns para tecer teorias pois Lynch sempre me derruba com seu roteiro psicodélico!

Imperdível para quem gosta de séries revolucionárias (casamento perfeito em tempos de The Leftovers e American Gods).

s03e03/04 The Return, part 3/part 4 – Cooper pede ajuda; Os agentes Gordon Cole, Albert Rosenfield e Tammy Preston investigam os assassinatos da caixa de vidro/ Coop assume a vida de Dougie Jones, enquanto Gordon, o agente Rosenfield e a agente Preston investigam a situação em torno do doppelganger de Coop.

Depois de uma reapresentação, temos de volta o abraço ao bizarro, saída do Real Cooper e sua nova identidade (um show de interpretação de Kyle MacLachlan) é simplesmente surreal, sem o menor senso de realidade, uma coisa que não surge em cena na televisão, simplesmente isso! E somando-se a isso, temos a retomada do humor, claro que humor de Lynch e David Frost, como por exemplo, a cena na delegacia com o xerife e seu celular, além disso, temos participações e retornantes como David Duchovny (e sua pioneira transgênero Denise), Naomi Watts e Michael Cera a la Marlon Brandon, que série amigos, que retorno!

s03e05 The Return, part 5 – Cooper ainda está preso como Dougie, enquanto seu doppelganger permanece na prisão. Enquanto isso, novas informações sobre o Major Garland Briggs aparecem. Primeiro episódio que dá uma caída na temporada, principalmente, pela introdução de vários novos personagens ainda desconectados dos contextos até então apresentados. Mas o lado instigante ainda rende muito!

s03e06 The Return, part 6 – ainda centrado na resolução dos problemas de Dougie/Cooper, com direito a “mulherão da porra” de Naomi Watts, surgimento de Laura Dern (outra diva Lynchniana), um anão assassino e um atropelamento, novos mistérios em meio à ressurgimentos e muita bizarrice. Nada melhor do que embarcar na viagem à mitologia lynchniana!

s03e07 The Return, part 7 – Dougie e Janey-E recebem uma surpresa violenta no escritório Lucky 7. Enquanto isso, Gordon e Albert tentam convocar Diane para descobrir o mistério do homem que acreditam ser Cooper na prisão. Mais um bom episódio, um pouco mais explicativo que o anterior, parece que será assim a pegada de Lynch/Frost, “loqueiam num episódio e clareiam no seguinte” dentro da narrativa surreal do universo lynchianiano obviamente! Muito bom!

s03e08 The Return, part 8 – Tem fogo? Acredito que vivenciamos um evento televisivo sem maiores alardes, quando observarmos daqui alguns anos toda a onda do retorno de Twin Peaks após 26 anos e o que este episódio significa dentro da mitologia da série.

Nem vou me ater aos desenlaces mitológicos observados pelos fãs da série, do qual sou admirador mas infelizmente não conhecedor profundo, mas a audácia de Lynch e Frost em conceber um episódio como este é um coisa EXTRAORDINÁRIA!

Sem alardes, como normalmente acontece na tevê aberta ou séries de repercussão, tivemos a provável revelação do que é/foi tudo o que esta relacionado ao Lodge, back e white, foi incrível e é uma viagem sem precedentes, em todos os sentidos, as imagens surreais as quais a série se propõe a trabalhar.

s03e09 The Return, part 9 // s03e18 The Return, part 18 Season Finale – desisti de fazer comentários episódio por episódio, pela primeira vez, porque simplesmente não há como fazer relatos sem tentar, repito tentar, entender para onde David Lynch e Mark Frost queriam nos levar. Dito isto, farei em breve um relato sobre a temporada como um todo, mas deixo de antemão avisado que Twin Peaks é uma experiência sensorial/audiovisual como poucas vezes vemos na vida, é mais que cinema ou televisão, é abrir a mente para viagens por mundos paralelos e, ao terminar a temporada, para viagem no tempo?

Anúncios

%d blogueiros gostam disto: